FRATERNIZAR – CLÉRIGOS: Programados para manter tolhidas e submissas as populações – por MÁRIO DE OLIVEIRA

 

Ainda não se pensava sequer na possibilidade de um dia haver computadores programados para executar automaticamente tarefas em dias e horas previamente determinados e já o cristianismo, desde que se alojou nas mentes consciências dos seus clérigos o fazia, faz. Como antes dele, também já o fazia o império romano, cujos eficazes mecanismos o cristianismo herdou e aperfeiçoou através dos tempos. Como poder monárquico absoluto e infalível que é, consegue apoderar-se por inteiro das mentes-consciências dos seus principais funcionários, os clérigos-proibidos-por-ele-de-constituir-família, e programá-las, para que eles, lá onde são autocraticamente colocados por outros acima deles, por isso, ainda mais escroques do que eles, realizem sem falhas as tarefas para que foram programados. Sem necessidade sequer de ter de se recorrer ao serviço de vigilantes ou de fiscais.

É mais do que garantido que naquele dia, naquela hora, naquele mês de cada ano, eles estão lá no templo-casa de opressão e de domesticação das populações a presidir ao ritual da missa, igual em toda a parte onde outros clérigos estão também colocados; a baptizar as criancinhas que os pais, nos seus medos, lhes apresentam, e que, depois já não têm como escapar à reiterada tortura que é “a festa da primeira comunhão”, “a festa do pai-nosso”, “a festa da comunhão solene”,“a festa do crisma”, “a festa do casamento”.

Foi massivamente assim, nos dois milénios anteriores. Continua a ser assim neste início do terceiro milénio. Hoje, bastante menos, por manifestamente desnecessários que são clérigos deste tipo, uma vez que, entretanto, os outros dois poderes, gerados e justificados pelo cristianismo, realizam esse mesmo trabalho de forma muito mais sofisticada e requintada, ao ponto de, neste novo tipo de cristianismo terceiro milénio, ser até muito difícil encontrar ateus. Só adoradores do deus Dinheiro.

Jesus Nazaré, a Sabedoria plena e integralmente humana entre nós e connosco, bem nos adverte e alerta, oportuna e inoportunamente: Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma. Temei, sim, Aquilo que pode fazer perecer na geena da sua ideologia-teologia, o corpo e a alma (Mateus 10, 28). Ele próprio vê com os olhos da sua mente cordial e ouve com os ouvidos da sua mente cordial os gritos e os clamores das vítimas, que todos os sistemas de Poder, a começar pelo próprio judaísmo que ele, como judeu camponês-artesão de Nazaré, bem conhece na carne e também no império de Roma que então ocupa militarmente o seu pequeno país, são a Mentira organizada, habilmente disfarçada de verdade. Ou como hoje escabrosamente se diz com cínico orgulho, de “pós-verdade”. Todos compulsivamente mentirosos, pais de mentira, mascarada de verdade e até de santidade-heroicidade-dedicação-abnegação! A abominação das abominações.

Quantos se deixam seduzir por algum destes sistemas de Poder que é tremendamente afrodisíaco, renunciam definitivamente à sua matricial condição de seres humanos e tornam-se míticos seres divinos, ou míticos deuses-cristos, porque vencedores. Aos quais tudo é permitido e todos os mais têm de obedecer, sob pena de anátema. De acordo com a verdade histórica, todos eles são escroques programados para manter tolhidas e submissas as populações, pois aceitam trocar reiteradamente a fragilidade da Verdade que, quando acolhida e praticada, nos faz livres e irmãos, pela tirania da ideologia-teologia do Poder. De modo que tudo o que fazem e dizem é mentira, ainda que sempre politicamente correcto. Os frutos que daí resultam para a sociedade e o planeta Terra são, obviamente, o que há de mais absurdo, de mais cínico, de mais sádico, de mais cruel.

Os clérigos eclesiásticos estão hoje em vias de extinção. O que se saúda. Não assim os novos clérigos laicos, que são todos os agentes históricos do Poder político armado e económico-financeiro. As suas mentes-consciências estão possessas da geena da ideologia-teologia do Poder. “Aquilo”, no sábio e lúcido dizer de Jesus Nazaré. O exemplo mais conseguido, na actualidade, é Trump, o empresário-presidente dos EUA, o outro rosto do poder monárquico absoluto que é o papa de Roma.

Embora hoje já não mate de imediato o corpo, mata de imediato a alma, entenda-se a mente-consciência cordial de cada um dos seus agentes. Por mais que os grandes media os louvem, a verdade é que todos eles não passam de escroques institucionais que domesticam as mentes-consciências das populações, suas súbditas e fazem-nas adoecer e morrer lentamente, e à própria terra que de nossa casa comum, é cada vez mais planetário necrotério, cujos povos, pior do que descartáveis, são tiddos e tratados como lixo tóxico. A tanto nos conduziu a geena da ideologia-teologia do cristianismo, na sua vertente religiosa, nos dois milénios passados, e na sua vertente laica, neste início do terceiro milénio.

P.S.

Esta reflexão nasce no momento em que quis visitar e conversar com um padre-pároco meu amigo e foi-me dito na sua residência paroquial em VN Gaia que ele àquela hora estava a confessar as criancinhas da catequese que no dia seguinte “iam fazer a primeira comunhão”. Fez-se luz em mim. E acontece este Texto-alarme. Por aqui se vê claramente que nem sequer o Concílio Vaticano II conseguiu entrar na mente-consciência destes clérigos-impedidos-por-lei-eclesiástica-de-constituir-família. A verdade é que estamos no início do terceiro milénio, o das Ciências Humanas, senhoras, senhores. Criancinhas de seis, sete anos têm pecados? Não são os clérigos, os pecadores, ao escandalizarem desta maneira as crianças? Melhor fora – adverte Jesus, a quem vós crucificais todos os dias com os ritos que vendeis às populações tolhidas e submissas – que vos atassem a mó de um moinho ao pescoço e vos lançassem ao mar. O pior é que tendes-vos por santos e exemplo para os demais, e não vedes que a geena da ideologia-teologia do cristianismo com que viveis possessos continua a fazer de vós uns escroques. Quem puder entender que entenda.

www.jornalfraternizar.pt

 

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: