TRIBUTO A DORINDO CARVALHO

tributo

Segundo os dicionários, o substantivo tributo, descendente em linha recta dá palavra latina tributu, significa imposto, taxa, contribuição… tudo significados antipáticos. Porém, há uma acepção que espelha o sentimento que a colaboração do Dorindo Carvalho provoca – o de se exprimir gratidão, amizade e admiração. É esse tributo afectivo que nos leva a dedicar toda esta semana ao pintor e ao amigo que tanta beleza e disciplina gráfica trouxeram ao nosso blogue, Textos sobre a sua obra, alguns de escritores ou pintores como Urbano Tavares Rodrigues, Casimiro de Brito, Cruzeiro Seixas,,, Vídeos, música, quadros, muitos quadros, irão surgir aqui a partir de amanhã, mantendo-se a homenagem até sábado. Mas o tributo de gratidão, continuará enquanto a nossa viagem durar. Obrigado Dorindo. E para aguçar o interesse por esta nossa iniciativa, apresentamos o discurso do Coordenador do Museu da Água, Dr. Pedro Inácio, no acto de abertura da Exposição Os Meus Mestres, em Novembro de 2011: 

tributo-a-dorindo

É com muito prazer que o Museu da Água da EPAL apresenta no reservatório da Mãe d’Água, o mais recente trabalho artístico de Dorindo Carvalho, intitulado Os meus Mestres. Oportunidade para observar um conjunto de telas, propositadamente dissimuladas, que nos transportam para outras épocas da pintura, proporcionando o convívio com alguns génios da história da arte universal.

Através desta mostra, estamos perante um interessante diálogo pictórico que, apesar de evocar uma contemporaneidade, mesmo que subjectiva, sustenta um passado mais e menos longínquo.Eis então a questão. Será que as pinturas no seu conjunto, introduzidas no interior da magnifica cisterna setecentista, podendo sugerir e recordar obras de pintores célebres, como Bacon, Boticelli,Dalí, Gauguin, Goya, Picasso, Rembrandt, Van Gogh, entre outros, serão um pretexto para desmistificar a imortalidade e a genialidade dos Mestres de Dorindo?

Sobre esta forte cumplicidade, só o artista poderá responder, repartindo o seu trabalho e a celebridade destes famosos pintores. Nesta partilha, também o imaginário do artista é pretexto para justificar o seu percurso artístico e muitos outros projectos de vida, porventura relacionados com a sua presença em Angola e Venezuela, onde fotografou, ilustrou e pintou muitos temas inerentes à sua e a outras vivências artísticas.

A Dorindo, um agradecimento especial,pela grande serenidade em saber partilhar a sua arte criativa, dando-nos o prazer de poder participar nesta homenagem aos seus Mestres.

Leave a Reply