FRATERNIZAR – Quem ainda diz que o papa Francisco é diferente? – DO BANQUEIRO DE FÁTIMA, ELE O FEZ CARDEAL! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

 

Um ano depois do centenário das “aparições” de Fátima, o papa Francisco que por então se pavoneou sobre aquele chão encharcado de idolatria e de gente humilhada, houve por bem nomear cardeal de Fátima $.A. o respectivo banqueiro, bispo D. António Marto. O papa sabe que Fátima é hoje o local mais preferido da multinacional Turismo Religioso mundial, logo a seguir ao Vaticano, que é o primeiro. Só que esta sua nomeação vem pôr ainda mais a nu o que verdadeiramente é a igreja católica romana e o que são os seus clérigos celibatários. O Dinheiro é o deus dela e deles. E por um e por outra, os clérigos estão prontos a sacrificar a própria vida. São, no lúcido e sábio dizer de Jesus, “eunucos que o Poder faz tais”. Nascem de mulher, mas depressa acabam filhos do Poder. Um exército de espinheiros em forma humana que só produzem espinhos e abrolhos. Como tal, incapazes de alimentarem em qualidade e em quantidade a Vida. Uma vez que até a sua caridadezinha mata quantas, quantos aceitarem comer desse seu pão-veneno.

Desde que se vê bispo, o clérigo António Marto, oriundo de Chaves, sonha cada vez mais alto. Começa por auxiliar de Braga, até ser nomeado titular de Viseu. Coisa pouca, para tanta ambição. Mete-se então a escrever-publicar uns textos sobre Maria, não a mãe de Jesus, mulher de carne e osso como todas as mães humanas, mas a mítica “virgem maria” do Credo de Niceia-Constantinopla. Sem esquecer, de passagem, a “virgem de fátima”, assim em minúsculas. Os textos são postos a circular pelas dioceses e até pela Universidade Católica onde, antes de ser bispo, chega a ser professor. Resultado: dois anos depois de ser titular de Viseu, o papa de então entrega-lhe de bandeja a diocese de Leiria-Fátima. Um bispo que tece loas à mítica “virgem maria”, é também capaz de tornar-se no grande banqueiro de Fátima. Fica agora mais do que provado que Bento XVI, o teólogo alemão que, uma vez cardeal e papa, matou a Lumen Gentium não se enganou. Com a sua gestão, o Banco FÁTIMA $.A. vai de vento em popa, como o centenário das “aparições” de 1917 veio provar. “Conseguiste”, diz-lhe o papa Francisco, à despedida. A recompensa chega agora. Perante isto, quem ainda diz que o papa Francisco é diferente?

D. António Marto que antes já levitava sobre aquele chão de ouro, corre agora o risco, como cardeal de Fátima, de rebentar de vaidade. Confessa que chorou, ao saber do facto. Chorasse de vergonha, e ainda poderia regressar a filho de mulher e crescer de dentro para fora em humano. Mas não. As suas, são lágrimas de satisfação. É o cardeal português mais famoso do mundo que bate de longe o de Lisboa, que quase ninguém conhece. Para cúmulo, uns restos de ética que ainda permanecem na sua consciência não o deixam ser frio ou quente. É assim como uma lesma, morno, nem frio nem quente. Erudito, inclusive, Prémio Pessoa 2009, mas um quotidiano de apagada e vil tristeza.

Quem rejubila com este novo cardeal português são os chefes máximos dos chamados Órgãos de Soberania, com destaque para o catolicão Marcelo, Presidente da República e o ateu António Costa, Chefe do Governo. Eles bem sabem que o Estado português é laico, por força da Constituição. Mas sabem também que, desde 1940, existe uma Concordata entre os dois Estados, o do Vaticano e o de Portugal. E que esta se sobrepõe àquela. É por isso que os dois, mais os restantes membros dos órgãos de soberania, deputados e juízes, andam sempre com os bispos e os párocos nas palminhas das mãos.

Quem fica a olhar para tudo isto como boi para um palácio são os milhões de cidadãos do país, elas e eles, crentes e ateus tanto faz, porque todos adoradores – as excepções, se as houver, só confirmam a regra – do deus Dinheiro, por isso, a sonharem ser cardeais, se não no eclesiástico, no secular-laico. E se banqueiros como o agora cardeal de Fátima, D. António Marto, tanto melhor. Valha-nos o papa argentino são francisco!…

P.S.

Se abrirem o site e clicarem sobre a pasta DOCUMENTOS MAIS EXTENSOS, encontram a Carta integral que o papa Francisco acaba de escrever aos bispos do Chile. A não perder.

www.jornalfraternizar.pt

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

2 comments

  1. Jorge Damasceno Correia

    O artigo deve-se a alguma dívida para com o actual cardeal ou é só inveja na incompetêmcia da realização pessoal ….de todo que não faz sentido tanta amargura !

    Gostar

  2. Mário de Oliveira

    Inveja? Amargura, meu amigo Jorge? Quão fácil é rotular um menino adulto, só porque ele vê e tem o atrevimento de dizer que o rei vai nu. Vá lá que, por agora, ainda me não chama “louco”. Mas que dirá então o meu amigo de Jesus, o do capítulo 23 do Evangelho de Mateus?! Conhece?! O meu abraço.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: