DIÁRIO DE BORDO, 14 de Outubro de 2011


 

A Argos está sob mau tempo. O tempo atmosférico parece que vai continuar quente, pouco usual, mesmo estranho, em meados de Outubro. Mas os ventos mais ameaçadores não são os atmosféricos propriamente ditos. O barómetro político está muito baixo.

 

A nave Portugal treme por todos os lados. Mas sobretudo pelo lado do leme. O orçamento para 2012 parece que vai acabar com muitas ilusões sobre o lado em que se posicionam os nossos pilotos. O problema é que há sempre quem se deixe enganar. O nosso Júlio Marques Mota, no seu postal ao Passos Coelho, que sai daqui a pouco às 13 horas, expõe brilhantemente a situação. Prognóstico: grande borrasca. Como será a manifestação amanhã, dos nossos Indignados? Oxalá não caiam em armadilhas.

 

A nave Terra também está a ser muito agitada. Parece que, já não lhes chegando a Líbia, os do costume viram as atenções para outro lado. Argélia? Irão? Estão um bocado atrapalhados com as manifestações que também vão crescendo. Os Occupy Wall Street parece que já têm seguidores na Europa. Que futuro terão estes movimentos? Era bom que tivessem sequência, em Portugal e lá fora, para abalarem este sistema político-financeiro que nos devora. 

Leave a Reply