Posts Tagged: política monetária

Os problemas da ordem monetária global são mais profundos do que Trump. Por Claire Jones

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Os problemas da ordem monetária global são mais profundos do que Trump  Por Claire Jones Publicado por  , Alphaville, em 27 de agosto de 2019 (ver aqui) Republicado por  (aqui) _________________________ Uma das

Os problemas da ordem monetária global são mais profundos do que Trump. Por Claire Jones

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota Os problemas da ordem monetária global são mais profundos do que Trump  Por Claire Jones Publicado por  , Alphaville, em 27 de agosto de 2019 (ver aqui) Republicado por  (aqui) _________________________ Uma das

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 12º Texto: A política monetária esgotou-se

(Martin Wolf, Abril de 2019)

Porque é que as taxas de juro são tão baixas? A hipótese de “estagnação secular” ajuda a explicá-la? O que é que essas taxas de juro baixas implicam para a provável eficácia da política monetária durante outra recessão? Que outras políticas poderiam ser tentadas, seja como alternativa à política monetária ou como forma de torná-la mais eficaz? Estas são as questões mais importantes na macroeconomia. São também extremamente controversas.

Ano de 2019, ano de eleições europeias. Parte I – Grandes planos sobre uma União Europeia em decomposição. 12º Texto: A política monetária esgotou-se

(Martin Wolf, Abril de 2019)

Porque é que as taxas de juro são tão baixas? A hipótese de “estagnação secular” ajuda a explicá-la? O que é que essas taxas de juro baixas implicam para a provável eficácia da política monetária durante outra recessão? Que outras políticas poderiam ser tentadas, seja como alternativa à política monetária ou como forma de torná-la mais eficaz? Estas são as questões mais importantes na macroeconomia. São também extremamente controversas.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 13. Joseph Stiglitz : « Será talvez necessário abandonar o euro para salvar o projeto europeu »

(Entrevista a Joseph Stiglitz por Benoit GEORGES, 16/09/2016)

Normalmente, existem várias formas de responder a uma crise: baixam-se as taxas de câmbio, baixam-se as taxas de juro, diferentes países podem agir de forma diferente. Com a moeda única, estes mecanismos foram suprimidos. E nada foi posto em prática. Ao fazê-lo, a Europa está de mãos atadas: não se pode utilizar taxas de câmbio, instrumentos de política monetária, fiscalidade… porque se tem de limitar os défices a 3% do PIB. Todos os instrumentos de ajustamento foram suprimidos. E, pior ainda, não foram criadas as instituições necessárias.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 13. Joseph Stiglitz : « Será talvez necessário abandonar o euro para salvar o projeto europeu »

(Entrevista a Joseph Stiglitz por Benoit GEORGES, 16/09/2016)

Normalmente, existem várias formas de responder a uma crise: baixam-se as taxas de câmbio, baixam-se as taxas de juro, diferentes países podem agir de forma diferente. Com a moeda única, estes mecanismos foram suprimidos. E nada foi posto em prática. Ao fazê-lo, a Europa está de mãos atadas: não se pode utilizar taxas de câmbio, instrumentos de política monetária, fiscalidade… porque se tem de limitar os défices a 3% do PIB. Todos os instrumentos de ajustamento foram suprimidos. E, pior ainda, não foram criadas as instituições necessárias.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 12. Como a governação da zona euro alarga as diferenças de riqueza entre os países europeus

(Jérémy Giraud, 4 de Novembro de 2018)

O euro forte permite à Alemanha exportar seus veículos, máquinas-ferramentas e produtos químicos a preços mais altos para mercados que são relativamente menos sensíveis aos preços do que os mercados de exportação de empresas francesas, italianas ou espanholas. Ao mesmo tempo, o euro forte tornou as indústrias dos países do Sul mais precárias ao reduzir a sua competitividade pelos  preços, reforçando assim a polarização industrial da Europa em torno do eixo do Reno.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 12. Como a governação da zona euro alarga as diferenças de riqueza entre os países europeus

(Jérémy Giraud, 4 de Novembro de 2018)

O euro forte permite à Alemanha exportar seus veículos, máquinas-ferramentas e produtos químicos a preços mais altos para mercados que são relativamente menos sensíveis aos preços do que os mercados de exportação de empresas francesas, italianas ou espanholas. Ao mesmo tempo, o euro forte tornou as indústrias dos países do Sul mais precárias ao reduzir a sua competitividade pelos  preços, reforçando assim a polarização industrial da Europa em torno do eixo do Reno.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 11. O euro já tem 20 anos: a zona euro está condenada ao sucesso.

(Martin Wolf, 27 de Janeiro de 2019)

Em segundo lugar, como é que o euro se tem comportado? Obviamente, sobreviveu, apesar dos grandes choques e das divisões dolorosas. Fê-lo porque os custos da dissolução, ou mesmo da partida de membros individuais, parecem aterradores. Fê-lo também porque, no fundo das crises, os decisores políticos fizeram o suficiente para o manter vivo.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 11. O euro já tem 20 anos: a zona euro está condenada ao sucesso.

(Martin Wolf, 27 de Janeiro de 2019)

Em segundo lugar, como é que o euro se tem comportado? Obviamente, sobreviveu, apesar dos grandes choques e das divisões dolorosas. Fê-lo porque os custos da dissolução, ou mesmo da partida de membros individuais, parecem aterradores. Fê-lo também porque, no fundo das crises, os decisores políticos fizeram o suficiente para o manter vivo.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 10. Como é que a crise não resolvida na zona euro nos põe a todos em perigo

(Grace Blakeley, 23 de Janeiro de 2019)

A crise da zona euro é, no fundo, uma crise política. O principal obstáculo à sua resolução é a recusa da Alemanha e dos seus aliados do norte da Europa em apoiar uma política macroeconómica inflacionista – maior despesa pública e reduções fiscais – em toda a UE.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 10. Como é que a crise não resolvida na zona euro nos põe a todos em perigo

(Grace Blakeley, 23 de Janeiro de 2019)

A crise da zona euro é, no fundo, uma crise política. O principal obstáculo à sua resolução é a recusa da Alemanha e dos seus aliados do norte da Europa em apoiar uma política macroeconómica inflacionista – maior despesa pública e reduções fiscais – em toda a UE.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 9. No 20º aniversário do euro, a homenagem de Draghi perpetua mitos há muito rejeitados

(Ashoka Mody,  25 de Janeiro de 2019)

O problema com a UE e o Euro é que se baseiam em mentiras sob a presunção de que, se repetidas com suficiente frequência, se tornarão realidade. Isto funcionou bem durante algum tempo, mas como disse Abraham Lincoln: “Você pode enganar todas as pessoas em algum momento do tempo, e algumas pessoas o tempo todo, mas  não pode enganar todas as pessoas durante todo o tempo. O número de pessoas que  pode enganar está a afundar-se   muito rapidamente.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 9. No 20º aniversário do euro, a homenagem de Draghi perpetua mitos há muito rejeitados

(Ashoka Mody,  25 de Janeiro de 2019)

O problema com a UE e o Euro é que se baseiam em mentiras sob a presunção de que, se repetidas com suficiente frequência, se tornarão realidade. Isto funcionou bem durante algum tempo, mas como disse Abraham Lincoln: “Você pode enganar todas as pessoas em algum momento do tempo, e algumas pessoas o tempo todo, mas  não pode enganar todas as pessoas durante todo o tempo. O número de pessoas que  pode enganar está a afundar-se   muito rapidamente.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 8. O euro, 20 anos de cegueira

(Romain Masson , 10 de Janeiro de 2019)

Os defensores dos “Estados Unidos da Europa” também ignoram ou fingem ignorar que o federalismo implica uma política fiscal comum para permitir transferências das regiões mais ricas para as mais pobres, como está a acontecer  dentro das nações. No entanto, desde a criação do euro, a Alemanha recusou-se categoricamente a avançar para uma união de transferências que os teria obrigado a subsidiar os outros Estados-Membros e continua a opor-se-lhe.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 8. O euro, 20 anos de cegueira

(Romain Masson , 10 de Janeiro de 2019)

Os defensores dos “Estados Unidos da Europa” também ignoram ou fingem ignorar que o federalismo implica uma política fiscal comum para permitir transferências das regiões mais ricas para as mais pobres, como está a acontecer  dentro das nações. No entanto, desde a criação do euro, a Alemanha recusou-se categoricamente a avançar para uma união de transferências que os teria obrigado a subsidiar os outros Estados-Membros e continua a opor-se-lhe.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 7. O conflito na zona euro e o seu futuro

(Antonio Lettieri , 20 de Janeiro de 2019)

Este ano, a zona euro faz vinte anos. Se os primeiros dez anos foram caracterizados por uma complexa fase de arranque em busca de um equilíbrio interno, a segunda década foi marcada por uma crise que ainda não encontrou solução. A zona euro sofreu duas crises em 2008-2009 e 2012-13. E, atualmente, está novamente marcada por um declínio no crescimento e por um aumento do desemprego.

Em 1999, uma criança nasceu, de parto prematuro e com deformidades congénitas: o Euro 20 anos depois – alguns textos sobre a sua atribulada existência. Texto nº 7. O conflito na zona euro e o seu futuro

(Antonio Lettieri , 20 de Janeiro de 2019)

Este ano, a zona euro faz vinte anos. Se os primeiros dez anos foram caracterizados por uma complexa fase de arranque em busca de um equilíbrio interno, a segunda década foi marcada por uma crise que ainda não encontrou solução. A zona euro sofreu duas crises em 2008-2009 e 2012-13. E, atualmente, está novamente marcada por um declínio no crescimento e por um aumento do desemprego.

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão). Por Michael Pettis

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão)  Por Michael Pettis Publicado originalmente em Blog.mpettis.com e republicado por  em 9 de maio de 2016 (2ª

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão). Por Michael Pettis

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (2ª parte-conclusão)  Por Michael Pettis Publicado originalmente em Blog.mpettis.com e republicado por  em 9 de maio de 2016 (2ª

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez. Por Michael Pettis

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (1ª parte)  Por Michael Pettis Publicado originalmente em Blog.mpettis.com e republicado por  em 9 de maio de 2016 As

A crítica demolidora de Michael Pettis à teoria e à política económica neoliberal – 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez. Por Michael Pettis

Seleção de Júlio Marques Mota e tradução de Francisco Tavares 3. O emocionante e terrível colapso do dólar … outra vez (1ª parte)  Por Michael Pettis Publicado originalmente em Blog.mpettis.com e republicado por  em 9 de maio de 2016 As

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (segundo de 6 discursos no Senado dos EUA)

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (segundo de 6 discursos no Senado dos EUA) Senadora Elizabeth Warren  Segundo

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (segundo de 6 discursos no Senado dos EUA)

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (segundo de 6 discursos no Senado dos EUA) Senadora Elizabeth Warren  Segundo

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (primeiro de 6 discursos no Senado dos EUA)

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (primeiro de 6 discursos no Senado dos EUA) Senadora Elizabeth Warren  Primeiro

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (primeiro de 6 discursos no Senado dos EUA)

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 17. A Senadora Elizabeth Warren Discute o Impacto Negativo do projeto de Lei de Desregulamentação Bancária sobre os Consumidores Americanos (primeiro de 6 discursos no Senado dos EUA) Senadora Elizabeth Warren  Primeiro

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 15. Democratas do Senado ajudam a aprovar um projeto de lei que poderá aumentar o risco de crise financeira. Por Igor Bobic e Arthur Delaney

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 15. Democratas do Senado ajudam a aprovar um projeto de lei que poderá aumentar o risco de crise financeira. Mas apenas um pouco. Nada que valha a pena preocupar-nos! Por Igor Bobic 

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 15. Democratas do Senado ajudam a aprovar um projeto de lei que poderá aumentar o risco de crise financeira. Por Igor Bobic e Arthur Delaney

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 15. Democratas do Senado ajudam a aprovar um projeto de lei que poderá aumentar o risco de crise financeira. Mas apenas um pouco. Nada que valha a pena preocupar-nos! Por Igor Bobic 

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 14. A vingança dos bancos com direitos de nome de estádio (6ª parte-conclusão). Por David Dayen

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. A vingança dos bancos com direitos de nome de estádio (6ª parte-conclusão). Por David Dayen  , 2 de março de 2018 Migalhas para os consumidores Os defensores da nova legislação destacam

Homenagem ao Carlos Tenreiro, uma série de textos sobre questões de macroeconomia e de alta finança – 14. A vingança dos bancos com direitos de nome de estádio (6ª parte-conclusão). Por David Dayen

  Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 14. A vingança dos bancos com direitos de nome de estádio (6ª parte-conclusão). Por David Dayen  , 2 de março de 2018 Migalhas para os consumidores Os defensores da nova legislação destacam