Coronel Vasco Lourenço: O país é dirigido “por corruptos e por aldrabões”

Num encontro de militares em Monte Sobral, Alcáçovas, Vasco Lourenço, declrou  estar inconformado com um “país sequestrado pelo medo” e dirigido “por corruptos, por aldrabões, por pessoas sem ética nem moral”.

Neste encontro assinalava-se os 40 anos da fundação do Movimento dos Capitães, e, na sua intervenção, Vasco Lourenço evocou a revolução dos cravos, que pôs termo à ditadura, mas admitiu que não se aproveitou o 25 de Abril para construir “um país melhor do que o que hoje” existe. Disse ainda estar inconformado por Portugal se ter tornado “num protectorado de forças estrangeiras” [numa alusão à ‘troika’] e estar a ser dirigido por pessoas que “tudo espezinham para manterem lugar à mesa dos poderosos”.

E perguntou: “Porque não sonharmos que poderemos, hoje e aqui, voltarmos a dinamitar uma situação que parece inexpugnável?”.

Os militares reunidos aprovaram uma moção, e posterior recolha de assinaturas, contra a privatização do abastecimento de água no país, para simbolicamente mostrar “um sinal inequívoco de que a degradação do país tem que parar, de uma vez por todas”. Os portugueses “não controlarem a energia, as comunicações, os transportes, os serviços de saúde, a educação (…) falta tirarem-nos a segurança social e a água”, acusou.

Em causa está a reorganização do serviço de abastecimento de água e saneamento de águas residuais que, no entender dos militares, abre “as portas à privatização das atividades de captação, tratamento e distribuição de água para consumo público”.

A Viagem dos Argonautas felicita Vasco Lourenço pelo desassombro das suas declarações.

2 Comments

  1. um “pas sequestrado pelo medo” e dirigido “por corruptos, por aldrabes, por pessoas sem tica nem moral”.Verdade Lapalisse —-Maria

Leave a Reply