Posts Tagged: eugénio de andrade

PRAÇA DA REVOLTA: O cantor da semana – A. P. Braga/4

NÃO CANTO PORQUE SONHO Letra – Eugénio de Andrade Música – AP Braga e Fausto Bordalo Dias Interpretação – Fausto Bordalo Dias e José Afonso  

PRAÇA DA REVOLTA: O cantor da semana – A. P. Braga/4

NÃO CANTO PORQUE SONHO Letra – Eugénio de Andrade Música – AP Braga e Fausto Bordalo Dias Interpretação – Fausto Bordalo Dias e José Afonso  

BIENAL DE ARTE DE CERVEIRA – EXPOSIÇÕES DE HOMENAGEM a ANTÓNIO VICTORINO D’ALMEIDA e EUGÉNIO DE ANDRADE – INAUGURAÇÃO a 30 de ABRIL, às 21.30

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira e a Câmara Municipal promovem, de 30 de abril a 21 de maio, exposições de homenagem a dois ícones da cultura portuguesa: António Victorino d’Almeida (1940) e Eugénio de Andrade (1923-2005). “Storyboard” e

BIENAL DE ARTE DE CERVEIRA – EXPOSIÇÕES DE HOMENAGEM a ANTÓNIO VICTORINO D’ALMEIDA e EUGÉNIO DE ANDRADE – INAUGURAÇÃO a 30 de ABRIL, às 21.30

A Fundação Bienal de Arte de Cerveira e a Câmara Municipal promovem, de 30 de abril a 21 de maio, exposições de homenagem a dois ícones da cultura portuguesa: António Victorino d’Almeida (1940) e Eugénio de Andrade (1923-2005). “Storyboard” e

O PASTOR, de EUGÉNIO DE ANDRADE

                      Vejam o vídeo de animação produzido por alunos da escola Dr.ª Laura Ayres, da Quarteira:   Vídeo realizado pela turma E – Artes, do 12º ano da escola Dr.ª

O PASTOR, de EUGÉNIO DE ANDRADE

                      Vejam o vídeo de animação produzido por alunos da escola Dr.ª Laura Ayres, da Quarteira:   Vídeo realizado pela turma E – Artes, do 12º ano da escola Dr.ª

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Poema à Mãe

“Poema à Mãe” é da autoria do poeta português Eugénio de Andrade, dito por Nuno Miguel Henriques e acompanhado pelo tema musical “Ave Maria” – Gounod/Bach.      

“no silêncio da noite…” por Lídia Rocha – Poema à Mãe

“Poema à Mãe” é da autoria do poeta português Eugénio de Andrade, dito por Nuno Miguel Henriques e acompanhado pelo tema musical “Ave Maria” – Gounod/Bach.      

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – CAPA de “POESIA”.

Capa do livro “Poesia”, 2.ª edição, revista e acrescentada (Fundação Eugénio de Andrade, Dezembro de 2005) Poesia reunida. Organização, nota de edição e bibliografia por Arnaldo Saraiva.

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – CAPA de “POESIA”.

Capa do livro “Poesia”, 2.ª edição, revista e acrescentada (Fundação Eugénio de Andrade, Dezembro de 2005) Poesia reunida. Organização, nota de edição e bibliografia por Arnaldo Saraiva.

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – O INOMINÁVEL

O INOMINÁVEL Poema de Eugénio de Andrade (in “Ofício de Paciência”, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 1994; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 497) Dito pelo autor (in CD “Eugénio de Andrade

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – O INOMINÁVEL

O INOMINÁVEL Poema de Eugénio de Andrade (in “Ofício de Paciência”, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 1994; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 497) Dito pelo autor (in CD “Eugénio de Andrade

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – NÃO HÁ NINGUÉM À ENTRADA DE NOVEMBRO

Não há ninguém à entrada de novembro Poema de Eugénio de Andrade (in “Branco no Branco”, Porto: Limiar, 1984; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 377) Dito pelo autor (in CD “Eugénio

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – NÃO HÁ NINGUÉM À ENTRADA DE NOVEMBRO

Não há ninguém à entrada de novembro Poema de Eugénio de Andrade (in “Branco no Branco”, Porto: Limiar, 1984; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 377) Dito pelo autor (in CD “Eugénio

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – PEQUENA ELEGIA DE SETEMBRO

PEQUENA ELEGIA DE SETEMBRO   Poema de Eugénio de Andrade (in “Coração do Dia”, Lisboa: Iniciativas Editoriais, 1958; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 92-93) Dito pelo autor (in CD “Eugénio de

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – PEQUENA ELEGIA DE SETEMBRO

PEQUENA ELEGIA DE SETEMBRO   Poema de Eugénio de Andrade (in “Coração do Dia”, Lisboa: Iniciativas Editoriais, 1958; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 92-93) Dito pelo autor (in CD “Eugénio de

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – CORAÇÃO DO DIA

CORAÇÃO DO DIA Poema de Eugénio de Andrade (in “Coração do Dia”, Lisboa: Iniciativas Editoriais, 1958; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 89) Recitado por Luís Lima Barreto* (in Livro/2CD “Ao Longe

A NOSSA RÁDIO – CELEBRANDO EUGÉNIO DE ANDRADE – CORAÇÃO DO DIA

CORAÇÃO DO DIA Poema de Eugénio de Andrade (in “Coração do Dia”, Lisboa: Iniciativas Editoriais, 1958; “Poesia”, 2.ª edição, org. Arnaldo Saraiva, Porto: Fundação Eugénio de Andrade, 2005 – p. 89) Recitado por Luís Lima Barreto* (in Livro/2CD “Ao Longe