TERRA DE FRANCISCO JOSÉ – EXTREMO NORTE DA EUROPA. Por JOÃO MACHADO.

220px-Franz_Josef_Land_location-en_svg
Obrigado a Wikimedia Commons

A Terra de Francisco José é um arquipélago de origem vulcânica, com 191 ilhas, situado a cerca de 900 quilómetros do Polo Norte. Estende-se entre cerca de 80º e 82º de latitude norte, separando o Mar de Barents do Oceano Árctico. Cobre uma área de mais de 16 000 quilómetros quadrados, a maioria coberta de gelo durante quase todo o ano. O Cabo Fligely, na ilha de Rudolfo, é o ponto mais a norte da Europa e do continente euro-asiático. Desde 1926 que a Terra de Francisco José está sob o domínio russo.

400px-Map_of_Franz_Josef_Land-en_svg
Obrigado a Wikimedia Commons e a Oona Räisänen

Nos anos de 1872-1874 uma expedição austro-húngara, chefiada por Carl Weyprecht e Julius Payer, que procurava explorar a passagem do Nordeste, entre o Atlântico e o Pacífico, atingiu a Terra de Francisco José, tendo inclusive ali ficado bloqueada pelos gelos que cobrem habitualmente a zona. Deram-lhe então o nome do imperador da Áustria, que tinha encorajado a viagem, embora não oficialmente. Há informações não confirmadas de avistamentos anteriores do arquipélago.

Cabo Fligely - 32
Cabo Fligely
Com a devida vénia à Russian Geographical Society

O clima na Terra Francisco José é muito áspero, embora não tanto como na tundra siberiana. O frio é intenso, e mesmo no Verão as temperaturas são baixas, raramente ultrapassando os 10º centígrados. A precipitação atmosférica distribui-se por todo o ano, sendo formada maioritariamente por neve. Os nevoeiros ocorrem mais no fim do Verão. A vegetação consiste sobretudo em musgos e líquenes, tendo sido registadas cerca de duzentas espécies. Quanto à fauna, tem sido assinalada a presença do urso polar e da raposa do Árctico, mas a importância maior é no que respeita a anfíbios, como a morsa e a foca. A fauna marinha é bastante variada incluindo várias espécies de baleias. Várias espécies de aves nidificam no arquipélago.

174927642
Um urso polar em Alexandra, uma das ilhas da Terra Francisco José
Obrigado ao Russkaya Arktika National Park

http://en.rian.ru/photolents/20120802/174927749_15.html

A população humana permanente inclui apenas os elementos que trabalham nos centros meteorológico e de investigação geofísica que ali foram instalados. Em 2009 foi criado o Russkaya Arktika National Park, para tentar preservar o ambiente e a biodiversidade, muito ameaçados pela poluição e pelo  aquecimento global.

Obrigado a todos os organismos referidos, e a quem mais tenha trabalhado na recolha de elementos sobre a Terra Francisco José.

Para mais informações ver:

http://int.rgo.ru/ – Russian Geographical Society

http://rus-arc.ru/# – Russkaya Arktika National Park

http://www.franz-josef-land.info/

Leave a Reply