OLHARES SOBRE A HISTÓRIA – OS PRIMEIROS JOGOS OLÍMPICOS DA ERA MODERNA – ATENAS 1896 – por Jorge Lázaro

Saltimbancos

Jogos Olímpicos 1896

 

Um congresso realizado em Paris em Junho de 1894, sob a direcção de Pierre de Freddy – que viria a ser conhecido como Barão de Coubertin –, esteve na génese do relançamento dos Jogos Olímpicos, tendo por origem a fundação do Comité Olímpico Internacional.

1503 anos depois das últimas Olimpíadas (extintas no ano de 393 pelo Imperador Romano Teodósio, após 293 edições), o renascimento dos Jogos Olímpicos atraiu 241 atletas (homens) de 14 países, que, entre 6 e 15 de Abril de 1896, em Atenas – próximo do local histórico das Olimpíadas originais, em Olímpia –, disputaram 43 provas de 9 modalidades (Atletismo, Ciclismo, Esgrima, Ginástica, Levantamento de Pesos, Luta, Natação, Ténis e Tiro).

Precisamente a 6 de Abril de 1896, no Estádio Olímpico de Atenas, perante cerca de 80 000 espectadores, o americano James Connolly, ao vencer o Triplo-salto, tornou-se o primeiro Campeão Olímpico da Era Moderna, recebendo, pelo feito, uma medalha… de prata (seria ainda vice-campeão no Salto em altura, e 3º no Salto em comprimento). O alemão Karl Schumann conseguiria um lugar de honra em 4 provas diferentes.

Mas o herói dos Jogos, seria o grego Spiridon Louis, vencendo a Maratona, a prova que evocava o feito do soldado Phidipiddes que, no ano 490 A.C., levou aos Atenienses a notícia da vitória sobre os Persas, na Batalha de Maratona, não tendo, após ter percorrido os 42,195 km, e transmitido a notícia de que era mensageiro, resistido à exaustão.

O quadro final de medalhas registou a seguinte repartição (Ouro / Prata / Bronze):

  1. EUA – 11 / 7 /2

    2. Grécia – 10 / 17 / 19

    3. Alemanha – 6 / 5 /2

    4. França – 5 / 4 / 2

    5. Grã-Bretanha – 2 / 3 / 2

    6. Hungria – 2 / 1 / 3

    7. Áustria – 2 / 1 / 2

    8. Austrália – 2/ 0 / 0

    9. Dinamarca – 1 / 2 / 3

    10. Suíça – 1 / 2 / 0

Leave a Reply