FRATERNIZAR – LITURGIAS PARA QUE VOS QUERO? – por MÁRIO DE OLIVEIRA

 

 

Sempre que alguns matam outros, muitos outros correm logo a promover liturgias. Religiosas, umas. Laicas e aparentemente espontâneas, outras. Hoje cada vez mais laicas. Todas, porém, politicamente anestesiadoras. E branqueadoras dos crimes que estão na origem de todas elas. Daí a oportuna pergunta, Liturgias para que vos quero?!

Assusta-nos a realidade dos factos e corremos logo a inventar analgésicos de toda a ordem. Sem vermos que, com eles, acabamos cúmplices do Mal institucional. No princípio, as liturgias são especialidade das religiões. Hoje, até os laicismos têm as suas. A prova provada de que, também eles, são uma sofisticada forma de religião. Por mais ateus, agnósticos, anarquistas que se digam os que neles se revêem.

Temos medo da realidade. Temos medo da verdade. Temos medo da liberdade. E nem vemos que, com todos estes tipos de medo, damos via verde ao Poder e aos respectivos agentes históricos de turno. Só porque temos medo de Sermos-assumirmos o que efectivamente somos: seres humanos fragilidades-consciência, nascidos de mulher.

O que deveria ser a principal mais-valia ocorrida no decurso da Evolução converte-se, assim, no seu maior perigo. Só porque no outro-como-nós, somos levados a ver um estranho e pomo-nos à defesa. Quando só a postura sócio-política braços abertos nos potencia de dentro para fora e nos faz acolher, abraçar, cuidar, amar o outro-como-nós.

Tudo no Cosmos é religação. Mas só nos nascidos de mulher esta religação é opconal. Decorre daí a Responsabilidade que é a maior manifestação de Liberdade e de Humanidade. Só que, desde muito cedo, vem o Medo e arrasta-nos para comportamentos inumanos que os tribunais do Poder parecem reprimir, mas não passam de hábeis encenações que, no dizer de Jesus histórico, ‘filtram mosquitos e engolem camelos’

Os mais arbitrários e mentirosos dos tribunais são os das religiões. Nomeadamente, das três religiões do Livro. Basta termos presente o que acontece a Jesus histórico, em Abril do ano 30, em Jerusalém, então e ainda hoje, a cidade santa. Ele é o ser humano por antonomásia, o plena e integralmente justo, e por isso mesmo tem de ser condenado à morte e executado na cruz do Império. Para, desse modo, se cumprir o que está escrito na Bíblia, o Livro sagrado dos judaísmos, dos cristianismos e até dos islamismos!

Somos nascidos de mulher. E, nesta condição, contínua religação, não a deusas ou deuses, mas uns aos outros e todos ao Cosmos, também ele, todo religação. Com a substantiva diferença de que em nós, nascidos de mulher, a religação uns aos outros e ao Cosmos é opcional. E nos outros seres, não. Faz parte da natureza deles. Não são livres.

Todas as liturgias, as religiosas e as laicas, são hoje na moda. O nosso quotidiano mais recente está cheio de exemplos. Um dos mais noticiados-comentados é o do assassinato do jovem cabo-verdiano, de 18 anos, estudante no Politécnico da cidade de Bragança. O que de liturgias esta sua criminosa morte provocou em Portugal e em Cabo Verde! Em Bragança, até o bispo local se associou e presidiu a uma missa na catedral. Pudera, não!

Outro caso, não menos noticiado e ainda mais recente é a morte do piloto motard Paulo Gonçalves, em pleno deserto no Dakar. Não porque ele sonhasse ser o mais humano dos humanos, sim, o maior do mundo naquela modalidade anti-desportiva, com tudo de suicida. As liturgias todas que lhe promovem mais não fazem do que branquear esta Perversão institucional mascarada de desporto. Não a põem a nu. Muito menos ao Poder que a promove e financia, como a muitas outras do género, sempre sob a máscara de ‘desporto de alto risco’. É como se estas e todas as outras vítimas o não fossem, nem deixassem famílias em grande sofrimento!

www.jornalfraternizar.pt

P.S.

Outras pastas actualizadas, todas de grande actualidade e interesse que poderá ler:

1 Poema de cada vez

CANTIGA DA VELHA MÃE
E DOS SEUS DOIS FILHOS

Sérgio Godinho

Destaque

Mollie Wilson O’Reilly

A IGREJA CATÓLICA ESTÁ ERRADA QUANTO AOS GAYS

Entrevistas

Com Alberto Acosta

2020: “NÃO SE TRATA DE GANHAR ELEIÇÕES, MAS DE CONSTRUIR UMA NOVA HISTÓRIA A PARTIR DE BAIXO”

Documentos + extensos

William T. Cavanaugh

DEUSES ESTRANHOS. A IDOLATRIA NO SÉCULO XXI

Outros TEXTOS de interesse

Massimo Faggioli

IGREJA CATÓLICA COMEÇA SEUS PRÓPRIOS “LOUCOS ANOS VINTE”

TEXTOS de A. Pedro Ribeiro

AS GUERRAS DO IMPÉRIO

TEXTOS Frei Betto, Teólogo

BANHEIROS PÚBLICOS

TEXTOS de L. Boff, Teólogo

A HISTÓRIA FOI ESCRITA PELA MÃO BRANCA

 

 

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: