PRÉMIOS LITERÁRIOS RECENTES

Foram vários os nossos autores a receberem prémios literários. Parabéns pelo reconhecimento!

JOSÉ EDUARDO AGUALUSA venceu prémio literário de Dublin pela tradução inglesa do romance “Teoria Geral do Esquecimento”. O prémio literário de Dublin, de 100 mil euros, é gerido pelas Bibliotecas Públicas de Dublin, com o apoio da autarquia da capital irlandesa e é atribuído todos os anos a um livro escrito ou traduzido para inglês.

FÁTIMA AFONSO venceu Prémio Nacional de Ilustração, com “Sonhos com Asas”, editado pela Kalandraka em 2016. Era a 21.ª edição do Prémio Nacional de Ilustração com o livro “Sonho com asas”, anunciou hoje a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB).

As duas menções especiais foram atribuídas a Catarina Sobral, pela ilustração da obra “Tão, tão grande”, com texto da própria, dada à estampa pela Orfeu Negro, e a Tiago Albuquerque e Nádia Albuquerque, pelo trabalho realizado em “Sou o lince ibérico”, que tem texto de Maria João Freitas e foi editado pela Imprensa Nacional – Casa da Moeda.

TOLINDA GERSÃO venceu prémio Camilo Castelo Branco.

Um júri constituído por Cristina Robalo Cordeiro, Raquel Camacho e Salvato Teles de Menezes, reunido na sede da Associação Portuguesa de Escritores (APE) decidiu por unanimidade, atribuir o prémio ao livro Prantos, Amores e Outros Desvarios, de Teolinda Gersão (Porto Editora).

“Domínio total das características do conto. Língua cuidada, elegante, erudita. Unidade temática. Transcendência. A capacidade de surpreender sucessivamente no conto seguinte, sendo que o anterior parecia ter sido, indubitavelmente, magistral”, sublinhou o júri.

O prémio foi instituído em 1991, pela Associação Portuguesa de Escritores com o patrocínio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

NUNO JÚDICE venceu prémio literário em Itália

O escritor Nuno Júdice venceu a edição de 2017 do Prémio Internacional Camaiore com o livro de poemas Fórmulas de Uma Luz Inexplicável, tornando-se o primeiro autor português a conquistar este galardão, já atribuído a poetas como Lawrence Ferlinghetti, Ernesto Cardenal, Seamus Heaney ou Billy Collins.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: