NOTRE-DAME: INTERROGAÇÕES SOBRE A CAUSA DO INCÊNDIO – II – “ALERTÁMOS O CNRS SOBRE OS RISCOS DE INCÊNDIO”, por ARIEL F. DUMONT + QUADRO sobre VAGA SEM PRECEDENTES DE INCÊNDIOS EM LOCAIS DE CULTO CATÓLICOS EM FRANÇA

 

Notre-Dame de Paris : “Nous avions alerté le CNRS sur les risques d’incendie”, 18 de Abril de 2019

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota

 

Há três anos, Paolo Vannucci, Professor de Engenharia Mecânica da Universidade de Versalhes, realizou uma investigação sobre os riscos de ataques e de segurança na Catedral de Notre-Dame de Paris, na qual também mencionou os riscos de incêndio devido à falta de dispositivos de segurança.

Em 2016, fez um estudo sobre a segurança de Notre-Dame de Paris. Porquê esta investigação e quais foram as suas conclusões?

Paolo Vannucci: Este foi um projeto financiado pelo CNRS, como parte de um estudo sobre o tema “ataques procurados “. Estudámos Notre-Dame por duas razões. Primeiro, porque já sabíamos na altura que Notre-Dame era um verdadeiro alvo para os terroristas. Se queremos atacar alguma coisa em Paris, é esta catedral, que é a segunda maior igreja do mundo, depois da  Basílica de S. Pedro.   E depois, porque também tínhamos um levantamento de todo o edifício feito por um cientista americano. Este levantamento que foi publicado na Internet  facilitou-nos  a medição da catedral. Finalmente, o nosso relatório foi classificado como “defesa confidencial”. O governo de Valls considerou que nada deveria filtrar quanto aos resultados do nosso trabalho  de investigação  que foi considerada “sensível” devido aos dados que incluímos neste relatório e também aos riscos de inspiração que também mencionamos.

Neste estudo, o senhor também mencionou o risco de incêndio e a falta de dispositivos de combate a incêndios, especialmente na área do sótão….

Dissemos que, no caso de um ataque, havia o risco de um incêndio no telhado e que era absolutamente essencial protegê-lo e instalar um sistema de extinção. Na verdade, não havia aí praticamente nenhum sistema de proteção contra incêndio, especialmente no sótão, onde não havia nenhum sistema elétrico para evitar o risco de curto-circuitos e faíscas. Acho que havia algo temporário instalado como parte do trabalho de restauração, mas não tenho a certeza. A nível estrutural, quando fizemos a nossa investigação, não havia proteção. Apenas um ponto de água no pequeno pátio localizado entre as duas torres, logo fora da estrutura. Por isso, alertámos o CNRS para o risco de incêndio. Também dissemos que mesmo os relâmpagos poderiam ter provocado um incêndio e que era necessário instalar todo um sistema de prevenção.

Sente que foi feita uma escolha, que foi decidido não proteger o telhado por causa do risco de inspiração para um possível ataque que descreveu?

O CNRS, portanto, o Estado que financiou a investigação, tem, por definição, direitos sobre a investigação, para que possa decidir se a classifica como confidencial ou se concorda em publicá-la. Para nós, esta decisão foi desastrosa porque tínhamos trabalhado arduamente, mas compreendo que o Estado tenha dito que se tratava de uma questão sensível. Por outro lado, não compreendo porque razão não devemos dizer: está bem, temos um relatório que é certamente sensível, mas que ainda podemos utilizar. Porque não o fizeram? Não tenho a resposta. A certa altura, deixámos de falar com o CNRS porque entendemos que era inútil, sentimo-nos impotentes. Tínhamos também organizado uma reunião no Ministério da Educação Nacional e havia representantes de vários ministérios. Como resultado, o governo estava plenamente ao corrente disso.

A Câmara Municipal de Paris tinha conhecimento  das suas conclusões?

Contactei a Câmara Municipal de Paris, que todos os anos concede bolsas de doutoramento para financiar projetos de estudo sobre a cidade. Em 2017, telefonei para propor um projeto de pesquisa sobre a segurança de Notre-Dame. Duas horas depois, disseram-me que era impossível porque Notre-Dame não é da competência da Câmara Municipal de Paris!

E agora?

Gostaria agora de lançar uma investigação na catedral depois do incêndio. No nosso relatório anterior, já tínhamos mencionado o impacto do vento, que pode agora ameaçar a estrutura fragilizada da catedral

________

Leia este artigo no original clicando em

https://www.marianne.net/societe/notre-dame-de-paris-nous-avions-alerte-le-cnrs-sur-les-risques-d-incendie

________

VAGA SEM PRECEDENTES DE INCÊNDIOS EM LOCAIS DE CULTO CATÓLICOS EM FRANÇA

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: