ONTEM, DIVULGAÇÃO DO RELATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO HUMANO DA ONU por clara castilho

9349741_b7nUl

Ontem, em Tóquio, foi divulgado o Relatório do Desenvolvimento Humano da Organização das Nações Unidas com o título de “Sustentar o Progresso Humano: reduzir as vulnerabilidades e aumentar a resiliência” ( http://hdr.undp.org/en).

DHumano2014

Assim à cabeça, podemos dizer que Portugal mantém a 41.ª posição no Índice de Desenvolvimento Humano de 2013, num total de 187 países. Manter, quer dizer que nem subimos, nem descemos…. O índice é calculado com base em três dimensões do desenvolvimento humano: uma vida longa e saudável, acesso ao conhecimento e um padrão de vida decente. Para isso, são tidos em conta factores como a esperança média de vida, os anos de escolaridade de cada cidadão e o Produto Interno Bruto (PIB) per capita.

Este Relatório parte de dois conceitos ligados e fundamentais para assegurar o progresso em matéria de desenvolvimento humano: a vulnerabilidade e a resiliência. Procurou-se uma análise holística, examinando os factores que contribuem para os riscos para o desenvolvimento humano, abordando depois os meios de reforçar a resiliência para um vasto grupo de riscos que vão mudando.

Se quisermos preparar os cidadãos para um futuro menos vulnerável, há que reforçar a resiliência intrínseca das comunidades e dos países. Este Relatório pretende lançar as bases para se avançar neste sentido, dando particular atenção às pessoas, às disparidades no seio de cada país e entre os países. Identifica grupos de populações “estruturalmente vulneráveis”, que podem estar associadas ao sexo, pertença étnica, situação geográfica.

Através de uma análise de “ciclo de vida”, o Relatório examina as formas como as vulnerabilidades evoluem ao longo da vida. Esta análise indica que as crianças, os adolescentes e as pessoas idosas se confrontam com riscos diferentes, que exigem respostas diferentes.

Baseando-se numa análise das provas disponíveis, o Relatório faz recomendações para a luta contra as vulnerabilidades, com o objectivo de fazer face aos choques do futuro.

No nosso caso (igual à posição do Chile) encontramo-nos no grupo dos países com desenvolvimento humano muito elevado e com uma pontuação de 0.822. A esperança média de vida é de 79,9 anos, a média de anos de escolaridade de 8,2, os anos de escolaridade esperados 16,3 e o PIB per capita de 24,130. O país apresenta bons resultados em alguns dos indicadores, como em termos de igualdade de género, em que está em 21.º lugar.  No entanto, são poucos os países europeus com pontuações inferiores a Portugal. E, se compararmos com  os países em que o FMI esteve a intervir (Irlanda, Espanha e Grécia) é o que se qualifica pior.

O Relatório frisa que a nível mundial é preciso reconhecer que os riscos se estendem para lá das fronteiras e exigem uma acção colectiva. E apela a que os países tenham em atenção que é necessário o acesso universal dos serviços sociais de base, em particular nos domínios da saúde e da educação, uma protecção social forte, incluindo segurança no desemprego e reformas e uma mudança a favor do pleno emprego. Tal e qual o que está acontecendo, hoje, aqui, Portugal, neste cantinho à beira mar plantado….

 

3 comments

  1. Teresa B

    Olá, Clara. Bom dia.
    O que o relatório não diz: O desenvolvimento humano verifica-se em função da grandeza de ideias dos seus políticos. Em Portugal, todos os políticos, de A a Z são possidónios!

    Gostar

    • Wow. “grandeza” e “políticos” na mesma frase. Estaria bem ter alguns, só alguns políticos com um grande calibre, homens de estado com ideias, com uma visão, com liderança. O que temos é muito, muito pior do que isso. De facto, é difícil pensar num “estadista” que mereça o nome, em Portugal

      Gostar

  2. Pingback: Índice de desenvolvimento humano ajustado à desigualdade – Portugal na posição 41 | Caramba, muito

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: