O MUSEU DOS BRINQUEDOS FECHOU HOJE. FECHOU-SE MAIS UMA PORTA AO DIREITO DA CRIANÇA À”INFORMAÇÃO” por Luísa Lobão Moniz

olhem para  mim

O Museu dos Brinquedos de vários países e portugueses fechou hoje.

O brinquedo faz parte do crescimento da Criança desde sempre. Através do brinquedo a Criança estimula a sua imaginação, a sua capacidade de raciocínio e a sua auto estima.

.O acto de brincar em si, não exige um brinquedo,  tal como o concebemos no século XXI,  muitas vezes a criança brinca e sorri-se para o papel de embrulho enquanto o brinquedo fica no chão à espera da atenção da Criança.

O papel, neste caso, é o seu brinquedo enquanto lhe der prazer. A  Criança tem o poder encantatório de fazer de qualquer coisa um objecto que a torne feliz, um brinquedo.

O Brinquedo não é recente  relativamente à nossa época, sempre existiu.

Conhecer a evolução do brinquedo ao longo do crescimento humano é perceber a cultura dos povos.

Os brinquedos ajudam a crescer e a perceber o mundo, tornando-se importante a sua ligação à História da humanidade

Não se aprende a brincar, isso faz parte da vida e da sobrevivência de cada criança que o utilizam como querem, estabelecendo as suas próprias normas.

A intimidade, as modas, as guerras, as ideias, a política, a economia ligam-se eternamente ao que cada brinquedo traz dentro de si.

Como se brincava e como se brinca? Como era o menino ou a menina que se encantou com aquele boneco ou soldado? O que se imitava ou se pretendia influenciar? A guerra ou a paz?

Questões eternas e pertinentes num mundo global, como o que vivemos, que são precisas analisar, ler e investigar,

O brinquedo mostra-nos estilos de vida, maneiras de pensar, de sentir e de falar mas sobretudo, maneiras de brincar e interagir.

O Museu do Brinquedo faz-nos lembrar  tempos difíceis em que havia poucos e raros brinquedos.  Valorizava-se mais o facto de as crianças e dos adultos os fazerem do que propriamente o brinquedo em si. As primeiras bolas eram feitas com pedaços de tecido e colocadas dentro das bexigas do porco. As primeiras bonecas também eram feitas de pano… e de pasta de papel.

As bolas de gude, os berlindes, eram as nozes, sementes de frutas e pedras arredondadas na Antiguidade.

museu dos brinquedos 5museu dos brinquedos 4

As primeiras estatuetas de barro, as bonecas, foram encontradas na África e Ásia, as quais eram utilizadas para fins ritualísticos, no entanto, nos túmulos de crianças egípcias foram também encontradas bonecas de madeira.

Os brinquedos não são inocentes em termos políticos e consequentemente em termos de Educação –questões de género: soldadinhos para os rapazes, bonecas para as raparigas ( muito há para reflectir sobre este tema) em tempos de guerra, fazem a maravilha de qualquer criança, diga-se rapaz.

Marquês de Pombal mandou construir centenas de milhares de soldadinhos de chumbo para que os militares visualizassem melhor as estratégias de guerra. A partir dessa altura, as crianças tiveram acesso aos soldadinhos de chumbo para brincarem às guerras.

qual a função destes soldadinhos, do cavaleiro feito de lata e do jipe do exército?

museu dos brinquedos 4

 Serão estes brinquedos inocentes em termos sociais e de mentalidade dominante?

 O MUSEU DO BRINQUEDO VAI FAZER MUITA FALTA A TODOS QUANTOS SE DEDICAM AO ESTUDO DA CRIANÇA.  DESEJO QUE REABRA, ISSO TALVEZ POSSA DEPENDER DE NÓS; AINDA ESTAMOS EM DEMOCRACIA PARTCIPATIVA.

 

 

1 Comment

Leave a Reply