TRIESTE – UMA CIDADE DE FRONTEIRA, SOBRE O MAR ADRIÁTICO – por JOÃO MACHADO

482px-Trieste_dot
O ponto luminoso assinala a localização de Trieste, no nordeste do mar Adriático, no golfo de Trieste.
Obrigado à Wikimedia Commons

Trieste terá sido fundada por uma tribu gaulesa. Cerca de dois séculos antes de Cristo, a região onde se situa foi dominada pelos romanos. A cidade atravessou numerosas vicissitudes ao longo dos tempos, tendo na Idade Média encetado uma história de rivalidade com a sua poderosa vizinha, Veneza, que a subjugou por diversas vezes. A partir de 1382, a cidade ligou-se à Áustria, com o apoio dos seus habitantes. Em 1719 constituiu-se em porto franco, crescendo de importância na medida em que era a única saída para o mar do império austríaco, e assim havia de permanecer até 1891. No século XX, as numerosas convulsões políticas ocorridas na Europa, com destaque para as duas guerras mundiais, fizeram com que presentemente esteja sob a administração italiana, o que, aliás, tem em conta que a maioria da população da cidade é de ascendência italiana.

MORLACCHI_QUARNARO
Obrigado a Wikimedia Commons

Esta imagem é de um mapa austríaco de 1910, que nos dá uma ideia da divisão étnica existente na altura na Ístria, península adjacente a Trieste. À cor mais alaranjada corresponde a zona onde predominavam os italianos, mais para norte, no esverdeado mais escuro temos a zona dos eslovenos, abaixo, no verde mais claro os croatas, havendo ainda algumas zonas onde preponderavam os descendentes dos romanos que colonizaram a Ístria. Este mapa tem mais de cem anos, mas dá-nos uma ideia de como Trieste foi uma encruzilhada de povos e culturas.

800px-Frontemare_di_Trieste
A frente marítima de Trieste
Obrigado a Wikimedia Commons

Hoje, Trieste é uma cidade integrada na Itália, com pouco mais de 200.000 habitantes, em retrocesso devido às contingências políticas e económicas. Contudo não deixou de ser um importante ponto de encontro de povos e culturas, nomeadamente das culturas italiana, germânica e eslava. É sem dúvida uma cidade de fronteira, que tem estado na história, e nela vai continuar. Permitam que remate propondo que leiam uma entrevista a Claudio Magris (1939 – ), um ilustre filho de Trieste, recentemente galardoado com o prémio Helena Vaz da Silva para a divulgação cultural:

https://ipsilon.publico.pt/livros/entrevista.aspx?id=326913

220px-Friedenspreis-ffm-2009-magris-012-a
Claudio Magris
Obrigado à Wikipedia

E também:

http://www.heraldo.es/noticias/suplementos/artes_letras/la_trieste_claudio_magris.html

Leave a Reply