O PATO ALGEMADO – XXII – por Sérgio Madeira

Fala o Pato:

Imagem2«Estou zangado!

Com quem ! Com a Humanidade em geral – Do Barack Obama ao Dalai Lama, do Mariano Rajoy a Sua Santidade o papa  Bento XVI que resigna na Quaresma (por isso é uma resignação de trivela), do Woody Allen ao Camané… passsando pelo Professor Júlio Marques Mota e pelo Politburo do blogue (são sinistros…). E não me perguntem porquê – cito o Octávio treinador – «Vocês sabem do que estou a falar…

Se falasse ao Professor, que está feito com a Troika do blogue, perguntar-lhe-ia se a minha prima não podia substituir a rapariga alemã que não quis o emprego – com a crise que atravessamos e recusam empregos – e  depois queixem-se, façam manifestações de indignados… Eu também era de esquerda até ver como esta gente que superintende no blogue se porta – se eles são de esquerda eu sou de direita. Pim!

Mas não sou de direita, pensando bem aquela gente – Coelho, Relvas, Portas, não é suportável. Vou ver se me aceitam no Bloco de Esquerda – a Ana Drago e a Catarina Martins, considerando que não são patas – e aí, na mais humilde pateira se encontra a verdadeira beleza!têm um aspecto muito apresentável. Ainda pensei nos Verdes (devem ser vegetarianos), mas os gritos da Heloísa Apolónia, assustam-me – No PC não vi nada que me agradasse e no PS não entro.  A Ana Gomes tem aquele ar de quem gosta de canard a l’orange. Só se fosse no PSOE, na ala a que pertence a Beatriz. Mas vou permanecer apartidário e quando esttiver indignado, vou com a minha prima à Pensão Cabinda, seguindo o conselho do Rouxinol Faduncho. . – O Carlos Tse Tung andou a intrigar o João Estaline e o Júlio Enver Hodja, dizendo que eu me excitava com milho paínço e que ando nos galinheiros a assediar galinhas e frangas – é mentira, uma calúnia- Ouça senhor Dr. Sérgio João Jardim – a troika anda a fazer-me a folha – não conseguem ver-se livres de um coelho e vingam-se com prepotências sobre um pato, cujo único crime é ser pobre (Embrulha!). A troupe dirigente que continui com a sua aguardente Brejoeira. Vou pedir ao inspector Pais que me proteja, nem que seja metendo-me num calabouço. A propósito, hoje não há folhetim  – para dar lugar a esta edição sobre a mais antiga profissão do mundo.

E vou calar-me. As grandes dores são mudas

Depois dos putómetros, os passómetros

Depois dos putómetros na antiga capital da Alemanha, a emitirem os recibo de um imposto  camarário de  6 euros por cada noite de serviço de cada prostituta,  eis um Organismo oficial de Emprego na Alemanha, a merecer o adjectivo de Organismo Oficial de Passometria, encarregado de colocar jovens raparigas em casas de passe situadas em território alemão, sendo certo que Passometriaé palavra que ainda não existe, mas a que se dá agora foros de merecer estar no dicionário,  graças às políticas de austeridades  da senhora Merkel.

Mas não me levem a mal, Passometria não tem nada a ver com Passos , não tem nada a ver com Passos  Coelho, mas sim com Passes ( com casas de passe ), mesmo que o  seu ministro das Finanças , de nome Gaspar, ainda não se tenha lembrado de criar em Portugal o mesmo quadro legal que a sua verdadeira patroa,  AngelaMerkle, porque se o fizer, certo será que teremos muitos mais passómetros e muitos mais putómetros  por este país  e com a certeza, igualmente, que serão autorizados pela Troika, a quem se pede licença para tudo.

Júlio Marques Mota

Uma desempregda alemã em dificuldades e mal aconselhada

LeFigaro e Reuters Mis,  6 de Fevereiro  de 2013

Uma  alemã  desempregada de 19 anos de idade foi-lhe oferecida um emprego, foi-lhe  feita uma proposta de emprego, proposta essa feita  com o ar mais sério do mundo , e o emprego era nada mais nada menos do que ser empregada num bordel em  Augsburg, na Baviera,  , na informou quarta-feira a imprensa local.

“Fiquei muito chocada  e a  minha mãe também, ao ler  o e-mail da Agência de emprego que me solicitava que os contactasse  com urgência para se candidatar a um emprego de criada de servir ,” disse a rapariga .  O estabelecimento recomendado , é uma casa de passe   bem conhecida  da cidade onde a prostituição, como no conjunto do território alemão, é legal.

O director da agência local de emprego, Roland Fürst, reconheu   nas  colunas do jornal  “AugsburgerAllgemeineZeitung” que  os seus serviços tinham cometido um erro pois sabiam  a natureza exacta do que se fazia na casa de passe Colosseum. Segundo o director da Agência esta deveria ter  contactado a rapariga por telefone edepois de a informar do tipo e local de trabalho disponível perguntar-lhe se este trabalho lhe interessava  em evz de lhe enviar uma carta.

Nesta Europa tão estranha agora, berço da Revolução Francesa e da Declaração dos Direitos do Homem, nesta Europa agora dominada pelo  bando dos quatro, o Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, o Presidente do Conselho Europeu, VonRompuy, o Presidente do BCE, Mário Draghi, o presidente do Eurogrupo, com antenas ligadas a Berlim, a AngelaMereekel,  e a Washington, ao FMI,  nesta Europa onde agora se morre de desemprego, onde se morre de sarampo, onde se morre de fome, onde o Instituto Oficial de Emprego na Alemanha manda cartas de convite para emprego a uma jovem alemã para ir trabalhar numa casa de putas,   eis agora que sob o silêncio de Bruxelas, mais uma vez, nesta Europa  se prepara o governo de Madrid   para fazer desta capital um grande bordel à escala e à dimensão da desgraça desta Europa que, assim,  se quer agora a caminho dos casinos, da prostituição, da lavagem de dinheiro de Macau como se faz em Macau. Será  a isto que se chama a “chineização” da Europa e  promovida  por Bruxelas?

Júlio Marques Mota

Las Vegas Sands confirma a construção de um complexo gigante de casinos em Madrid

Texto enviadopor Philippe Murer, Président de l’association Manifeste pour un Débat sur le libre échange, Membre du bureau du Forum Démocratique:

  

O número dois de  Las Vegas Sands, Michael Leven,  no dia  25 Junho  2012 em  Barcelona

O grupo Las Vegas Sandsdo  multimilionário americano Sheldon Adelson confirmou na sexta-feira a construção de um complexo de Casinos  gigante perto de Madrid, seis anos depois de ter anunciado este projecto para criar até 200.000 postos de trabalho a prazo.

O complexo será construído em Alcorcon, um subúrbio a sul de Madrid, ” numa  área de 750 hectares”, disse o chefe do governo regional, Ignacio Gonzalez, numa conferência de imprensa, ao lado do número dois da Las Vegas Sands, Michael Leven.

“Esperamos lançar a primeira pedra no final do ano” e que “esta primeira fase esteja  concluída em 2017”, acrescentou. Todo o projecto está  planeado  sobre um período de  15 a  18 anos.

Michael Leven disse que a primeira das três fases de construção previa  quatro Hotéis de 3.000 quartos cada, casinos e infra-estruturas de lazer.

Segundo ele, o projecto deve  gerar cerca de  40.000 empregos directos e aproximadamente 40.000 indirectos  num  país onde a taxa de desemprego é superior a 26%.

“É o mais importante investimento que irá ter  lugar em Espanha nos próximos anos,” congratulou-se Ignacio González, confirmando que as leis da região tinham sido alteradas para acomodar o projecto e que o concurso iria ser formalmente lançado em Abril.

O magnata dos casinos americanos SheldonAdelson   tinha  afirmado em 8 de Setembro preferir  Madrid  a Barcelona para estabelecer um vasto complexo de 12 hotéis, nove teatros, três campos de golfe e salas para congressos em que se  pretende criar até 200 mil empregos, sobre  10 a 15 anos.

Mas Las Vegas Sands está empenhada em fornecer 35% dos fundos da primeira fase de 6,8  mil milhões de euros, enquanto visa um retorno sobre o investimento de 20%. Em Junho, Michael Leven reconheceu ele mesmo problemas para encontrar um financiamento, num país onde o sector bancário teve que  ser resgatado pela União Europeia.

“Sim, nós temos o dinheiro,” ele disse sexta-feira, confirmando que Las Vegas Sandsiria ser  financiado a partir dos  seus próprios fundos entre 35 e 40 por cento da primeira fase, cerca de 2,68 mil milhões de euros.

Para o resto do financiamento para 2014, os bancos disseram-nos que nos dariam o dinheiro, acrescentou. Adelson  disse repetidamente que bancos americanos e asiáticos, bem como bancos espanhóis iriam  participar  do projecto.

Apoiado pelo partido popular, de direita, no poder em Madrid como no país, o projecto tem sido denunciado pela oposição de esquerda e por  várias associações que criticam ‘ a sua opacidade’

Os opositores, reunidos na plataforma Eurovegas NÃO., dizem que o projecto é uma “fraude” e denunciam  amodificação da legislação que vai criar, segundo eles, um verdadeiro “paraíso fiscal”, incentivando o branqueamento de capitais.

Eles também temem que seja uma porta aberta para as máfias da prostituição e denunciam um retorno aos excessos da bolha imobiliária, que terá  precipitado o país na crise em 2008.

O pequeno Partido ecologista Equo interpôs um recurso junto da  Comissão Europeia contra “a lei de acompanhamento ” votadano  final de Dezembro pela região de Madrid, para permitir a criação deste complexo, que reduzido inclusive o  imposto sobre os  jogos para 10%.

“C’est un scandale total”, a affirmé Pipa Lopez, porte-parole d’Equo. “C’est un paradis fiscal au sein de l’Union européenne et de plus un site où il va être très facile de blanchir de l’argent et où les mineurs vont pouvoir entrer sur les sites de jeu”.

“É um escândalo total,” disse Pipa Lopez, porta-voz do partido  Equo. “É um paraíso fiscal no seio da  União Europeia e além disso um site onde vai ser muito fácil a  lavagem de dinheiro e onde os menores entrar nos recintos do jogo “

Las Vegas Sands, está a ser  investigada por  branqueamento de capitais nos Estados Unidos, explora a casinos em Las Vegas, mas também em Macau e Singapura.

1 Comment

Leave a Reply