PALCO 120 – PETER BROOK – por Roberto Merino

 

(1925 – 2022)

https://www.funarte.gov.br/teatro/peter-brook

http://lazer.publico.pt/pecasdeteatro/283181_a-flauta-magica-porto

 


* Marat-Sade: Perseguição e o assassinato de Jean-Paul Marat, interpretados pelos internos do asilo de Charenton sob a direção do marquês de Sade, geralmente encurtado para Marat/Sade, é uma adaptação cinematográfica britânica de 1967 da peça Marat/Sade de Peter Weiss. O Hospício de Charenton, onde decorre a representação, realmente existiu. No início do século XIX, tornou-se conhecido por desenvolver métodos avançados no tratamento dos seus internos, como o psicodrama, a terapia de grupo e a hidroterapia. Era uma instituição para onde eram levados também aqueles indivíduos que se haviam tornado impossíveis para a sociedade em virtude de seu comportamento, mesmo que não estivessem loucos. Donatien Alphonse François de Sade, o Marquês de Sade, viveu desde 1801 até a sua morte no hospício onde escreveu e encenou peças interpretadas pelos internos.

 

Leave a Reply