BELISCÃO – por Fernando Correia da Silva

Um Café na Internet

A torneada rapariga dobrou-se toda para  dar uma esmola ao aleijado que estava sentado na beira da porta. E eu murmurei:

– Ai que boa… 

A minha mulher deu-me logo um beliscão. São muito precipitadas, as mulheres. Eu ia dizer boa alma, mas não tive tempo de acabar…

Leave a Reply