Extrema-esquerda? – por Carlos Godinho

(in Todos somos Portugal) 

Um padre franciscano capuchinho, Frei Francisco Ventura, falou há pouco na SIC Notícias, entrevistado por António José Teixeira, num tom, com ideias, que há meses atrás seriam consideradas de extrema-esquerda. O nosso PM, Passos Coelho, disse que será necessário voltar a discutir com a troika as condições dos “empréstimos”, ou como precisou, “reajustar a ajuda”, discurso que já ouvimos, e com toda a razão, não há muito tempo, ao BE e ao PCP. Anteontem, após a brilhante, mais uma, cimeira do G20, Sarkozy, disse, textualmente, “É preciso penalizar e fazer pagar quem regularmente utiliza as offshores para movimentações financeiras importantes”. Será que Sarkozy fugiu ao PS francês pela sua esquerda?

 

Tudo isto quer dizer o quê? São sinais de que actualmente as barreiras que separam a esquerda e a direita são já muito ténues? Não me parece. São sinais de que o mundo está realmente às avessas? É um pouco verdade. São sinais de que “Em casa onde não há pão todos ralham e ninguém tem razão”? Entenda-se casa pelo mundo. Com toda a certeza. Ou estamos à beira de um enorme trambolhão colectivo com consequências imprevísiveis? Parece-me muito provável.

 

 

Leave a Reply