Posts Tagged: guerra

Al Gore: o criminoso de oito guerras, vendedor do ecologismo. Por Nazanín Armanian

Seleção e tradução de Francisco Tavares ____________________ Estamos uma vez mais perante um excelente e certeiro artigo de Nazanín Armanian que desmascara a mistificação da realidade levada a cabo pelos poderes do capitalismo dominante. Não sendo personagem único no seu

Al Gore: o criminoso de oito guerras, vendedor do ecologismo. Por Nazanín Armanian

Seleção e tradução de Francisco Tavares ____________________ Estamos uma vez mais perante um excelente e certeiro artigo de Nazanín Armanian que desmascara a mistificação da realidade levada a cabo pelos poderes do capitalismo dominante. Não sendo personagem único no seu

Mark Esper, outro comerciante da morte, novo secretário de Defesa dos EUA. Por Nazanín Armanian

Seleção e tradução de Francisco Tavares Mark Esper, outro comerciante da morte, novo secretário de Defesa dos EUA  Por Nazanín Armanian Publicado por  em 25 de julho de 2019 (ver aqui)   «Si vis pacem, para bellum» [Se queres a

Mark Esper, outro comerciante da morte, novo secretário de Defesa dos EUA. Por Nazanín Armanian

Seleção e tradução de Francisco Tavares Mark Esper, outro comerciante da morte, novo secretário de Defesa dos EUA  Por Nazanín Armanian Publicado por  em 25 de julho de 2019 (ver aqui)   «Si vis pacem, para bellum» [Se queres a

Sobre bandeiras falsas e pretextos para a próxima guerra. Por Doug Casey

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Sobre bandeiras falsas e pretextos para a próxima guerra  Por Doug Casey Publicado por  em 22 de junho de 2019 (ver aqui) Republicado por  (ver aqui) International Man: As pessoas que olham para

Sobre bandeiras falsas e pretextos para a próxima guerra. Por Doug Casey

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Sobre bandeiras falsas e pretextos para a próxima guerra  Por Doug Casey Publicado por  em 22 de junho de 2019 (ver aqui) Republicado por  (ver aqui) International Man: As pessoas que olham para

Venezuela e a morte do jornalismo. Por Arantxa Tirado

Obrigado a Arantxa Tirado e a ctxt Publicado por  em 25 de março de 2019 Os meios de comunicação espanhóis atuam, de facto, como correia de transmissão da visão das elites venezuelanas e os setores da “classe média” aspiracional, que

Venezuela e a morte do jornalismo. Por Arantxa Tirado

Obrigado a Arantxa Tirado e a ctxt Publicado por  em 25 de março de 2019 Os meios de comunicação espanhóis atuam, de facto, como correia de transmissão da visão das elites venezuelanas e os setores da “classe média” aspiracional, que

Venezuela a ser atacada: 7 notas sobre o apagão eléctrico. Por Misión Verdad

Obrigado a Misión Verdad Publicado por , em 10 de março em 2019   Entre a tarde de 8 de março e a madrugada de 10 de março, a Venezuela foi vítima de um novo ataque de sabotagem, o maior

Venezuela a ser atacada: 7 notas sobre o apagão eléctrico. Por Misión Verdad

Obrigado a Misión Verdad Publicado por , em 10 de março em 2019   Entre a tarde de 8 de março e a madrugada de 10 de março, a Venezuela foi vítima de um novo ataque de sabotagem, o maior

Mulheres afegãs: do progresso ao medievalismo misógino ‘made in USA’. Por Nazanín Armanian

Obrigado a Nazanín Armanian e ao Público.es Publicado por  em 8 de março de 2019 Os meios de comunicação costumam dividir a história das mulheres afegãs em “antes e depois dos talibãs” e com dois objetivos: a) apresentar a NATO como

Mulheres afegãs: do progresso ao medievalismo misógino ‘made in USA’. Por Nazanín Armanian

Obrigado a Nazanín Armanian e ao Público.es Publicado por  em 8 de março de 2019 Os meios de comunicação costumam dividir a história das mulheres afegãs em “antes e depois dos talibãs” e com dois objetivos: a) apresentar a NATO como

Iémen, a maior vergonha da década. Por Juan Antonio Sacaluga

Obrigado a Juan A. Sacaluga e a Nuevatribuna Publicado por    em 19 de dezembro de 2018 O sistema de segurança internacional está repleto de fracassos, e algumas vergonhas de grande envergadura   O sistema de segurança internacional carrega consigo muitas

Iémen, a maior vergonha da década. Por Juan Antonio Sacaluga

Obrigado a Juan A. Sacaluga e a Nuevatribuna Publicado por    em 19 de dezembro de 2018 O sistema de segurança internacional está repleto de fracassos, e algumas vergonhas de grande envergadura   O sistema de segurança internacional carrega consigo muitas

Sobre o que foi o ano de 2018, sobre os perigos que nos ameaçam em 2019 – uma pequena série de textos. 12. O Fantasma do Futuro Natal – Um mundo assustador nos espera, a menos que mudemos os nossos hábitos.

(Chris Martenson, 28 de Dezembro de 2018)

Mas, para além das nossas carteiras de títulos, os desequilíbrios que enfrentamos são extraordinários e estão espalhados por todo o mundo – económica, política, ecológica e demograficamente – e simplesmente não existem recursos suficientes para voltar ao ritmo fiável e rápido do crescimento económico registado no século XX.

Sobre o que foi o ano de 2018, sobre os perigos que nos ameaçam em 2019 – uma pequena série de textos. 12. O Fantasma do Futuro Natal – Um mundo assustador nos espera, a menos que mudemos os nossos hábitos.

(Chris Martenson, 28 de Dezembro de 2018)

Mas, para além das nossas carteiras de títulos, os desequilíbrios que enfrentamos são extraordinários e estão espalhados por todo o mundo – económica, política, ecológica e demograficamente – e simplesmente não existem recursos suficientes para voltar ao ritmo fiável e rápido do crescimento económico registado no século XX.

Sobre o que foi o ano de 2018, sobre os perigos que nos ameaçam em 2019 – uma pequena série de textos. 11. Isto vai ser bem pior do que poderemos pensar

(Michael Snyder, Janeiro de 2019)

Estamos a chegar rapidamente ao ponto em que a América será ingovernável.  Não importa quem esteja no poder, haverá raiva, conflito, discórdia e ressentimento.  Dezenas de milhões de americanos odiavam Barack Obama e não o consideravam o seu presidente, e agora dezenas de milhões de americanos odeiam Donald Trump e não o consideram  o seu presidente.  As nossas instituições políticas estão a desfazer-se   e a fé no sistema está num mínimo histórico.

Sobre o que foi o ano de 2018, sobre os perigos que nos ameaçam em 2019 – uma pequena série de textos. 11. Isto vai ser bem pior do que poderemos pensar

(Michael Snyder, Janeiro de 2019)

Estamos a chegar rapidamente ao ponto em que a América será ingovernável.  Não importa quem esteja no poder, haverá raiva, conflito, discórdia e ressentimento.  Dezenas de milhões de americanos odiavam Barack Obama e não o consideravam o seu presidente, e agora dezenas de milhões de americanos odeiam Donald Trump e não o consideram  o seu presidente.  As nossas instituições políticas estão a desfazer-se   e a fé no sistema está num mínimo histórico.

FREUD E EINSTEIN – PORQUÊ A GUERRA? – REFLEXÕES SOBRE O DESTINO DO MUNDO por Clara Castilho

  Foi em 1932 que  a Sociedade das Nações incumbiu Albert Einstein de eleger um interlocutor com o qual se manifestasse por via epistolar sobre a questão de ser ou não possível antever a evolução do homem relativamente à superação

FREUD E EINSTEIN – PORQUÊ A GUERRA? – REFLEXÕES SOBRE O DESTINO DO MUNDO por Clara Castilho

  Foi em 1932 que  a Sociedade das Nações incumbiu Albert Einstein de eleger um interlocutor com o qual se manifestasse por via epistolar sobre a questão de ser ou não possível antever a evolução do homem relativamente à superação

AS VIOLÊNCIAS AUMENTAM por Luísa Lobão Moniz

Todos os Anos desejamos aos nossos amigos e familiares momentos de muita alegria e prazer para os próximos 365 dias. Todos os anos dizemos que temos esperança, e queremos transmiti-la, que a Humanidade lute efectivamente pela Paz, e pelos Direitos

AS VIOLÊNCIAS AUMENTAM por Luísa Lobão Moniz

Todos os Anos desejamos aos nossos amigos e familiares momentos de muita alegria e prazer para os próximos 365 dias. Todos os anos dizemos que temos esperança, e queremos transmiti-la, que a Humanidade lute efectivamente pela Paz, e pelos Direitos

VALENTE HEROIS por Luísa Lobão Moniz

E, como todos os anos, lá se comemoraram o Dia da Criança Desaparecida e o Dia Mundial da Criança. Havia no ar o silêncio das meninas e dos meninos que passo a passo vão tentando chegar ao fim da estrada

VALENTE HEROIS por Luísa Lobão Moniz

E, como todos os anos, lá se comemoraram o Dia da Criança Desaparecida e o Dia Mundial da Criança. Havia no ar o silêncio das meninas e dos meninos que passo a passo vão tentando chegar ao fim da estrada

CONSTRUIR PONTES por Luísa Lobão Moniz

À medida que crescemos, vemos, ouvimos e lemos o que se passa à nossa volta e ao que acontece lá longe. Lembro-me de se dizer às crianças “Come tudo. Há muitos meninos que passam fome e tu a deitares fora….”

CONSTRUIR PONTES por Luísa Lobão Moniz

À medida que crescemos, vemos, ouvimos e lemos o que se passa à nossa volta e ao que acontece lá longe. Lembro-me de se dizer às crianças “Come tudo. Há muitos meninos que passam fome e tu a deitares fora….”