A COR DA BALEIA por Luísa Lobão Moniz

Tem 21 anos, dizem que é doente bipolar.

Chama-se Filipp Budeykin é de nacionalidade Russa.

 Sabe-se que teve uma infância muito sofredora e que foi vítima de abusos.

É suspeito de ser um dos mentores do desafio mortal, que começou na Rússia, a partir de um jogo chamado Baleia Azul.

Baleia Azul é um jogo com uma só regra “ a obediência, sem hesitações” das propostas que são feitas aos jovens.

São 50 as propostas e todas elas lesivas da saúde mental dos jovens que aceitam jogar a Baleia Azul.

A última proposta é o suicídio, com provas através de fotografias ou vídeo.

Assim que o jovem entra no jogo fica sujeito a uma série de tarefas que são aceites sob ameaça de que algo pode acontecer à família incluindo a morte.

O jovem fica sozinho com esta angústia, não a partilha com ninguém porque tem medo.

São mais de cem as vítimas deste jogo!

As polícias, dos vários países mais atingidos, estão a trabalhar no sentido de saber quem é que comanda este jogo e aplicar a devida pena criminal.

Estas pessoas não podem continuar a jogar impunemente.

Puseram-lhe o nome de Baleia Azul porque estas baleias são assassinas.

As vítimas têm em comum não só as idades como também o seu estado emocional, a sua auto-estima é baixa e não se sentem incluídas em nenhum grupo social, familiar ou escolar.
A Baleia Azul não é um mamífero suicida, é o maior animal da Terra, tem uma “voz” altíssima.

Mas não são as características da Baleia que nos devem preocupar, mas sim porque aderem, os jovens, a este jogo que leva ao suicídio.

Os jovens sempre gostaram de desafiar o perigo, mas não de morrer.

Ninguém se mata por diversão.

 Circula no YouTube um vídeo para alertar as pessoas, não sobre o jogo, porque o jogo é considerado uma consequência das qualidades das relações entre as pessoas, mas sobre as relações pessoais.

O risco de suicídio não deve ser menorizado, os jovens emitem muitos sinais de mal estar, por vezes, através de mudanças de comportamentos, devemos estar atentos.

O silêncio, o afastamento, a tristeza podem ser um desses sinais.

Não é a Baleia Azul que os leva a este desespero vivido em silêncio.

Que sofrimento!

A depressão torna as pessoas num vazio que já não vale a pena encher com nada.

Cada vez mais há jovens a sofrer de depressão e de ansiedade.

Quem se sente bem não procura o desafio até à morte.

Estes jovens são fruto da sociedade em que vivem, vagueiam de auscultadores nos ouvidos, com o telemóvel, com o computador nas redes sociais, porque as redes pessoais quebraram-se.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: