Posts Tagged: humor

VAI A TODAS!

Não sabemos quem foi o autor desta montagem, que nos foi enviada por mão amiga. Mas não resistimos a mostrá-la, até porque tem imensa graça. Com certeza que os intervenientes concordarão e não levarão a mal.  

VAI A TODAS!

Não sabemos quem foi o autor desta montagem, que nos foi enviada por mão amiga. Mas não resistimos a mostrá-la, até porque tem imensa graça. Com certeza que os intervenientes concordarão e não levarão a mal.  

MARCOS CRUZ – VALHA-NOS DEUS! – ( SE É VERDADE É O MÁXIMO!) – AVISOS PAROQUIAIS AFIXADOS NA PORTA DA IGREJA DE BELMONTE, TODOS ELES REAIS (VIA FERNANDO LIMA…):

  Avisos paroquiais afixados na porta da igreja de Belmonte, todos eles reais (via Fernando Lima…): 1.Para todos os que tenham filhos e não o saibam, temos na paróquia uma área especial para crianças. 2.Quinta-feira que vem, às cinco da

MARCOS CRUZ – VALHA-NOS DEUS! – ( SE É VERDADE É O MÁXIMO!) – AVISOS PAROQUIAIS AFIXADOS NA PORTA DA IGREJA DE BELMONTE, TODOS ELES REAIS (VIA FERNANDO LIMA…):

  Avisos paroquiais afixados na porta da igreja de Belmonte, todos eles reais (via Fernando Lima…): 1.Para todos os que tenham filhos e não o saibam, temos na paróquia uma área especial para crianças. 2.Quinta-feira que vem, às cinco da

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – A FIBRA

  A fibra. Do terylene. Daquele do autêntico, do sintético, do poliester. Não sei se estão a ver, se estão a recordar. Ainda as há, às fibras, pela Rua dos Fanqueiros. Alguns manequins antigos e razoavelmente decrépitos exibem-na, nas montras,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – A FIBRA

  A fibra. Do terylene. Daquele do autêntico, do sintético, do poliester. Não sei se estão a ver, se estão a recordar. Ainda as há, às fibras, pela Rua dos Fanqueiros. Alguns manequins antigos e razoavelmente decrépitos exibem-na, nas montras,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – UM MONTE PIO

    O Montepio. Um nome tão santo! Monte,  traço,  Pio.  Ou então Monte (sem traço) Pio. Ou já mais modernamente, Monte (simplesmente) pio. Tudo junto. Montepio, prontos. Tal qual e tão santo como o Espírito Santo, por exemplo. Uma

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – UM MONTE PIO

    O Montepio. Um nome tão santo! Monte,  traço,  Pio.  Ou então Monte (sem traço) Pio. Ou já mais modernamente, Monte (simplesmente) pio. Tudo junto. Montepio, prontos. Tal qual e tão santo como o Espírito Santo, por exemplo. Uma

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – DIÁRIO DE UM PORTUGUÊS SUAVE

    É intolerável! É absolutamente intolerável e inaudito. Que se continue a ensombrar e a denegrir a pobre e amarrotada família Espírito Santo todos os dias. Deixem as pessoas em paz! Deixem-nas respirar, contar as notas, levantar, depositar, transacionar,

CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – DIÁRIO DE UM PORTUGUÊS SUAVE

    É intolerável! É absolutamente intolerável e inaudito. Que se continue a ensombrar e a denegrir a pobre e amarrotada família Espírito Santo todos os dias. Deixem as pessoas em paz! Deixem-nas respirar, contar as notas, levantar, depositar, transacionar,

SINAIS DE FOGO – PARABÉNS, DR. CAVACO – por Soares Novais

Parabéns, Dr. Cavaco. O seu “Quinta-feira e outros dias” já anda por aí. Em médias e grandes superfícies. Lado a lado com o “Sentir” da Cristina e o “Vaticanum” do Zé. Paredes meias com as couves, os grelos, as papas

SINAIS DE FOGO – PARABÉNS, DR. CAVACO – por Soares Novais

Parabéns, Dr. Cavaco. O seu “Quinta-feira e outros dias” já anda por aí. Em médias e grandes superfícies. Lado a lado com o “Sentir” da Cristina e o “Vaticanum” do Zé. Paredes meias com as couves, os grelos, as papas

FRATERNIZAR – As igrejas cristãs não suportam este viver-falar DEUS É AMOR, PORQUE É HUMOR – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Inesperadamente, o Convite caiu no meu correio electrónico. Proveniente de Albergaria-a-Velha. Duma Associação que dá pelo nome de Risorius, a do Riso. E do respectivo Município. Requeriam a minha presença e intervenção de padre-jornalista numa Conversa sobre o Humor

FRATERNIZAR – As igrejas cristãs não suportam este viver-falar DEUS É AMOR, PORQUE É HUMOR – por MÁRIO DE OLIVEIRA

  Inesperadamente, o Convite caiu no meu correio electrónico. Proveniente de Albergaria-a-Velha. Duma Associação que dá pelo nome de Risorius, a do Riso. E do respectivo Município. Requeriam a minha presença e intervenção de padre-jornalista numa Conversa sobre o Humor

QUEREMOS O SUZUKI NO GOVERNO!

A aula começa e a professora diz: – Vamos ver quem conhece a história americana.  Quem disse: ‘Dê-me a liberdade ou a morte?’   Silêncio total na sala.   Apenas Suzuki levanta a mão: – ‘Patrick Henry em 1775, em Filadélfia’.

QUEREMOS O SUZUKI NO GOVERNO!

A aula começa e a professora diz: – Vamos ver quem conhece a história americana.  Quem disse: ‘Dê-me a liberdade ou a morte?’   Silêncio total na sala.   Apenas Suzuki levanta a mão: – ‘Patrick Henry em 1775, em Filadélfia’.

BREXIT: UM EXEMPLO DA ENORME NUVEM DE FUMO A PAIRAR SOBRE A REALIDADE EUROPEIA – 16. BREXIT: CRÓNICA PÓS APOCALIPSE – PIOR QUE AS DEZ PRAGAS DO EGIPTO? A DEMOCRACIA! – por DAVID DESGOUILLES

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Brexit: crónica pós-apocalipse Pior que as dez pragas do Egipto? A Democracia! David Desgouilles, Brexit: chronique post-apocalyptique – Pire que les dix plaies d’Egypte? La démocratie! Revista Causeur.fr, 23 de Junho de 2016 David Desgouilles

BREXIT: UM EXEMPLO DA ENORME NUVEM DE FUMO A PAIRAR SOBRE A REALIDADE EUROPEIA – 16. BREXIT: CRÓNICA PÓS APOCALIPSE – PIOR QUE AS DEZ PRAGAS DO EGIPTO? A DEMOCRACIA! – por DAVID DESGOUILLES

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota Brexit: crónica pós-apocalipse Pior que as dez pragas do Egipto? A Democracia! David Desgouilles, Brexit: chronique post-apocalyptique – Pire que les dix plaies d’Egypte? La démocratie! Revista Causeur.fr, 23 de Junho de 2016 David Desgouilles

BARÃO DE ITARARÉ – DEBATE HUMOR EM TEMPOS DE CÓLERA – 10 de MARÇO, às 19 horas – SINDICATO DOS ENGENHEIROS, Rua GENEBRA, 25, SÃO PAULO

  Anteriormente anunciado para o dia 11 de março, o debate Humor em tempos de cólera sofreu uma alteração de agenda. O evento ocorrerá no dia 10 de março, às 19h, no Sindicato dos Engenheiros (Rua Genebra, 25, próximo ao metrô Anhangabaú),

BARÃO DE ITARARÉ – DEBATE HUMOR EM TEMPOS DE CÓLERA – 10 de MARÇO, às 19 horas – SINDICATO DOS ENGENHEIROS, Rua GENEBRA, 25, SÃO PAULO

  Anteriormente anunciado para o dia 11 de março, o debate Humor em tempos de cólera sofreu uma alteração de agenda. O evento ocorrerá no dia 10 de março, às 19h, no Sindicato dos Engenheiros (Rua Genebra, 25, próximo ao metrô Anhangabaú),

O GRITO DO COIOTE/9

Por falha na paginação, não incluímos na edição de ontem a biografia de Max Aub, Pedindo desculpa aos leitores, eis uma pequena biografia do autor de «CRIMES EXEMPLARES» Max Aub, escritor nascido em 1903, em Paris. Filho de uma francesa

O GRITO DO COIOTE/9

Por falha na paginação, não incluímos na edição de ontem a biografia de Max Aub, Pedindo desculpa aos leitores, eis uma pequena biografia do autor de «CRIMES EXEMPLARES» Max Aub, escritor nascido em 1903, em Paris. Filho de uma francesa

MILAGRE … MILAGRE …!!! Ergue-te e caminha!

  Pela primeira vez na minha vida, na semana passada fui a uma reunião da tão criticada Igreja Universal e partilhei as práticas e orações dos presentes. De repente, o Pastor aproximou-se do lugar onde estava. Olhou-me fixamente e apontou-me o

MILAGRE … MILAGRE …!!! Ergue-te e caminha!

  Pela primeira vez na minha vida, na semana passada fui a uma reunião da tão criticada Igreja Universal e partilhei as práticas e orações dos presentes. De repente, o Pastor aproximou-se do lugar onde estava. Olhou-me fixamente e apontou-me o

SINAIS DE FOGO – “SALVADOR DOS BANCOS” – por Soares Novais

  Hoje, pela manhãzinha, mal confirmei que vou contribuir para pagar a factura do Banif telefonei ao meu gestor de conta e fiz-lhe a seguinte exigência: – Agradeço que mande emitir um novo cartão Multibanco, pois mudei de nome. –

SINAIS DE FOGO – “SALVADOR DOS BANCOS” – por Soares Novais

  Hoje, pela manhãzinha, mal confirmei que vou contribuir para pagar a factura do Banif telefonei ao meu gestor de conta e fiz-lhe a seguinte exigência: – Agradeço que mande emitir um novo cartão Multibanco, pois mudei de nome. –