Posts Tagged: ditadura

PEDRO PEDREIRO por Luísa Lobão Moniz

Chico Buarque de Hollanda ganhou o Prémio Camões em 2019, pelo seu contributo para o enriquecimento do património literário e cultural da Língua Portuguesa. Chico Buarque cantor, músico e escritor brasileiro, de referência para os jovens portugueses no tempo da

PEDRO PEDREIRO por Luísa Lobão Moniz

Chico Buarque de Hollanda ganhou o Prémio Camões em 2019, pelo seu contributo para o enriquecimento do património literário e cultural da Língua Portuguesa. Chico Buarque cantor, músico e escritor brasileiro, de referência para os jovens portugueses no tempo da

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – HERANÇAS E HERDEIROS

  O golpe que instaurou a ditadura do Estado Novo, em 10 de novembro de 1937,   fez 80 anos. Preparado por seu principal mentor e beneficiário, Getúlio Vargas, teve o apoio essencial das Forças Armadas. O contexto internacional dos anos

A OPINIÃO DE DANIEL AARÃO REIS – HERANÇAS E HERDEIROS

  O golpe que instaurou a ditadura do Estado Novo, em 10 de novembro de 1937,   fez 80 anos. Preparado por seu principal mentor e beneficiário, Getúlio Vargas, teve o apoio essencial das Forças Armadas. O contexto internacional dos anos

O QUE SE ANDA A PASSAR? Por Luísa Lobão Moniz

O que se anda a passar no mundo? E entre nós? Não acredito que as gerações que acompanharam e festejaram o 25 de Abril estejam tão desiludidas que se tenham abstido de lutar, cada vez mais, pela democracia. Foram muitos

O QUE SE ANDA A PASSAR? Por Luísa Lobão Moniz

O que se anda a passar no mundo? E entre nós? Não acredito que as gerações que acompanharam e festejaram o 25 de Abril estejam tão desiludidas que se tenham abstido de lutar, cada vez mais, pela democracia. Foram muitos

UMAR – MUSEU DO ALJUBE – CONVITE // LANÇAMENTO DO LIVRO DA UMAR “AS MULHERES NAS CRISES ACADÉMICAS DURANTE A DITADURA” | 25 Fev.17h00 | AUDITÓRIO DO MUSEU DO ALJUBE

CONVITE A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta e o Museu do Aljube convidam para a apresentação do livro As Mulheres nas Crises Académicas Durante a Ditadura editado no âmbito do Projecto Memória e Feminismos da UMAR. Apresentação do

UMAR – MUSEU DO ALJUBE – CONVITE // LANÇAMENTO DO LIVRO DA UMAR “AS MULHERES NAS CRISES ACADÉMICAS DURANTE A DITADURA” | 25 Fev.17h00 | AUDITÓRIO DO MUSEU DO ALJUBE

CONVITE A UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta e o Museu do Aljube convidam para a apresentação do livro As Mulheres nas Crises Académicas Durante a Ditadura editado no âmbito do Projecto Memória e Feminismos da UMAR. Apresentação do

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 03/01/ a 09/01/2016  Esta foi a semana do dia de “Reis”. Quem sois vós? quem sois vós? Sou rei, sou Rei (dizia Jô Soares em programa de televisão). Em monarquia ser “Rei” significava o “poder absoluto”

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 03/01/ a 09/01/2016  Esta foi a semana do dia de “Reis”. Quem sois vós? quem sois vós? Sou rei, sou Rei (dizia Jô Soares em programa de televisão). Em monarquia ser “Rei” significava o “poder absoluto”

A COLUNA DE OCTOPUS – ANGOLA: UMA DITADURA TOLERADA PELO OCIDENTE

O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, tornou-se presidente sem nunca ter sido eleito. Controla as forças armadas, o governo, a polícia e nomeia os principais juízos. Um presidente omnipotente. Delfim de Agostinho Neto, este um déspota discreto, tem

A COLUNA DE OCTOPUS – ANGOLA: UMA DITADURA TOLERADA PELO OCIDENTE

O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, tornou-se presidente sem nunca ter sido eleito. Controla as forças armadas, o governo, a polícia e nomeia os principais juízos. Um presidente omnipotente. Delfim de Agostinho Neto, este um déspota discreto, tem

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 28/06 a 04/07/2015 Entre os vários acontecimentos da semana divulgados na comunicação social destaco, como o mais relevante, as notícias sobre A GRÉCIA começando pela publicação de excertos de um artigo de opinião, da autoria de

REVISTA DA SEMANA por Luís Rocha

Revista da semana De 28/06 a 04/07/2015 Entre os vários acontecimentos da semana divulgados na comunicação social destaco, como o mais relevante, as notícias sobre A GRÉCIA começando pela publicação de excertos de um artigo de opinião, da autoria de

CCIF/UMAR – SESSÃO “AS MULHERES NAS CRISES ACADÉMICAS DURANTE A DITADURA” – AMANHÃ, SÁBADO, 9 de MAIO, às 15 horas.

2 de Maio de 2015 No Sábado, 9 de Maio entre as 15h00 e as 18h00, terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) uma sessão com as intervenções e testemunhos de Diana Andringa, Etelvina de Sá, Maria Emília

CCIF/UMAR – SESSÃO “AS MULHERES NAS CRISES ACADÉMICAS DURANTE A DITADURA” – AMANHÃ, SÁBADO, 9 de MAIO, às 15 horas.

2 de Maio de 2015 No Sábado, 9 de Maio entre as 15h00 e as 18h00, terá lugar no Centro de Cultura e Intervenção Feminista (CCIF/UMAR) uma sessão com as intervenções e testemunhos de Diana Andringa, Etelvina de Sá, Maria Emília

UM GRITO D’ALMA por Luísa Lobão Moniz

O ano de 2014, como todos os anteriores, está cheio de imagens que nos surpreendem pela sua crueza e injustiça. Não esqueço uma imagem que vi, num telejornal, de um enfermeiro que se despedia, no aeroporto, do pai porque ia

UM GRITO D’ALMA por Luísa Lobão Moniz

O ano de 2014, como todos os anteriores, está cheio de imagens que nos surpreendem pela sua crueza e injustiça. Não esqueço uma imagem que vi, num telejornal, de um enfermeiro que se despedia, no aeroporto, do pai porque ia

“A SOMBRA DO CONDOR” – PELAS MÃOS DE UM JOVEM, RECORDAR AS DITADURAS por clara castilho

Pelas mãos do fotógrafo português João Pina que durante 25 semanas documentou a memória da “Operação Condor” na América Latina, podemos ver em livro, na internet e em exposições, a dureza desta época. Retrata a acção conjunta de repressão a

“A SOMBRA DO CONDOR” – PELAS MÃOS DE UM JOVEM, RECORDAR AS DITADURAS por clara castilho

Pelas mãos do fotógrafo português João Pina que durante 25 semanas documentou a memória da “Operação Condor” na América Latina, podemos ver em livro, na internet e em exposições, a dureza desta época. Retrata a acção conjunta de repressão a

CONFERÊNCIA “A DITADURA PORTUGUESA. PORQUE DUROU, PORQUE ACABOU” – HOJE e AMANHÃ, 22 e 23 de ABRIL – na FUNDAÇÃO GULBENKIAN

CONFERÊNCIA “A DITADURA PORTUGUESA.PORQUE DUROU, PORQUE ACABOU”, FUNDAÇÃO GULBENKIAN 22.23 ABRIL; JANTAR DA CONFERÊNCIA, PESTANA PALACE HOTEL, 22 DE ABRIL Cara(o) associada(o) A pedido dos organizadores divulgamos «A Ditadura Portuguesa. Porque durou, porque acabou» à qual pertenço, tenho a honra

CONFERÊNCIA “A DITADURA PORTUGUESA. PORQUE DUROU, PORQUE ACABOU” – HOJE e AMANHÃ, 22 e 23 de ABRIL – na FUNDAÇÃO GULBENKIAN

CONFERÊNCIA “A DITADURA PORTUGUESA.PORQUE DUROU, PORQUE ACABOU”, FUNDAÇÃO GULBENKIAN 22.23 ABRIL; JANTAR DA CONFERÊNCIA, PESTANA PALACE HOTEL, 22 DE ABRIL Cara(o) associada(o) A pedido dos organizadores divulgamos «A Ditadura Portuguesa. Porque durou, porque acabou» à qual pertenço, tenho a honra

MARIA TERESA HORTA E “A ESCOLA E OS CRAVOS” por Luísa Lobão Moniz

  Obrigada a todos quantos foram ao lançamento do livro “A Escola e os Cravos” no dia 17 de Março. Estava um fim de tarde em que a chuva não dava tréguas. …mas, nem que chova picaretas, lá vamos para

MARIA TERESA HORTA E “A ESCOLA E OS CRAVOS” por Luísa Lobão Moniz

  Obrigada a todos quantos foram ao lançamento do livro “A Escola e os Cravos” no dia 17 de Março. Estava um fim de tarde em que a chuva não dava tréguas. …mas, nem que chova picaretas, lá vamos para

A IGREJA, A DITADURA E O PAPA – por Gilberto Calil e Marcos Vinícius Ribeiro

Artigo transcrito, com a devida vénia e os nossos agradecimentos, do blogue CONVERGÊNCIA http://blogconvergencia.org/  Parte II (conclusão) O significado da eleição de Bergoglio e as perspectivas de seu papado Logo após a renúncia de Bento XVI, a impressão geral era

A IGREJA, A DITADURA E O PAPA – por Gilberto Calil e Marcos Vinícius Ribeiro

Artigo transcrito, com a devida vénia e os nossos agradecimentos, do blogue CONVERGÊNCIA http://blogconvergencia.org/  Parte II (conclusão) O significado da eleição de Bergoglio e as perspectivas de seu papado Logo após a renúncia de Bento XVI, a impressão geral era