Posts Tagged: incêndio

CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – RESCALDO

O Carlos Reis enviou-nos este artigo na passada segunda-feira, 26 de Agosto. Por motivos de diversa ordem, só hoje me foi possível publicá-lo. Daí um certo desfasamento entre o texto e a data de publicação. Do facto, peço desculpa ao

NOTRE DAME, CARIDADE E “FELICIDADE” – por HEINER FLASSBECK

Makroskop, Notre Dame, die Barmherzigkeit und das „Glück“, 29 de Abril de 2019 Flassbeck Economics International, Notre Dame, charity and “happiness”, 5 de Maio de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Assim que o fogo foi extinto, o

NOTRE-DAME, A FRAGILIDADE DA NOSSA CIVILIZAÇÃO: A OPINIÃO DE RÉGIS DEBRAY

NOTRE-DAME, la fragilité de notre civilisation : LIBRE OPINION de Régis DEBRAY ASAF, association de soutien à l’armée française, 22 de Abril de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Régis Debray: «Nous autres, civilisations……» Notre-Dame de Paris é

NOTRE-DAME: INTERROGAÇÕES SOBRE A CAUSA DO INCÊNDIO – II – “ALERTÁMOS O CNRS SOBRE OS RISCOS DE INCÊNDIO”, por ARIEL F. DUMONT + QUADRO sobre VAGA SEM PRECEDENTES DE INCÊNDIOS EM LOCAIS DE CULTO CATÓLICOS EM FRANÇA

  Notre-Dame de Paris : “Nous avions alerté le CNRS sur les risques d’incendie”, 18 de Abril de 2019 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Há três anos, Paolo Vannucci, Professor de Engenharia Mecânica da Universidade de Versalhes,

NOTRE-DAME: INTERROGAÇÕES SOBRE A CAUSA DO INCÊNDIO, de SOLIDARITÉ & PROGRÈS – I

    Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A 15 de Abril, um incêndio devastador danificou gravemente a catedral de Notre Dame em Paris. Ataque ou acidente? Se a investigação está em curso, é legítimo que todas as

A LIBERTAÇÃO DE NOTRE-DAME, de SLOBODAN DESPOT

Notre-Dame de Paris. O nome soa tão terno, tão vivo e tão caloroso que nos esquecemos que se trata de um edifício em pedra. Há muito tempo que este nome não era usado para designar uma construção, mas sim um

BRASIL – CORREIO DA CIDADANIA – “A SITUAÇÃO QUE LEVOU AO INCÊNDIO DO MUSEU NACIONAL É REGRA, E NÃO EXCEÇÃO, PELO PAÍS” – entrevista à arqueóloga MERCEDES OKUMURA, por GABRIEL BRITO

      A tra­gédia do in­cêndio do Museu Na­ci­onal ainda não pode ser de­vi­da­mente di­men­si­o­nada, em es­pe­cial ao le­varmos em conta a ca­la­mi­dade so­cial e econô­mica que as­sola o Brasil. Para os que lá tra­ba­lharam, restam o luto e

NOTÍCIAS DO PAÍS por Luísa Lobão Moniz

Todos os dias as notícias do país são mais surpreendentes … Pessoas que morrem nas praias, pessoas que morrem entre chamas, pessoas sufocadas com o fumo dos fogos…, idosos sozinhos em casa… Explosivos, arame e armas desaparecem, foram roubados de

E AGORA? por Luísa Lobão Moniz

Já não se tem a certeza se foi a trovoada  seca ou algum incendiário o responsável pelo início do incêndio de Pedrógão Grande. Mas nesta altura já não é prioritário saber-se quem, mas porque é que o fogo avançou descontroladamente

TROVOADA SECA por Luísa Lobão Moniz

Gentes morreram intoxicadas com o fumo. Gentes morreram queimadas pelas chamas do gigantesco incêndio. Gentes sobreviveram dentro de um tanque com água até ao pescoço. Os écrans dos televisores tornaram-se cor de fogo. Gentes morreram porque fugiram pelo sítio errado.

OS INCÊNDIOS por Luísa Lobão Moniz

Os grandes incêndios florestais, a nível mundial, sempre existiram, mesmo em locais climaticamente pouco propensos à sua ocorrência, como sejam o Alasca, o Canadá ou a Sibéria e são um problema recorrente em alguns países, como por exemplo na Austrália

UMA CARTA DO PORTO – Por José Magalhães (49)

No mês a que habitualmente chamamos de “Silly Season”, e os nossos políticos aproveitam, os que não estão verdadeiramente de férias, para dizer uma enorme quantidade de disparates, mais do que habitualmente dizem, no mês dos incêndios por excelência, provocados