Posts Tagged: dia de évora

DIA DE ÉVORA – VERGÍLIO FERREIRA – UM ESCRITOR EM ÉVORA

  Em 1945, Vergílio Ferreira (1916 – 1996), licenciado em filologia clássica, professor de liceu, à beira dos trinta anos, é colocado em Évora, onde vai ficar a leccionar até 1959. É professor de português e de latim. Entretanto, a

GIRO DO HORIZONTE – EU SEI O QUE TENHO EM ÉVORA – por Pedro de Pezarat Correia

Acompanhando a louvável intenção dos responsáveis editoriais de A Viagem dos Argonautas de dedicarem a edição de hoje ao Dia de Évora, é também para esta cidade dos meus encantos e para o Alentejo em geral que se orienta o

DIA DE ÉVORA – Em Évora – texto de Fialho de Almeida – por Joaquim Palminha Silva

O texto de Fialho de Almeida Em Évora (1), talvez inicialmente publicado nalguma revista da época, apareceu editado em livro na obra póstuma, Estâncias de Arte e de Saudade. Apesar de datado, e de o sabermos de forte carga interpretativa,

DIA DE ÉVORA – Diana de Liz – por Joaquim Palminha Silva

 Chamou-se em vida Maria Eugénia Haas da Costa Ramos, e assinou-se como escritora Diana de Liz (Évora, 1892 – Lisboa, 1930). Revelou-se escritora pouco convencional para o gosto e a moral da época, pelos temas que abordava e pela forma

DIA DE ÉVORA – A janela da casa de Garcia de Resende num soneto de Florbela Espanca

Habitação (datada do século XVI) situada na Rua de S. Manços, tradicionalmente considerada como residência do cronista do Reino, Garcia de Resende (c.1470-1536). A casa pertenceu ao morgadio de Resende. No 1º andar tem uma curiosa janela de sacada em

DIA DE ÉVORA – ACUEDUCTO DA ÁGUA DA PRATA: UN PASEO CON GERALDO SEM PAVOR – por Moisés Cayetano Rosado

  Inaugurado el 28 de marzo de 1537, las el Aqueduto da Água da Prata de Évora fue construido en tiempo record: solamente duraron seis años las obras; casi un centenar tardó en hacerse el de Amoreira, de Elvas. Bajo

DIA DE ÉVORA – Francisco Keil do Amaral em Évora

O arquitecto Francisco Keil do Amaral (1910-1975), que desde 1938 foi arquitecto-urbanista da Câmara Municipal de Lisboa e, neste âmbito, projectou algumas das obras mais emblemáticas da capital, apesar de ter contra si as antipatias do regime da ditadura (cujos

DIA DE ÉVORA – ÉVORA, PATRIMONIO MUNDIAL AMURALLADO – por Moisés Cayetano Rosado

Con 50.000 habitantes, Évora es el mayor municipio de Alentejo y su capital geográfica. Desde 1986 ostenta el título de Patrimonio de la Humanidad por su Casco Histórico, que Elvas logró para su guarnición fronteriza y fortificaciones en 2012. Distante

DIA DE ÉVORA – Uma primeira avaliação acompanhada por Dulce Pontes

Dobrada a primeira metade desta maratona eborense, podemos dizer que os índices de leitura estão acima da média para esta hora e que os posts do DIA DE ÉVORA estão entre os mais lidos, com particular relevância para o artigo

EDITORIAL – NO DIA DE ÉVORA

Parece que Évora já existia antes da ocupação da península pelos romanos. Faltam achados arqueológicos que o comprovem, mas para o nome latino Ebōra, que aparece na Naturalis Historia de Plínio o Antigo, ou Épura, que aparece em Ptolomeu, Leite

DIA DE ÉVORA – Évora: pioneira do turismo cultural! – por Joaquim Palminha Silva

   A divulgação dos monumentos da cidade e a sua propaganda, com finalidade turística, pode considerar-se iniciada ainda no século XIX, e inaugurou-se com a impressão de um «Roteiro da Cidade de Évora e breves notícias dos seus principais monumentos», edição

DIA DE ÉVORA- As Alterações de Évora de 1637 – por Joaquim Palminha Silva

A escolha do dia de hoje para celebrarmos o DIA DE ÉVORA não foi um acaso. Podemos dizer que o que ocorreu em Évora em 1637 foi um sinal, uma antecipação do que se iria passar em 1640. Às 11 horas

DIA DE ÉVORA – A CIDADE E AS PEDRAS – por Manuel Simões

                                                             Mas já cos esquadrões da gente armada                                                                               os Eborenses campos vão coalhados.                                                                                    Camões, Os Lusíadas, III, 107   1 Museu de estilos, o respirar duma cidade impressa/o nos seus templos. A pedra feita história, testemunho

DIA DE ÉVORA – A CIDADE E AS PEDRAS – por Manuel Simões

                                                             Mas já cos esquadrões da gente armada                                                                               os Eborenses campos vão coalhados.                                                                                    Camões, Os Lusíadas, III, 107   1 Museu de estilos, o respirar duma cidade impressa/o nos seus templos. A pedra feita história, testemunho

DIA DE ÉVORA – O que vem a seguir

Como é nosso hábito, as sete da manhã são hora de música. A Lídia e o Luís Rocha trazem-nos hoje canções sobre Évora e o Alentejo – um boa maneira de começar este dia primeiro de Dezembro que, não esqueçamos,

DIA DE ÉVORA – Tóquim Barreto! – (Évora na “fórmula” 1) por Joaquim Palminha Silva

 Os valores são parte da matéria-prima da sociologia, porque integram a própria natureza humana e, como tudo o que diz respeito ao Homem, podem mudar…para melhor. Nesta ordem de ideias, o conceito de heroísmo pode mudar de direcção, e tomar