TEATRO NACIONAL DE SÃO JOÃO – “DO QUE É QUE ESTAMOS DISPOSTOS A ABDICAR – CASA PORTUGUESA”, de PEDRO PENIM – qua+qui+sáb – 19.00; sex – 21.00; dom-16.00 – TEATRO SÃO JOÃO, Praça da BATALHA, 112, PORTO

 

Naquela que é a sua primeira encenação enquanto diretor artístico do Teatro Nacional D. Maria II, Pedro Penim conjuga três materiais – o fado, diários de guerra, o ensaio filosófico – em Casa Portuguesa. Num bar de hotel em Moçambique, talvez no final dos anos 40, três portugueses escrevem a canção Uma Casa Portuguesa, um fado que veicula uma ideia de Portugal bem ao gosto do Estado Novo. Em 1968, Joaquim Penim parte para a Guerra Colonial em Moçambique, experiência que verterá no livro No Planalto dos Macondes. Em 2021, Emanuele Coccia publica Filosofia della Casa, ensaio que descreve a casa como um espaço onde injustiças, opressões e desigualdades se escondem e reproduzem. Casa Portuguesa conta a história de um ex-soldado da Guerra Colonial que, em diálogo com os seus fantasmas, se confronta com a decadência e a transformação do ideal de casa, de família, de país e do cânone da figura paterna. Um retrato do que foi, do que é, e do que poderá ser a célula familiar patriarcal por excelência.

 

cenografia

Joana Sousa
figurinos

Béhen 
desenho de luz

Daniel Worm d’Assumpção 
sonoplastia e tema original

Miguel Lucas Mendes 
canção final

João Caçador (música)

Lila Tiago (letra)

Miguel Madeira (produção)
assistência de encenação

Bernardo de Lacerda 
 

interpretação

Carla Maciel 

João Lagarto 

Sandro Feliciano 

Fado Bicha (Lila Tiago, João Caçador) 

produção

Teatro Nacional D. Maria II 

estreia 22 Set 2022 Teatro Nacional

D. Maria II (Lisboa)
dur. aprox. 1:50
M/14 anos

 

 

Espetáculo legendado em inglês

13 + 21 jan

 

Língua Gestual Portuguesa + Audiodescrição

15 jan

 

 

 


Casa Portuguesa · São João (tnsj.pt)

 

Leave a Reply