DIA DA MÃE por Luísa Lobão Moniz

Apesar da reflexão que fiz ontem do Dia da Mãe, um pouco indignada pelas últimas referências que li nos jornais sobre mães e filhos, há que reconhecer que tudo tem o seu contrário.

A história de vida da Mulher que é mãe pode levá-la a praticar actos criminosos contra os seus filhos como pode proporcionar uma vida feliz, cheia de afectos que fazem dela e do filho uns seres felizes.

A Mãe já foi um bebe acarinhado, ou não, pela sua Mãe e esta ser o modelo, pela positiva ou pela negativa.

A Mãe é filha, a Mãe é mulher.

Como criança e como mãe tem Direitos e responsabilidades.

Educar e amar uma criança é algo que necessita de muita Vida, de muita força, de muita habilidade afectiva para proteger e dar asas ao seu filho.

O filho ao crescer vê na sua mãe o porto de abrigo, a fonte de boa auto estima. A sua mãe está presente e tem o melhor colinho do mundo.

O Dia da mãe, quando eu andava na escola, comemorava-se no Dia 8 de Dezembro, o dia de Nossa Senhora da Conceição.

No dia 8 de Dezembro ou no primeiro domingo de Maio os filhos e filhas eram e são acompanhados pelos seus professores para fazerem um postal alusivo à data.

No dia 8 de Dezembro os meninos e as meninas da escola faziam um cartão todos iguais, no primeiro Domingo de Maio as mães recebem uma prenda, feita na escola, mas agora cada criança escolhe o que lhe quer dar, porque cada mãe é uma mãe.

O Dia da Mãe é o dia em que as crianças querem dizer que gostam muito das suas mães, é o Dia em que as mães reconhecem que estão a protegê-los.

A Mãe sofre quando o filho chora e ri quando o filho corre para ela.

O sentimento de ser mãe não tem prazo nem é exclusivo de nenhuma classe social.

Não são precisos manuais para ensinar a ser mãe. Ser Mãe é beijar o ser que saiu do seu corpo, fruto de um amor por um homem, é comovente, é para sempre.

Não são precisos manuais para ensinar a ser mãe, mas seria bom que as mães tivessem o conhecimento necessário para compreender e acompanhar o filho a crescer. Porque choram, porque fazem birras, porque estão com o telemóvel sempre ligado, porque estão mais felizes, porque querem aderir a tudo o que é moda no seu grupo de amigos.

Ser Mãe é ser uma Mulher forte, é ser feliz por ser filha.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: