LAÇO AZUL por Luísa Lobão Moniz

Abril, mês de comemorar a nossa Liberdade e Democracia, mês de luta contra os maus tratos nas crianças.

Um dia em Abril de 1989, nos EUA, uma mulher colocou um laço azul na antena do seu carro. Porquê e para quê?

O azul simboliza a cor dos hematomas nos corpos das crianças batidas e maltratadas

A Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, a Associação de Mulheres Contra a Violência e a Câmara Municipal de Lisboa associam-se, desde 2008, na organização de actividades que sensibilizam a sociedade para este grave problema social – os maus tratos às crianças.

Desde do princípio deste século que Portugal e outros países da Europa se empenham em dar visibilidade a esta realidade programando actividades nas escolas, nas bibliotecas, no teatro, no cinema, por palavras e por imagens para que crianças e adultos percebam que Violência gera Violência. É pelo exemplo que se aprende, não com pancada nem com baixa auto-estima.

É preciso repensar os actos com que se educa, o mimo, a compreensão e as palavras que envolvem a vida das crianças.

Não basta saber que existem muitas, demasiadas crianças maltratadas para que elas deixem de o ser.

Não basta saber que as suas mães são batidas e mortas pelos pais ou pelos padrastos.

É assustador perceber que todos os dias a violência contra mães e filhos é notícia nos jornais e nas televisões, mas ainda o mais assustador é verificar que as sociedades criaram leis que não punem, como o deveriam fazer, os agressores ou as agressoras.

Depois da suspeita de crime os agressores esperam pelo julgamento em casa, com as vítimas, no entanto, se alguém tirar um pacote de bolachas de um super mercado pode logo ficar em prisão preventiva!!!

A sociedade, todos nós, andamos enganados com os verdadeiros valores dos seres humanos.

O ser humano tem de ser tratado de igual modo por todos, a violência não pode ser uma constante através das épocas. As crianças não podem ser abusadas, batidas, ignoradas; as mulheres não podem ser abusadas, batidas, ignoradas.

Ninguém nasceu para ser maltratado, ninguém nasceu para ser violento.

O mês de Abril, como mês da prevenção contra os maus tratos a crianças, deveria ser todo o ano.

Ninguém pode dizer que não tem conhecimento, ninguém pode encolher os ombros.

Ninguém pode dizer que não conhece organizações especializadas na defesa de vítimas de maus tratos.

O que é feito das emoções positivas, do afecto, do mimo, da alegria de viver sem medo.

O sorriso de uma criança, o abraço de uma mãe, o colo de um pai são as mais belas imagens do ser humano.

É isto que se espera da vida, não o choro e as nódoas negras.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: