Desafios para a política monetária: em torno do Simpósio de Jackson Hole, em torno de grandes temas que afligem o mundo,hoje – 4. Powell diz que não há “regras” para a guerra comercial, compromete-se a “agir de forma apropriada” para sustentar a economia. Por Jeff Cox

Desafios Política Monetária 0

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota

Desafios Política Monetária 0 1

4. Powell diz que não há “regras” para a guerra comercial, compromete-se a “agir de forma apropriada” para sustentar a economia

Jeff Cox Por Jeff Cox

Publicado por CNBC em 23 de agosto de 2019 (ver aqui)

 

PONTOS-CHAVE

– O presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, diz que o panorama económico global “tem vindo a deteriorar-se.”

– Nos seus comentários anuais em Jackson Hole, Powell comprometeu-se novamente a “agir de forma apropriada para sustentar a expansão”, uma frase chave que ele já antes tinha utilizado e que provocou uma reação positiva do mercado.

– Ele falou longamente sobre tarifas, dizendo que não há um “livro de regras” sobre guerras comerciais e que o Fed pode ter que “olhar através” de desenvolvimentos de curto prazo e de curto alcance.

– Mas Powell também diz que a “economia está perto de ambas as metas” de estabilidade de preços e de pleno emprego.

4 Powell diz que não há regras 1

Powell: O Fed agirá de forma apropriada para apoiar de forma sustentada a expansão económica

O presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, repetiu a sua promessa, na sexta-feira, de manter a expansão económica em andamento, reconhecendo que as tarifas e outros fatores estão a provocar a desaceleração do crescimento. Menos de uma hora após o discurso, o presidente Donald Trump explodiu contra Powell no Twitter, referindo-se a ele como “o nosso inimigo“.

Powell, embora não dizendo especificamente para onde devem evoluir as taxas de juro, prometeu que o Fed “vai agir de forma apropriada para sustentar a expansão“, uma frase que ele utilizou já várias vezes no passado recente.

Powell também disse nos seus comentários anuais no simpósio Jackson Hole dos bancos centrais que a “economia está próxima de ambas as metas” do duplo mandato do Fed de pleno emprego e de estabilidade de preços.

O nosso desafio agora é fazer o que a política monetária pode fazer para sustentar a expansão para que os benefícios do forte mercado de trabalho se estendam a mais dos que ainda restam por obter benefícios, e para que a inflação esteja firmemente centrada em torno de 2%“.

Ele também destacou os desafios que o Fed enfrenta e indicou que para ele e os seus colegas altos funcionários “não há precedentes recentes para orientar qualquer resposta política à situação atual“.

Embora a política monetária seja uma ferramenta poderosa que trabalha para apoiar a despesa dos consumidores, o investimento empresarial e a confiança do público, ela não pode fornecer um conjunto de regras estabelecidas para o comércio internacional“, disse ele em comentários preparados. “Podemos, no entanto, tentar analisar o que poderá estar a acontecer, concentrar-nos na forma como a evolução do comércio está a afetar as perspetivas e ajustar a política para promover os nossos objetivos“.

Powell disse que o Fed está a procurar maneiras de abordar os desenvolvimentos num cenário que mudou significativamente desde que a expansão começou há uma década.

Estamos a analisar as ferramentas de política monetária que usamos tanto em tempos calmos como em tempos crise, e estamos a interrogarmo-nos se devemos ou não expandir a nossa bagagem de ferramentas“, disse ele.

4 Powell diz que não há regras 2

Três especialistas comentaram a intervenção de Powell de Jackson Hole

A um nível mais geral, Powell desenhou um quadro principalmente positivo da economia dos EUA, dizendo que “continuou a ter um bom desempenho geral” enquanto está a enfrentar desafios.

As perspetivas de crescimento global têm se deteriorado desde meados do ano passado. A incerteza da política comercial parece estar a desempenhar um papel na desaceleração global e nos fracos gastos em produtos manufatura e de capital nos Estados Unidos“, disse ele.

Na sua reunião de 30 e 31 de julho, o Comité Federal de Mercado Aberto aprovou uma redução de 25 pontos-base, a primeira redução em 11 anos. As autoridades citaram preocupações sobre o crescimento global mais fraco, as tensões comerciais entre os EUA e a China e a baixa inflação ao fazer a redução.

Os mercados esperam que o Fed aprove outro corte na sua reunião de setembro e outro antes do final do ano.

Na sua intervenção de sexta-feira, Powell dividiu a política do Fed em três épocas: uma que durou de 1950 a 1982, que viu o Fed usar a política “stop and go”, que promoveu um crescimento mais rápido, mas que acabou por resultar em inflação desenfreada; 1983-2009, em que o Fed controlou a inflação, mas viu excessos financeiros que culminaram na Grande Recessão; e a era atual, em que os formuladores de políticas enfrentam um mundo de crescimento mais lento com taxas de juros e desemprego menores que o normal.

Não temos visto empréstimos insustentáveis, boom’s financeiros ou outros excessos do tipo que ocorreram durante a Grande Moderação, e eu continuo a julgar que os riscos gerais de estabilidade financeira são moderados. Mas permanecemos vigilantes“, disse ele.

Como os efeitos mais importantes da política monetária são sentidos com desfasamentos incertos de um ano ou mais, o Comité deve tentar analisar o que se pode estar a passar e concentrar-se em coisas que parecem suscetíveis de afetar as perspetivas ao longo do tempo ou que representam um risco material de o fazer “, acrescentou ele. “Mas enquadrar a incerteza da política comercial neste quadro é um novo desafio. Definir a política comercial é assunto do Congresso e da Administração, não do Fed“.

Powell não mencionou a inversão da curva de juros que tem vindo a abalar os mercados, em que os Bilhetes do Tesouro a 2 anos ultrapassaram os títulos do tesouro a 10 anos, um indicador confiável de recessão nos últimos 50 anos. As atas da última reunião também ofereciam apenas uma referência passageira ao spread da curva, e Powell não fez menção de recessão no seu discurso.

Trump trovejou Powell no Twitter, dizendo “o Fed não fez NADA”.

__________________________

O autor: Jeff Cox é editor financeiro da CNBC.com, onde gere a cobertura dos mercados financeiros e Wall Street. As suas histórias estão rotineiramente entre os itens mais lidos no site a cada dia, enquanto ele entrevista alguns dos mais inteligentes e respeitados analistas e assessores do mundo financeiro. Ele também é um convidado frequente na CNBC.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: