BRANQUINHO E FAGULHA – por Fernando Correia da Silva

Um Café na Internet

Numa ilha que não se encontra em todos os mapas, havia dois reinos. O do norte chamava-se Reino Branco porque aí todos os homens eram brancos. O do sul chamava-se Reino Negro porque aí todos os homens eram negros.  No Reino Branco contavam-se coisas terríveis a respeito dos homens negros e no Reino Negro contavam-se coisas terríveis a respeito dos homens brancos.

Numa tarde, ao largo da ilha, cada qual manejando o seu bote, encontram-se El-rei Branquinho e a Princesa Fagulha. Reação primeira: fugirem um do outro. Mas controlam-se e, lentamente, aproximam-se. Ela assopra:

– O meu conselheiro disse que vocês tinham cinquenta dedos em cada mão. Mentiu!

E ele responde:

– O meu conselheiro disse que os negros tinham um terceiro olho no meio da testa. Mentiu!

El-rei Branquinho e a Princesa Fagulha riem, ganham confiança, dão as mãos, olham-se nos olhos com amizade. Passado pouco tempo acabam por casar. É assim que o Reino Branco e o Reino Negro se convertem no Reino dos Povos Amigos.

Contam os velhos marinheiros que essa ilha não fica muito longe da costa do Brasil. 

In O SINDICATO DOS BURROS

Leave a Reply