CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – Passeio: Uma cidade de futebol – Oficina: Tempo de vida – 6 graus – A Paleta e o Mundo – Cinema: Estrada de fogo – TRAÇA

26 a 30 de Maio de 2016

Quinta-feira, 26 de Maio, 11h
(feriado)
Ponto de encontro:
entrada do Museu dos Coches
Este passeio é feito por Eupremio Scarpa com colaboração do Vintage Football City Tour.

ATENÇÃO! As inscrições podem ser feitas por telefone (218877090) ou por mail (casadaachada@centromariodionisio.org). O ponto de encontro será às 11h na entrada do Museu dos Coches (Belém).

Lisboa… Futebol… «Ah! Benfica! Sporting!» Alguém, quase timidamente: «Ah! Belenenses!». Calma, calma!! E o Casa Pia Atlético Clube? E o Atlético Clube de Portugal? E o Boa Hora?  O Oriental? Etc, etc!

Futebol… Ah! Montes de dinheiro em estádios! Jogadores milionários! Ópio do povo! Um dos três F’s salazaristas! Foi só isto? Foi sempre assim?

E o estádio do Casa Pia construído pelos próprios sócios, como também o do Atlético, o do Oriental? E jogadores como Pepe, orgulho bairrista de Belém, que tinha um emprego miserável e jogava pelo gosto de jogar, como os três jogadores do Belém detidos pela PVDE (PIDE) por se recusarem a fazer a saudação fascista, como Cândido de Oliveira, deportado para o Tarrafal, acusado de apoiar o movimento anti-salazarista, ou como Januário Barreto, casapiano, jogador, dirigente da Federação de Futebol, fervoroso republicano? E poderíamos continuar (esqueceremos a final da Taça de Portugal 1969?)…

É impossível, mesmo não gostando de futebol, separá-lo da história de Portugal. Este passeio quer demonstrá-lo. É um mergulho às raízes do Futebol no nosso país. Vamos contar as histórias e peripécias da sua génese, passando por locais icónicos em Belém.

Este passeio é feito por Eupremio Scarpa com colaboração do Vintage Football City Tour. As inscrições podem ser feitas por telefone (218877090) ou por mail (casadaachada@centromariodionisio.org). O ponto de encontro será às 11h na entrada do Museu dos Coches (Belém).

Domingo, 29 de Maio, das 15h30 às 17h30

Convidámos o grupo Climáximo para nos trazer este jogo didáctico sobre as alterações climáticas. As alterações climáticas não são um problema do futuro, são uma catástrofe a acontecer agora. De facto, é provável que as crianças e jovens de hoje venham a ser afectados por todos os seus efeitos conhecidos.

O Climáximo apresenta este jogo, baseado no livro Six Degrees, de Mark Lynas, para compreender os efeitos do aquecimento global, usando um mapa interactivo. O jogo é apropriado para idades entre os 8 e os 14 anos, mas toda a gente é bem-vinda.

Número máximo de participantes: 30.
Para todos a partir dos 8 anos.

Segunda-feira, 30 de Maio, 18h30

Continua a leitura comentada, com projecção de imagens, de A Paleta e o Mundo de Mário Dionísio. Vamos na 3ª parte, «Os primeiros pintores malditos». Quem lê o 5º capítulo, «Para mais longe do que os cavalos do Pártenon», é Ana Figueiredo.

ATENÇÃO, estamos a fazer uma campanha de angariação de fundos para a reedição de A Paleta e o Mundo. Vejam aqui como contribuir.

Segunda-feira, 30 de Maio, 21h30

Inserido no ciclo «Outras cidades», projectamos o filme Estrada de fogo(1984, 93’) de Walter Hill, apresentado por Toni.

A Casa da Achada já tinha programado, no Verão de 2014, um ciclo de filmes – «Cidades de certa maneira» – sobre a temática das cidades. Porque fazemos questão em não repetir filmes já exibidos, propomos agora que a abordagem ao tema da cidade seja feita por filmes em que a arquitectura seja – de vários modos e por razões muito diferentes – o factor comum.

A CASA DA ACHADA PARTICIPA NA TRAÇA:

  • «SUBIDA AO CASTELO COM QUEM LÁ VIVE(U)»
    PASSEIO COM PARTIDA DA CASA DA ACHADA:

    Sábado, 28 de Maio, 15h
    Subida ao Bairro do Castelo orientada por leituras que associam cada lugar real a um outro, imaginado. Visita ao Bairro guiada pelas vivências dos moradores.
    Às 17h, o encontro é no Grupo Desportivo do Castelo:
    Construção de um mapa imaginário do Bairro do Castelo a partir das memórias, das imagens, das histórias e dos sonhos dos seus moradores, numa sessão dinamizada por A. Brito Guterres, seguida de conversa aberta sobre o presente do Bairro, com a participação da Casa da Achada e da Associação Há Castelo.
    Organização: Videoteca de Lisboa (clicar para mais informações)

NO NOSSO HORÁRIO DE ABERTURA* HÁ:

  • EXPOSIÇÃO «LISBOA ACIMA, LISBOA ABAIXO – LISBONNE: LECTURE D’UNE VILLE»
    Até 22 de Agosto
    Uma cidade como que «sentada à beira do tempo», semelhante a nenhuma outra na Europa, uma cidade à parte, ambientes macios, uma vida.
    História, terramoto, Revolução.
    Uma cidade sensível, que, como a água a dormir, esconde a sua memória. A luz dos azulejos de um azul celeste como grafitis eternos.
    Pode dizer-se de Lisboa tudo e o seu contrário. Os habitantes dirão muito menos. Então vamos ler a cidade: a arte de nela morar e de a compreender.
    Pela escrita, pelo desenho ou a pintura mural.
    Lisboa causa espanto. Os habitantes pensam assim, é a cidade que o faz. Daí este caminhar, este itinerário entre a discrição de uns e a complexidade do conjunto.
    Autores da exposição: Jean-Luc Le Douarec, francês, jornalista (textos); Alain Campos, francês, pintor (imagens).

 

  • BIBLIOTECA E MEDIATECA DA ACHADA
    A Biblioteca Pública da Achada tem secções de Literatura, Arte, Cinema, Teatro, História, Ciência, Literatura Infanto-Juvenil, etc… Pode-se ler no local ou requisitar livros.
    Na Mediateca estão disponíveis os filmes que temos vindo a projectar nos nossos ciclos de cinema.
    O catálogo da Biblioteca e Mediateca está disponível na internet, aqui.* 2ª, 5ª e 6ª feiras, das 15h às 20h
    sábados e domingos, das 11h às 18h

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).
    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

EXPOSIÇÃO NO MUSEU DO NEO-REALISMO:

  • PASSAGEIRO CLANDESTINO – MÁRIO DIONÍSIO 100 ANOS
    Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira
    Até 26 de Fevereiro de 2017
    «No próximo dia 14 de maio inaugura no Museu do Neo-Realismo a Exposição comemorativa do centenário de nascimento de Mário Dionísio, “Passageiro Clandestino Mário Dionísio 100 Anos”.
    A exposição, que tem curadoria de António Pedro Pita,  pretende homenagear o poeta, artista e pensador, focando-se, sobretudo, na documentação e interpretação da intervenção de Mário Dionísio enquanto  teórico do neorrealismo, o mais relevante desta corrente e um dos mais importantes teóricos da arte do século XX.»

QUEM QUER EXPERIMENTAR TEATRAR?

  • GRUPO DE TEATRO DA ACHADA
    Quem quer experimentar usar a voz e o corpo para dizer coisas com ou sem palavras? O grupo, com F. Pedro Oliveira, ensaia habitualmente todas as terças-feiras às 21h. É só aparecer e participar.

QUEM QUISER E PUDER PODE AJUDAR A CASA DA ACHADA:

Lisboa acima, Lisboa abaixo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Contactos

[Contactos] Centro Mário Dionísio

Morada Casa da Achada – Centro Mário Dionísio
Rua da Achada, 11, R/C
1100 – 004 Lisboa (ver localização)
Telefone 218 877 090
E-mail Casa da Achada
casadaachada@centromariodionisio.org
E-mail Livraria
livraria@centromariodionisio.org
E-mail Distribuição de Edições
livros@centromariodionisio.org
NIB NIB para donativos e pagamento de quotas
0036 0000 9910 5869 2830 8
Equipa de Comunicação Web

 

E-mail André Spencer e F. Pedro Oliveira

web@centromariodionisio.org

Leave a Reply