Posts Tagged: urbanismo

CITEC – CENTRO DE INICIAÇÃO TEATRAL ESTHER DE CARVALHO – TERTÚLIA – “O FUTURO DO CENTRO HISTÓRICO de MONTEMOR-O-VELHO” – AMANHÃ, SÁBADO, 23 de FEVEREIRO, às 21.30 – no TEATRO ESTHER DE CARVALHO, em MONTEMOR-O-VELHO.

  Dando continuidade à programação do Teatro Esther de Carvalho (TEC), no próximo sábado, dia 23 de Fevereiro de 2019, pelas 21:30 horas, realiza-se mais uma tertúlia integrada nas comemorações dos 50 anos do CITEC – Centro de Iniciação Teatral Esther de Carvalho,

CITEC – CENTRO DE INICIAÇÃO TEATRAL ESTHER DE CARVALHO – TERTÚLIA – “O FUTURO DO CENTRO HISTÓRICO de MONTEMOR-O-VELHO” – AMANHÃ, SÁBADO, 23 de FEVEREIRO, às 21.30 – no TEATRO ESTHER DE CARVALHO, em MONTEMOR-O-VELHO.

  Dando continuidade à programação do Teatro Esther de Carvalho (TEC), no próximo sábado, dia 23 de Fevereiro de 2019, pelas 21:30 horas, realiza-se mais uma tertúlia integrada nas comemorações dos 50 anos do CITEC – Centro de Iniciação Teatral Esther de Carvalho,

CARLOS REIS – AI PORTUGAL, PORQUE TE QUIERO TANTO

  É espantoso como desde quase sempre este tipo de notícias – em vez de ser uma denúncia e uma oportunidade de salvar um país – não passa disso mesmo,de uma noticiazeca a esquecer no dia seguinte, em vez de

CARLOS REIS – AI PORTUGAL, PORQUE TE QUIERO TANTO

  É espantoso como desde quase sempre este tipo de notícias – em vez de ser uma denúncia e uma oportunidade de salvar um país – não passa disso mesmo,de uma noticiazeca a esquecer no dia seguinte, em vez de

LE CORBUSIER, “CARTA DE ATENAS”- UM VERDADEIRO MANIFESTO por Clara Castilho

Este  livro de Le Corbusier (6.10.1887  –  27.8.1965) começa logo com esta frase “É preciso ver sempre aquilo que se vê”. Estamos no ano de 1943, o livro decorre de um congresso de arquitectura e sintetiza o conteúdo do Urbanismo

LE CORBUSIER, “CARTA DE ATENAS”- UM VERDADEIRO MANIFESTO por Clara Castilho

Este  livro de Le Corbusier (6.10.1887  –  27.8.1965) começa logo com esta frase “É preciso ver sempre aquilo que se vê”. Estamos no ano de 1943, o livro decorre de um congresso de arquitectura e sintetiza o conteúdo do Urbanismo

DESTRUIÇÃO DO CENTRO HISTÓRICO DE VILA NOVA DE GAIA. SERÁ VERDADE? – por ANTÓNIO GOMES MARQUES

    Acabo de receber um «e-mail» que, a confirmar-se o que ali me dizem, teremos todas as razões para não só nos indignarmos, mas para passarmos à acção. Eis o resumo do que recebi: A Câmara Municipal de Gaia,

DESTRUIÇÃO DO CENTRO HISTÓRICO DE VILA NOVA DE GAIA. SERÁ VERDADE? – por ANTÓNIO GOMES MARQUES

    Acabo de receber um «e-mail» que, a confirmar-se o que ali me dizem, teremos todas as razões para não só nos indignarmos, mas para passarmos à acção. Eis o resumo do que recebi: A Câmara Municipal de Gaia,

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – FRONTEIRAS – DENTRO E FORA.

A história humana é uma história de migrações, mas elas são hoje dominadas pelos critérios do neoliberalismo e do sistema económico capitalista. Uns podem mover-se livremente no mundo. Outros não. Uns viajam por recreio, outros para fugir à guerra e

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – FRONTEIRAS – DENTRO E FORA.

A história humana é uma história de migrações, mas elas são hoje dominadas pelos critérios do neoliberalismo e do sistema económico capitalista. Uns podem mover-se livremente no mundo. Outros não. Uns viajam por recreio, outros para fugir à guerra e

EDITORIAL – ALPHAVILLE – DA FICÇÃO À REALIDADE

Em 1965, estreou-se Alphaville, um filme de Jean-Luc Godard, uma combinação entre um tema de distopia e o chamado filme negro. O argumento é, resumidamente, assim: Um detective/agente secreto, Lemmy Caution (um personagem dos romances de Peter Cheyney) é enviado

EDITORIAL – ALPHAVILLE – DA FICÇÃO À REALIDADE

Em 1965, estreou-se Alphaville, um filme de Jean-Luc Godard, uma combinação entre um tema de distopia e o chamado filme negro. O argumento é, resumidamente, assim: Um detective/agente secreto, Lemmy Caution (um personagem dos romances de Peter Cheyney) é enviado

BARÃO DE ITARARÉ – DEBATE – A CIDADE QUE VOCÊ NÃO VÊ NA MÍDIA – FERNANDO HADDAD, MARCIO POCHMANN E RENATO RABELO DEBATEM A CIDADE DE SÃO PAULO – QUINTA-FEIRA, 25 de AGOSTO, às 19 horas, no SINDICATO dos ENGENHEIROS de SÃO PAULO – Rua GENEBRA, 25.

  No dia 25 de agosto, às 19h, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad, o economista Marcio Pochmann e o presidente da Fundação Mauricio Grabois, Renato Rabelo, debatem “A cidade que você não vê na mídia”. A atividade é

BARÃO DE ITARARÉ – DEBATE – A CIDADE QUE VOCÊ NÃO VÊ NA MÍDIA – FERNANDO HADDAD, MARCIO POCHMANN E RENATO RABELO DEBATEM A CIDADE DE SÃO PAULO – QUINTA-FEIRA, 25 de AGOSTO, às 19 horas, no SINDICATO dos ENGENHEIROS de SÃO PAULO – Rua GENEBRA, 25.

  No dia 25 de agosto, às 19h, o prefeito de São Paulo Fernando Haddad, o economista Marcio Pochmann e o presidente da Fundação Mauricio Grabois, Renato Rabelo, debatem “A cidade que você não vê na mídia”. A atividade é

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO –

// Domingo, 21 de Agosto, 15h30 Nas oficinas de Agosto vamos preparar viagens. Não aquelas a que estamos habituados, outras viagens. Primeiro, vamos fazer os passaportes, depois vamos construir os meios de transporte. No fim, só falta desenhar os mapas

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO –

// Domingo, 21 de Agosto, 15h30 Nas oficinas de Agosto vamos preparar viagens. Não aquelas a que estamos habituados, outras viagens. Primeiro, vamos fazer os passaportes, depois vamos construir os meios de transporte. No fim, só falta desenhar os mapas

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – OFICINA: OUTRAS VIAGENS – MEIOS DE TRANSPORTE – A PALETA E O MUNDO: «SORRIR E GRITAR» – CINEMA AO AR LIVRE: UM, DOIS, TRÊS

// Domingo, 14 de Agosto, 15h30 Nas oficinas de Agosto vamos preparar viagens. Não aquelas a que estamos habituados, outras viagens. Primeiro, vamos fazer os passaportes, depois vamos construir os meios de transporte. No fim, só falta desenhar os mapas

CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – OFICINA: OUTRAS VIAGENS – MEIOS DE TRANSPORTE – A PALETA E O MUNDO: «SORRIR E GRITAR» – CINEMA AO AR LIVRE: UM, DOIS, TRÊS

// Domingo, 14 de Agosto, 15h30 Nas oficinas de Agosto vamos preparar viagens. Não aquelas a que estamos habituados, outras viagens. Primeiro, vamos fazer os passaportes, depois vamos construir os meios de transporte. No fim, só falta desenhar os mapas

EDITORIAL – OS FOGOS

Nestes últimos dias a realidade nacional tem sido dominada pelo problema dos fogos. Trata-se de um problema antigo no país, que este ano parece ter adquirido uma dimensão excepcional em várias zonas do país. O calor fortíssimo contribuiu sem dúvida

EDITORIAL – OS FOGOS

Nestes últimos dias a realidade nacional tem sido dominada pelo problema dos fogos. Trata-se de um problema antigo no país, que este ano parece ter adquirido uma dimensão excepcional em várias zonas do país. O calor fortíssimo contribuiu sem dúvida