2021- CENTENÁRIO ERNESTO DE SOUSA – IV – “PH.06 ERNESTO DE SOUSA”, Imprensa Nacional

 

Para assinalar o seu centenário, a Imprensa Nacional apresenta o novo volume da «Série Ph.», dedicado a Ernesto de Sousa.

 

Ph.06 Ernesto de Sousa inclui o ensaio inédito «Ampliar até ao grão, até à escama, até ao ponto zero» de Emília Tavares: «Num país em que a fotografia esteve marginalizada pelas formas de ‘universalidade invariante’ durante várias décadas, o extenso trabalho de Ernesto de Sousa ao redor da fotografia, ou melhor, da imagem operante, foi um dos mais valiosos e raros contributos para a maioridade ontológica da fotografia portuguesa, abrindo horizontes ainda hoje atuantes sobre o prodigioso significado da imagem na cultura contemporânea.»

Ernesto de Sousa, prolífico artista multidisciplinar e um ávido promotor de sinergias entre gerações de artistas da primeira e da segunda metade do século XX, defensor de uma expressão artística experimental e livre, dedicou-se ao estudo, divulgação e prática das artes, bem como à curadoria, à crítica e ensaística, ao cinema, ao teatro e à fotografia.

 

A sua única longa-metragem Dom Roberto (1962) foi distinguida com dois prémios no Festival da Cannes em 1963 e foi comissário da representação portuguesa na Bienal de Veneza em 1980, 1982 e 1984.

A «Série Ph.», dirigida por Cláudio Garrudo, é uma coleção de monografias dedicada à fotografia portuguesa contemporânea, bilingue, de preço acessível, que pretende dar a conhecer a obra dos autores, com textos de especialistas e apresentando os territórios expandidos e múltiplos da Fotografia.

Leave a Reply