DHOFAR – UMA TERRA SOBRE O MAR DA ARÁBIA. Por JOÃO MACHADO

Dhofar - 460px-Dhofar_in_Oman_svg
wikimedia – commons

Dhofar é uma província do Sultanato de Oman, situada junto à fronteira com o Yemen. A sua costa dá para o Mar Arábico, numa extensão de cerca de 560 quilómetros, e a cerca de 15 quilómetros para o interior começam as Montanhas de Al – Qara. A seguir começa o Rub’ al-Khali, o Lugar Vazio, um deserto de cerca de 650.000 quilómetros quadrados, cuja maior parte se situa na Arábia Saudita, considerado como a maior extensão ininterrupta de areia em todo o nosso planeta. A separar Dhofar do resto do Sultanato há outros desertos. A área total do território é de cerca de 100.000  quilómetros quadrados. A capital é Salalah.

Península da Arábia commons wikimedia
Península da Arábia
commons wikimedia

Parte da zona costeira do Dhofar recebe a influência da monção, conhecida localmente como Khareef, com influência favorável no clima e na biodiversidade. Aqui há chuvas em Julho e Agosto, e existem cursos de água. O povoamento é muito antigo, tendo a região conhecido ao longo da história várias épocas de desenvolvimento e prosperidade. O comércio com África, o Egipto e a Índia existiu desde a Antiguidade, avultando a exportação de peixe seco, carvão, cavalos e de incenso. Arqueólogos encontraram ferramentas e outros vestígios que provam que a ocupação humana do território data pelo menos do Paleolítico, especulando-se sobre terá sido uma via da disseminação do homem a partir de África para ir povoar a Ásia ver:

http://jornaldearqueologiaprehistoria.blogspot.pt/2011/12/artefactos-de-pedra-dao-pistas-para-o.html

Perto de Salala Commons Wikimedia
Perto de Salala
Commons Wikimedia

Cultivam-se no território cereais e diversos tipos de fruta. Outrora terá mesmo existido um sofisticado sistema de irrigação. A pesca é próspera. A população da província ronda os 250.000 habitantes, a maior parte deles a viver em Salala. Esta cidade já foi capital do Sultanato de Omã, e rivaliza em tamanho e desenvolvimento da vida social e económica com Mascate, a actual capital. Tem um porto com grandes terminais e aeroporto internacional.

Os nossos agradecimentos Wikipedia, Commons Wikimedia, Jornal de Arqueologia, Governo do Omã e todos os que tornaram possível este trabalho.

Leave a Reply