QUE PODEMOS FAZER PELAS CRIANÇAS DA SÍRIA? por clara castilho

A Síria já vai no 5º ano de conflito. Já atingiu 14 milhões de crianças naquele país e nas regiões vizinhas.

siria

Em comunicado de dia 12 de Março, a UNICEF afirma:

No início do quinto ano de conflito na Síria, a situação de mais de 5.6 milhões de crianças no país continua a ser aflitiva. Este número inclui dois milhões de crianças que estão a viver em zonas do país em grande medida privadas de assistência humanitária devido aos combates ou outros factores. Cerca de 2.6 milhões de crianças sírias continuam sem poder ir às aulas. Perto de dois milhões de crianças sírias estão refugiadas no Líbano, na Turquia, na Jordânia e noutros países. Este número vem juntar-se aos 3.6 milhões de crianças de comunidades vulneráveis que acolhem refugiados, as quais estão a sofrer as consequências da enorme pressão sobre os serviços de educação e saúde.

…]“Para as mais novas dessas crianças, esta crise é a única realidade que conhecem. E para os adolescentes que estão a entrar no seu período de formação, a violência e o sofrimento por que passaram não só deixaram cicatrizes como estão a moldar o seu futuro,” declarou o Director Executivo da UNICEF, Anthony Lake.

…] A UNICEF está a apelar para que sejam urgentemente realizados investimentos a longo prazo a fim de responder às necessidades das crianças e adolescentes, de modo a que passem a dispor das competências e da motivação que lhes permitam construir um futuro mais estável para si próprios. Esses investimentos, segundo a UNICEF, deveriam incluir:

  • Oportunidades de recuperação escolar, formação vocacional, e actividades recreativas para adolescentes. Com cerca de cinco milhões de sírios com idades entre os 12 e os 18 anos, os jovens precisam de um apoio que lhes proporcione competências e meios de sustento.

  • Oportunidades de aprendizagem formal e informal para crianças afectadas pelo conflito, e sistemas de certificação que ajudem a manter o estatuto académico dos alunos.

  • Serviços para crianças vulneráveis, incluindo as que sobreviveram à violência, que proporcionem apoio psicossocial e assistência.

  • O reforço dos sistemas de educação e de saúde, bem como apoio ao sustento, nas comunidades de acolhimento, para que todas as crianças de algum modo afectadas pelo conflito sejam apoiadas

 

1 Comment

  1. Sem dúvida que as crianças da Síria merecem especiais apoios para poderem ter um futuro aceitável.Mas, infelizmente, o problema está demasiado generalizado também a idosos, deficientes, por todo o mundo.Veja-se como funciona a Educação, a Saúde e a Justiça em Portugal.Gostava de ver aparecer um movimento voluntarioso que propusesse a abolição de guerras e da indústria de armamentos e defendesse a PAZ,a Harmonia e a Solidariedade, a colaboração em vez da competição e da ambição de mais Poder

Leave a Reply to A João Soares Cancel reply