Uber debaixo de tudo. Por Gil Mihaely

Espuma dos dias_uberização 3A

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota

Publicado por le causeur em 3 de setembro de 2019 (ver aqui)

15 Uber debaixo de tudo 1

Entrada de Uber na Bolsa de Valores de Nova York em maio de 2019 © Richard Drew/AP/SIPA Numéro de reportage: AP22333919_000002

 

A Uber está a prejudicar a economia e nem sequer consegue ganhar dinheiro!

Toda a gente conhece a Uber, o grupo que conecta clientes e motoristas através de uma aplicação de telemóvel. A ideia é revolucionária: assegurar que a oferta e a procura se encontrem e sem intermediários. Tens um carro e um telemóvel? O leitor pode fazer um táxi com o seu carro para alguém que precisa ser transportado do ponto A ao ponto B. A simples ideia de que o telemóvel pode ligar a oferta e a procura ao ignorar os intermediários tradicionais levou a uma enorme atividade económica global em poucos anos em setores tão variados como limpeza, desenvolvimento de software, compras domésticas e aluguer de locais para dormir.

 

Um modelo de negócio não rentável

Mas apesar deste grande sucesso, a Uber está a perder dinheiro, muito dinheiro. Tanto assim que um jornalista da revista trimestral American Affairs escreveu recentemente: “A Uber não reduziu o custo nem melhorou a produtividade dos táxis. Por outro lado, a empresa descobriu uma estratégia inovadora e perturbadora que permitiu a um pequeno grupo de investidores criar a partir do zero quase 100 mil milhões de dólares em valor da empresa.”

Sem ter lucros, a Uber poderia aumentar o seu volume de negócios. Mais uma vez, a deceção está presente desde o final de 2018. Quanto aos “funcionários” da Uber, eles têm a impressão de que comeram o pão que o diabo amassou. Do ponto de vista jurídico, como é que podemos qualificar estes trabalhadores independentes que utilizam os seus próprios instrumentos de trabalho (automóvel, apartamento, bicicleta, telefone)? A sua atividade é realizada graças a um telemóvel e a uma ligação à Internet, sem uma secretária ou um sistema hierárquico claro. É fácil compreender porquê: uma empresa tem todo o interesse em contratar trabalhadores por conta própria para os quais não paga o salário fixo, as contribuições para a segurança social, o seguro de compensação dos trabalhadores, a cobertura de saúde, as horas extraordinárias ou o equipamento. Se tivessem de suportar estes custos, a maioria das sociedades uberizadas desapareceria rapidamente.

O pesadelo da uberização

Antigos motoristas estão a processar a Uber por terem sido erroneamente considerados trabalhadores por conta própria quando a sua atividade os tornou empregados.

Segundo as últimas notícias, a natureza ubíqua da economia não reduziu o custo de um dia de hospitalização nem encontrou uma solução milagrosa para financiar as pensões. Uber realizou um outro milagre: fazer com que as suas contribuições para a segurança social fossem pagas pelas empresas convencionais e os contribuintes!

___________________________

O autor: Gil Mihaely Gil Mihaely [1965 – ) é historiador e diretor da publicação Causeur. Estudou História e Filosofia na Universidade de Telavive Doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, vive em França desde 1999. Em 2007 criou com Élisabeth Lévy e François Miclo, Causeur de que é o diretor e um colaborador regular, nomeadamente em questões políticas e internacionais.

 

 

One comment

  1. Carlos Leça da Veiga

    Adivinhem quem, em Portugal, preside à “Ubber”? Quando os muito poucos – nunca passaram disso – fizerem uma certa escolha, então, todos os outros ficarão a saber que, na realidade, eles – esses bem-aventurados – estão a dar uma ajuda à “uberização”, a última artimanha – uma malfeitoria – dos possidentes. CLV

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: