SER ADOLESCENTE É DIFÍCIL por Luísa Lobão Moniz

olhem para  mim

Os problemas dos adolescentes são notícia dos meios de comunicação social, com alguma frequência, ou porque os adolescentes são irreverentes e responsáveis pela indisciplina na escola, ou porque fazem o que querem.

Frequentam os bares até de madrugada, nos fins de semana, enchem pavilhões e recintos ao ar livre nos festivais de música, consomem bebidas alcoólicas e drogas.

São pais quando ainda não são adultos.

A televisão gosta de fazer perguntas, na rua, aos adolescentes sobre temas que parecem ser do conhecimento geral e deparam-se com uma ignorância preocupante.

Passam o dia no computador, não comunicam com as pessoas que estão ao seu lado, muitas vezes com os próprios pais.

“Exigem” roupa de marca porque os seus amigos também a usam.

Os adolescentes fazem barulho nos transportes públicos, dão encontrões com as enormes mochilas que levam às costas.

Ser adolescente é difícil, é tudo isto e o seu contrário.

Nesta altura do ano, os jornais e a televisão entrevistam crianças e adolescentes quando estão a sair da escola, após a realização de uma prova de exame, para quê? Eles lá saberão e nós também.

Mas quem são esses adolescentes? O que é ser adolescente?

É fácil dizer tudo isto, e mais, e ainda o seu contrário.

Se um adolescente for para a rua fazer perguntas aos adultos se sabem o que é a adolescência, certamente, que as respostas vão ser de uma falta de conhecimento preocupante. Tudo depende de que lado estamos e do que queremos demonstrar.

A adolescência foi algo que não fez parte, durante muito tempo, dos estudos sobre o desenvolvimento do ser humano.

“fazer-se homem/mulher” ou “crescer na maturidade” é o que quer dizer a palavra  adolescere , do latim, de onde deriva a palavra adolescente.

Só a partir do final do século XIX é que a adolescência foi vista como uma etapa distinta do desenvolvimento, não era reconhecida socialmente pelos adultos como etapa importante no desenvolvimento do ser humano.

É uma fase que ocorre entre a infância e a idade adulta, na qual há muitas transformações tanto físicas como psicológicas, que possibilitam o aparecimento de comportamentos irreverentes, de baixa auto estima, de um mal estar que não sabe explicar.

Para a Organização Mundial de Saúde, a adolescência vive-se entre os 11 e os 19 anos

e é acompanhada por mudanças corporais e fisiológicas provenientes da maturação fisiológica.

A adolescência é um período de transição, entre a infância e a idade adulta, com características diferenciadas e significativas no desenvolvimento do adolescente. Não tem que ser, obrigatoriamente, uma fase perturbada, mas pode ser acompanhada por algum sofrimento tanto para o adolescente como para os adultos que com ele interagem.

O adolescente não acorda, um dia adolescente, quando adormeceu criança.

Ser adolescente é um período de transição que começa muito antes, na vida de um jovem.

A vinculação, na infância, com uma pessoa de referência, pode determinar os comportamentos e sentimentos de uma criança e logo de um adolescente na sua relação com os outros. Para a criança quem é mais importante são seus pais, para o adolescente começam a ser os seus amigos.

Os adolescentes precisam de ser amados pela família, precisam de atenção, precisam de dialogar.

adolescentes

Leave a Reply