SERENGETI – UM ECOSSISTEMA ÚNICO – EM RISCO. Por João Machado.

Serengeti_ecosystem-1024x774
Ecossistema do Serengeti
Obrigado a Friends of Serengeti 
http://friendsofserengeti.org

O Serengeti é um dos ecossistemas mais antigos do mundo. O nome vem de um termo Maasai que significa “planícies infindáveis”. Estende-se pelo norte da Tanzânia e pelo Quénia, ao longo de mais de 40 000 quilómetros quadrados, com o Vale do Rift a leste e o lago Vitória a oeste. Calcula-se que as condições climatéricas, geológicas e humanas  predominantes na zona se tenham mantido com poucas alterações nos últimos milénios. O Serengeti fica entre 1º e 3º a sul do Equador, com temperaturas  médias entre 15º e 25º. É atravessado por vários rios. A paisagem é variada, com vários tipos de habitat, que incluem zonas de floresta, outros mais próximos da savana e ainda áreas pantanosas, havendo alguns com características muito próprias, como o kopje. O clima é relativamente seco, com duas estações chuvosas. A diversidade de condições aliada à estabilidade proporcionam as condições para a existência de fauna e  flora muito abundantes, que incluem várias espécies de mamíferos de grande porte, que justificaram a criação de várias reservas, para garantir a sua sobrevivência. Entre o norte e o sul do território, há grandes migrações sazonais de mamíferos ungulados, como os gnus, zebras e gazelas, que atraem as atenções dos grandes predadores, como o leão, com impacto significativo no meio ambiente, e que têm despertado atenções de diferentes origens, desde os meios académicos, até ao turismo, e até o cinema, como foi o caso do filme o Rei Leão, da Disney.

Wildebeest-during-Great-Migration
Gnus durante a Grande Migração, depois de atravessarem o rio Mara
Obrigado a Wikimedia Commons e a Bjorn Christian Torrissen, o autor.

Calcula-se que existam no Serengeti mais de dois milhões de herbívoros de grande porte. Entre os predadores, avultam os leões, os quais, apesar da caça, serão ainda mais de mil na zona, e os crocodilos, que têm no rio Mara, entre outros pontos de água, um habitat ideal. A população humana que habita a região tende a aumentar, o que torna o futuro do ecossistema problemático. O turismo é intenso, o que traz vantagens económicas, mas também complicações para a defesa do ambiente e da biodiversidade em toda a região. Existem também projectos de construir uma autoestrada e um caminho de ferro, assim como da exploração uma mina de urânio, e de outras riquezas naturais. Daí as campanhas para a defesa do Serengeti. Há vários parques naturais, um dos quais, o do Serengeti, na Tanzânia, terá perto de 14 000 quilómetros quadrados; ver: http://serengeti.org/.

Srengeti - stop the serengeti highway
Obrigado a The Friends of Serengeti. Ver:
https://www.facebook.com/pages/STOP-THE-SERENGETI-HIGHWAY/125601617471610?ref=stream

O Serengeti fica junto ao Grande Rift, fenda criada há milhões de anos com a separação das placas tectónicas africana e arábica.  O vulcanismo tem estado sempre presenta na região, como se pode ver pela cratera do Ngorongoro, um vulcão extinto há milhões de anos, considerada como que uma espécie de Arca de Noé da África Oriental, devido ao grande número de espécies animais que ali se encontram. A caldeira ocupa cerca de 260 quilómetros quadrados, e os paredões chegam a atingir 600 metros de altura. A UNESCO considerou o Ngorongoro como área protegida, e também a Garganta de Olduvai, ali próxima, onde têm sido encontrados vestígios do homo habilis, e de outros hominídeos.

Serengeti - Ngorongoro_2012_05_29_2281_(7500939612)
Lago Magadi, na cratera do Ngorongoro.
Obrigado a Wikimedia Commons e a Harvey Barrison, o autor. 

Na zona existe ainda um vulcão activo, o Ol Doinyo Lengai, o único no mundo que emite lavas carbonatadas, com sódio e potássio em vez de sílica, e uma temperatura significativamente mais baixa que a dos outros vulcões.  As lavas, quando arrefecem, adquirem cor esbranquiçada, por vezes com a aparência de neve.

Serengeti - Oldoinyolengai
Erupção do Ol Doynio Lengai em 1966
Obrigado a Wikimedia Commons, U.S. Geological Survey Geological Survey, Gordon Davies e Celia Nyamweru.

Uma paisagem caracteristica do Serengeti é o kopje. Trata-se de uma formação rochosa isolada, que emerge abruptamente numa zona plana. Noutras paragens é conhecida por monadnock ou inselberg. Kopje é um termo de origem holandesa, sem dúvida que posto em prática pelos boers. Aqui no Serengeti o kopje tem um interesse especial devido ao abrigo que oferecem aos animais, numa região tão contrastada.

Serengeti - kopje - 214-1209994807GFU0
Serengeti – kopje
Obrigado a Public Domain e a Richard Spencer  

<a href=”http://www.publicdomainpictures.net/view-image.php?image=580&picture=serengeti-kopje”>Serengeti Kopje</a> por Richard Spencer

Obrigado a todos que tornaram possível este post. E viva o Serengeti.

Leave a Reply