O PATO ALGEMADO XV – por Sérgio Madeira

Imagem2

O Pato algemado dá a notícia em primeira mão:

– o próximo papa é português

Imagem1

O ESTRANHO CASO DO PASTOR ALEMÃOO pastor alemão, afinal é austríaco – por Sérgio Madeira

O inspector Pais estava fora de si.

Dass! Que falta de imaginação do caraças! – Filipe ia a dizer qualquer coisa. O Pais não deixou – Não me venha com o emprintingue ou com o Pralim VI ! E marcou o meu número no telemóvel. Quando atendi, berrou-me: «- Ouça lá: então você, tem a mania que é escritor, e vem com uma solução destas? Gémeos?..

– Isto não é o que parece – respondi.

– Isso foi o que eu disse à minha mulher quando ela me apanhou na cama com a prima… – mas estava mais calmo – É bom que não seja. De qualquer das maneiras, peço um time out.. Desligou e perguntou a Paralelo de Sousa:

– Onde é encontro uns pastéis de bacalhau?

Na tasquinha indicada pelo Dr. Paralelo de Sousa, comeu de enfiada meia-dúzia de pastéis de bacalhau, sinal de que estava nervoso. Filipe, Marília e o escritor olhavam-no apreensivos. Após o sexto pastel, já mais calmo, pediu nova dose, e perguntou:

– Porque é que aqui na vila lhe chamam o «pastor alemão»? – o homem riu-se:

– É uma história antiga,,,

– Eu gosto de antiguidades.

Paralelo de Sousa, pigarreou. Olhou os circunstantes e contou:

– Sabem o que é a Cáritas? – O inspector, Filipe e Marília entreolharam-se. Pais respondeu pelos três:

– Claro que sabemos – distribui leite condensado…

Paralelo de Sousa riu-se:

– Sim, entre outras coisas. A seguir à II Guerra, mais precisamente entre 1948 e 1952 a Cáritas trouxe para Portugal milhares de crianças austríacas. Eu e o Franz fomos dos últimos a chegar.

Marília perguntou com voz sumida:

– Que idade tinham?

– Cinco anos…

– Não pode ser – a rapariga agitava o folheto onde se anunciava a sessão de autógrafos.

Voltaram-se todos para ela.

– Como não pode ser? – Paralelo de Sousa sorria.

A borbulhagem no rosto de Marília avermelhou-se:

– Se em 1952, o senhor tinha cinco anos, agora deverá ter 65…

– Bem…

– Aqui no folheto, diz que o senhor tem 55…

Após ter feito as contas com a ajuda dos dedos, o Pais resmungou:

– Lógico! – e voltando-se para Paralelo de Sousa – A verdade é como o Pralim VI da Brabilónia, está por debaixo da primeira camada do emprintingue. – cansado pela tirada, pescou no pires um último pastel de bacalhau.

A seguir – Um interrogatório apertado.

Leave a Reply