35. Caderno de notas de um etnólogo na Grécia – Memorando Tsipras I

Falareconomia1

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota

Revisão de Flávio Nunes

Caderno de notas de um etnólogo na Grécia – uma análise social diária da crise grega

Uma colectânea de alguns dos textos publicados por Panagiotis Grigoriou

Original File Name: 2015022442.jpg
Sexta-feira, 14 de Agosto de 2015

35. Caderno de notas de um etnólogo na Grécia – Memorando Tsipras

Original File Name: 2015081411.jpg

Alexis Tsipras tornou-se nesta sexta-feira 14 de agosto, o quarto Primeiro-ministro dos memorandos, fazendo tristemente a sequência de Papandréou, de Papadémos e de Samaras. O memorando III acaba de ser adoptado “por um Parlamento” e um governo “que legisla” em violação da Constituição e contra a vontade popular expressa pelos 62% “de NÃO”; eleitos no entanto, por uma… maioria cidadã antimemorando. A Constituição foi espezinhada como é já habitual e com muita frequência na Europa europeísta. SYRIZA já não existe , pelo menos nada como era dantes, em todo caso.

Original File Name: 2015081412.jpg
A imprensa do momento e a ruptura entre Syriza e Konstantopoúlou. Agosto de 2015, depois da adopção do memorando III, terceiro ciclo do tipo

 

“A Grécia perde-se para sempre ou então, fica arrasada e por muitos anos. Não temos mais ninguém entre os políticos. Todos vendidos. Restam-nos então e apenas os nossos cantos “fúnebres”, expressão e impressões de uma empregada comercial de Atenas depois da adopção do memorando III… terceiro ciclo do tipo.

Foi já em Junho de 2012, que um primeiro ciclo de experiências e de experimentação “memorandiana ” tinha acabado. Desde então, a instalação da Troika em Atenas tornar-se-á então oficialmente permanente. Disporá de um edifício inteiro, de diversos locais, e de numerosos meios de ligação directa à Administração, excepto entre Janeiro e Junho de 2015.

Na falta disso, os hotéis de luxo e locais tidos como discretos encarnarão estes novos lugares do poder ocupante e meta-democrata, validados como tal pelos encontros… deste terceiro tipo (de memorando), entre os ministros SYRIZA e os executantes das instituições europeias neste Verão de 2015.

“O cavalo” e os seus Troïkanos finalmente penetraram nas muralhas da cidade e tudo tende a demonstrar que é para “uma longa duração”. Passando por meio de um Estado Grego e do seu sistema político, sempre e cada vez mais satelizado, SYRIZA ou pelo menos a sua direcção , a Troika (instituições), à força de concentrar sobre ela própria o essencial dos poderes, teria chegado a intrometer-se em cada coisa até nos mais menores aspectos da vida privada “dos cidadãos”, e já no essencial: a sobrevivência de todos.

Original File Name: 2015081424.jpg
Quotidiano ateniense, Agosto 2015

 

Original File Name: 2015081414.jpg
Quotidiano ateniense, Agosto 2015

 

Original File Name: 2015081425.jpg
Mudança de escala. Turistas, Atenas Agosto de 2015

O Memorando, entidade primeiramente imaterial e invisível, concretizou-se rapidamente e com que violência, ao ponto de degradar os homens, as relações sociais, os imaginários e a relação ao próprio tempo. SYRIZA tinha sido levado ao poder precisamente porque encarnou expressamente a esperança por fim concretizada de quebrar esta entidade assim realizada.

Este “programa”, então muito vasto a partir da sua concepção, permanecê-lo-á de toda a evidência, e ainda por muito tempo. O Memorando e “o direito dos credores” tornar-se-á então a verdade absoluta ne varietur uma vez mais e mesmo demais baseando-se numa autoridade apresentada como transcendente, a Troika, reinando sobre os restos de um poder social, político e empresarial cuja legitimidade se dissipa num processo supostamente inelutável.
A dívida, é então este vector e é igualmente o pretexto inerente ao novo totalitarismo. Na sexta‑feira, 14 de Agosto de manhã, Zoé Konstantopoúlou (Presidente da Assembleia… de momento) tinha interpelado muito exactamente Alexis Tsípras sobre a questão da Comissão de auditoria da dívida grega ( criada pelo Parlamento grego e presidida por Éric Toussant), e sobre o andamento dos seus trabalhos, os quais… não foram considerados pelos ministros Tsipriotas, e do mesmo modo ao que parece, com os trabalhos da Comissão sobre as reparações de guerra da Alemanha… como por azar.
Pior ainda, prosseguiu, ela questionou, sobre todas as acções tomadas muito precisamente pelo governo: os catorze aeroportos vendidos ao consórcio alemão, a privatização anunciada da Empresa pública de Electricidade,… a inversão completa no processo da exploração das minas de ouro em Skouriés no Norte da Grécia, estes procedimentos anticonstitucionais para fazer passar o memorando, tudo isto, sendo sobretudo o resultado “de uma escolha estratégica que o governo garantiu certamente (o memorando), para além da chantagem, é sobretudo a consequência lógica duma linha política, de uma linha política bem perceptível se tivermos em conta, por exemplo, as declarações (Primavera de 2015) do ministro Stathákis, pretendendo que apenas 5% da dívida grega seria posta em questão ” (cito de memória). Assim, Zoé Konstantopoúlou… retirou oficialmente a sua confiança ao governo, bem como na pessoa de Alexis Tsipras. Ruptura.

Original File Name: 2015081426.jpg
Ironia ? Atenas, Agosto de 2015

 

Original File Name: 2015081421.jpg
Traços do comércio na cidade . Atenas, Agosto de 2015

 

Original File Name: 2015081422.jpg
Crise obriga. Atenas, Agosto de 2015

De resto, quinta-feira à noite (13 de Agosto), Zoé Konstantopoúlou denunciava já as actuações dos ministros SYRIZA, estes últimos acabavam de apresentar uma miríade de alterações… surpresa na tarde, certas alíneas introduzidos impõem mudanças com efeito retroactivo sobre o regime das reformas, o que formalmente é proibido pela Constituição, porque nenhuma disposição relativa ao regime das pensões de reforma pode ser apresentada separadamente de um projecto de lei, especifica e exclusivamente redigido com esse objectivo, e isso aliás, sem consulta do equivalente Conselho Constitucional.

(continua)

Tradução Júlio Marques Mota
Revisão Flávio Nunes
Texto original publicado pelo sítio greek crisis
Panagiotis Grigoriou, Carnet de notes d’un ethnologue en Grèce, une analyse sociale journalière de la crise grecque. Texto disponível no site greekcrisis, cujo endereço é : http://www.greekcrisis.fr/

1 Comment

  1. certainly like your web-site but you need to take a look
    at the spelling on quite a few of your posts.

    Several of them are rife with spelling issues and I find it
    very troublesome to inform the reality however I
    will surely come again again.

Leave a Reply