CARTA DE BRAGA – “de eleições, de trilemas e de remos” por António Oliveira

As mudanças havidas no meio ambiente e as alterações climáticas que os ‘poderosos’ não querem ver, serão a grande discussão e, se calhar, a guerra do século XXI.

Tais ‘donos do poder’ olham-nos com condescendência, muito mais quando alguém se atreve a reclamar e pedir por si e pelos outros, para se dar atenção aos tempos difíceis e tempestuosos que temos pela frente, tanto mais que até a água (a escassez da água!) se assumiu, há já alguns anos, como a maior e melhor hipótese para um bom negócio, depois de a electricidade, a educação e a saúde já terem sido devidamente tratadas e ‘entregues’!

Uma pugna que coloca frente a frente os enormes interesses das classes dominantes, as mesmas que, de um lado, comandam bolsas, indústrias extractivas, distribuição e medias, contra os do outro lado, a exibir apenas mãos vazias e alpergatas esganadas de tanto andar em busca do nada de poder viver ou até de sobreviver!

E apenas para lembrar, ‘a riqueza dos multimilionários aumentou 900.000 milhões de dólares em 2018, 2.500 milhões por dia, enquanto a riqueza da metade mais pobre da população – 3.800 milhões de pessoas – se reduziu em 11%; e só 26 pessoas têm tanta riqueza como os 3.800 milhões’ afirmou-se no Fórum de Davos.

Do lado dos interesses está a manutenção desse status, negando importância à degradação da natureza, uma destruição que, por ser público e notório, se constitui no manancial dos monumentais negócios e fortunas que o possibilitam e sustentam.

No outro lado estão os números da miséria divulgados adrede pelas instituições próprias, apesar dos pedregulhos que lhes vão sendo postas nas engrenagens.

Tudo isto fará também parte das programações divulgadas, das dissimuladas ou mesmo escondidas, nas campanhas para as eleições de Maio porque, bem lá no fundo, está em jogo aquilo que foi apresentado e divulgado como um ‘trilema’, pelo economista Dani Rodrick.

Resumindo e usando linguagem mais comum, Rodrick afirma ‘democracia, economia global e estado-nação, não funcionam em simultâneo. Ou falta o proteccionismo, ou falta um governo forte, ou falta a democracia

O que se passou nos últimos anos na União Europeia com Portugal, Espanha e Grécia, é o mais perfeito exemplo do tal trilema, pois só a Alemanha ganhou e os países do sul ainda continuam a pagar, como se demonstra pelas análises feitas sobre o tema, tanto por bons e respeitados economistas, como e até por outros menos bons e também menos respeitados.

Ao fim e ao cabo, continuando a usar uma linguagem mais popular, tudo é política, pois mesmo os que se afirmam apolíticos (e há muitos por aí!) só demonstram conformismo e, na maior parte das vezes, acabam mesmo por se acolher e acoitar na melhor braseira (política!).

Ao escolher um lugar na sociedade, qualquer o que ele seja, o cidadão está já a assumir uma atitude política, mesmo que não o considere assim porque, recorrendo a Goethe, ‘o único homem que não se engana é o que nunca faz nada’ mas acrescentando depois e aludindo certamente a valores éticos, ‘o pior que pode acontecer ao homem é chegar a pensar mal de si mesmo

Por outro lado, todo o cidadão pode e deve ser capaz de compreender e até de seguir os sonhos (prefiro chamar-lhes assim!) dos seus políticos, mas também pode e deve ser capaz de perceber se eles estão bem acordados na governação, ou só a respeitar compromissos alheios à cidadania.

E não esqueço, agora e a propósito, um velho ditado russo lido já nem sei onde, por advertir e bem ‘reza, mas não pares de remar na direcção da margem

António M. Oliveira

 Não respeito as normas que o Acordo Ortográfico me quer impor

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: