Posts Tagged: grécia. união europeia

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 1º Texto – A Grécia – Círculo dos patriotas desaparecidos – Parte B

(Olivier Delorme, 19 de Fevereiro de 2019)

O que a Grécia também mostra é que uma alternância da “esquerda radical” no contexto do euro e da UE só pode resultar na continuação e no agravamento continuado das mesmas políticas neoliberais. Porque, tal como a esquerda reformista antes dela, ela se desacredita e acaba por restaurar o poder à direita sem ter mudado nada na ordem económica e social, mas tendo acabado por desacreditar a política e a democracia: a única escolha hoje é entre o quadro europeu e a verdadeira alternância.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 1º Texto – A Grécia – Círculo dos patriotas desaparecidos – Parte B

(Olivier Delorme, 19 de Fevereiro de 2019)

O que a Grécia também mostra é que uma alternância da “esquerda radical” no contexto do euro e da UE só pode resultar na continuação e no agravamento continuado das mesmas políticas neoliberais. Porque, tal como a esquerda reformista antes dela, ela se desacredita e acaba por restaurar o poder à direita sem ter mudado nada na ordem económica e social, mas tendo acabado por desacreditar a política e a democracia: a única escolha hoje é entre o quadro europeu e a verdadeira alternância.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 1º Texto – A Grécia – Círculo dos patriotas desaparecidos – Parte A

(Olivier Delorme, 19 de Fevereiro de 2019)

Então, se na Grécia,  a Europa é paz, esta é então muito semelhante à paz dos cemitérios. E uma vez que nos disseram durante meses e em todos os tons que “a Grécia está melhor” e que os números o mostram, vejamos os números. Entre 2009 e 2017, a taxa de mortalidade caiu de 9,8 ‰ para 11 ‰, a taxa de natalidade caiu de 10,6 ‰ para 8 ‰, enquanto entre 2009 e 2015 a esperança de vida saudável caiu dois anos, de 66 para 64 anos. Tais variações nas estatísticas populacionais, que refletem mudanças que são geralmente de natureza de longo prazo, são mais parecidas com as variações dos tempos de guerra.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte II – Imagens soltas de uma União Europeia em decomposição a partir de alguns dos seus Estados membros. 1º Texto – A Grécia – Círculo dos patriotas desaparecidos – Parte A

(Olivier Delorme, 19 de Fevereiro de 2019)

Então, se na Grécia,  a Europa é paz, esta é então muito semelhante à paz dos cemitérios. E uma vez que nos disseram durante meses e em todos os tons que “a Grécia está melhor” e que os números o mostram, vejamos os números. Entre 2009 e 2017, a taxa de mortalidade caiu de 9,8 ‰ para 11 ‰, a taxa de natalidade caiu de 10,6 ‰ para 8 ‰, enquanto entre 2009 e 2015 a esperança de vida saudável caiu dois anos, de 66 para 64 anos. Tais variações nas estatísticas populacionais, que refletem mudanças que são geralmente de natureza de longo prazo, são mais parecidas com as variações dos tempos de guerra.

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Gritos de que a crise terá passado, mas os grandes problemas estão para chegar. Por Heiner Flassbeck

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares Obrigado ao prof. Heiner Flassbeck e a IDEAS. Gritos de que a crise terá passado, mas os grandes problemas estão para chegar Por Heiner Flassbeck Publicado por , em 12

Da crise atual à próxima crise, sinais de alarme – Afinal, o que falta na Grécia?  Por Francisco Tavares

Afinal, o que falta na Grécia?  Por Francisco Tavares, em 28 de agosto de 2018 Obrigado ao Júlio Marques Mota pela revisão do presente texto Ou o discurso dos que nada aprenderam com o mais repugnante processo de humilhação e

A estagnação na União Europeia continua : Um Déjà Vu Total, Uma Vez Mais – por John Weeks

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A estagnação na União Europeia continua : Um Déjà Vu Total, Uma Vez Mais Por John Weeks em 25 de Fevereiro 2016 @johnweeks41 John Weeks   Com a recorrente regularidade de um mau hábito, o Financial Times

Syriza, ano I – por Olivier Delorme III

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota (conclusão) A gravidade desta afirmação levou a procurar confirmação . Ei-la: Communiqué de presse du Dispensaire Social Metropolitain d’Elliniko Source : http://www.mkiellinikou.org/blog/2016/01/12/kalixronia Traduction : Palili Atenas, 12 Janeiro de 2016 Os nossos desejos

Syriza, ano I – por Olivier Delorme II

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota (continuação) Olivier Delorme, 22 Janeiro de 2016 Um rumor circulava na Grécia neste início de ano: Όσους μου ευχήθηκαν ένα καλό 2015 τους θυμάμαι. Έναν έναν τους θυμάμαι… Os que me desejaram um

Syriza, ano I – por Olivier Delorme II

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota (continuação) Olivier Delorme, 22 Janeiro de 2016 Um rumor circulava na Grécia neste início de ano: Όσους μου ευχήθηκαν ένα καλό 2015 τους θυμάμαι. Έναν έναν τους θυμάμαι… Os que me desejaram um

Syriza, ano I – por Olivier Delorme I

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Nota ao texto de Olivier Delorme, Syriza, ano I Agora que Bruxelas mostra os seus dentes de lobo raivoso, que Moscovici se mostra como um cordeiro, bem disfarçado então este nosso Comissário, agora

48. Caderno de Notas de um etnólogo na Grécia – greek crisis II

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota (conclusão)   “Desde que os bancos foram cedidos aos fundos abutres, para um empréstimo ainda por pagar de dois mil euros, ele… o novo banco acaba de me bloquear quatro mil euros sobre

48. Caderno de Notas de um etnólogo na Grécia – greek crisis

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Caderno de Notas de um etnólogo na Grécia – uma análise social diária da crise da crise grega 2015 – Balanços e falências Na Praça da Constituição em Atenas, preparam-se os pacotes alimentares

47. A crise grega – A economia a afundar-se no terceiro trimestre

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A economia a afundar-se no terceiro trimestre Grèce : l’économie s’est effondrée au troisième trimestre Source : La tribune, Romaric Godin, 27/11/2015 A economia grega contraiu-se 0,9 no terceiro trimestre . (Crédits : Reuters)

47. A crise grega – A economia a afundar-se no terceiro trimestre

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A economia a afundar-se no terceiro trimestre Grèce : l’économie s’est effondrée au troisième trimestre Source : La tribune, Romaric Godin, 27/11/2015 A economia grega contraiu-se 0,9 no terceiro trimestre . (Crédits : Reuters)

46 – A crise grega – Quando Tsipras faz desaparecer qualquer traço dos seus contraditores!

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Quando Tsipras faz desaparecer qualquer traço dos seus contraditores!… Yorgos Mitralias   Eis pois como é que o governo Tsipras acaba de resolver dois dos seus grandes problemas: o da dívida pública e

45. A crise grega – um olhar sobre a série

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   45 A crise grega : um olhar sobre a série 1ª Parte: A economia a afundar-se no terceiro trimestre A economia a afundar-se no terceiro trimestre Romaric Godin, La tribune A economia grega

44. Caderno de notas de um etnólogo na Grécia – Bric-à-brac I

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Revisão Flávio Nunes (conclusão)   Nestes lugares, as lojas fecham definitivamente e… os cafés abrem-se às vezes no seu lugar, a exemplo “do Gato preto”, uma novidade. O meu amigo Dimítris diz que

44. Caderno de notas de um etnólogo na Grécia – Bric-à-brac I

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota Revisão Flávio Nunes   Bric-à-brac Primeiras chuvas firmes de um novo outono grego. Estação dos figos a terminar. O país volta-se ainda. E entre duas estações, o sorriso às vezes regressa, por falta