A QUATRO MÃOS – CASTILHO & CASTILHO – 19

4maos2

11011020_968632966523753_8008840513545491431_n (1)

 

“Ela partiu e não mais voltou…” Ele sorriu, com a pirosice da frase, lembrando-se de uma canção já muito antiga, do tempo da outra senhora. Mas tinha sido assim. Ela partira sem dizer água vai, água vem. Arrebentou e zarpou! Arrebentou? Ele é que arrebentou por dentro.

Ficou sempre a dúvida do que de mal fizera. Ou do que não fizera. Ou até do que a mais fizera… E, assim, nem podia pensar que ela era a má da fita, até nem a podia odiar. E se a culpa tivesse sido dele?

Às vezes, dava-lhe a nostalgia e vinha para aqui passear, aqui onde fora feliz.

 

Leave a Reply