FRATERNIZAR – O que nos revela o ‘Caso Marega’ -RACISMO OU A NEGAÇÃO DO DESPORTO COMO ARTE?! – por MÁRIO DE OLIVEIRA

 
 
 

Aconteceu no passado fim de semana, em Guimarães, no Estádio D. Afonso Henriques. Num jogo da Primeira Liga entre o VSC de Guimarães, de Júlio Mendes, treinado por Ivo Vieira, e o FCP, de Pinto da Costa, mais que vitalício no cargo, treinado por Sérgio Conceição. Depois de tantos escândalos já divulgados e muitos outros, ainda por divulgar pelo Futebol Leaks, inevitáveis todos neste tipo de Futebol dos milhões, qual é, a meu ver, a pior revelação que o ‘Caso Marega’ nos faz – um caso de Racismo, ou a negação pura e simples do Desporto, como actividade saudável ao ar livre e com todos os ingredientes para desfrutarmos uns com os outros, sem necessidade de recorrermos a qualquer tipo de policiamento nos respectivos locais?

Podem acusar-me de sonhador e utópico. Mas, então, deixemos de falar de Desporto, sempre que nos referimos ao futebol de milhões, implantado hoje tanto no Ocidente como no Oriente. Fazê-lo, é agredir o desporto como tal e os seus praticantes. O ‘caso Marega’ é uma acha mais, na fogueira que alimenta jornais desportivos – só em Portugal, pequeno país à beira-mar plantado, há três diários, sete dias por semana!!! E há as tvs privadas e as das SADs, entenda-se, Sociedades Anónimas Desportivas em que se transformaram os clubes. E há comentadores televisivos a granel que enchem horas, noites e dias de cada semana, durante todo o ano, a esmiuçar tudo ao pormenor e sempre com grandes audiências. E há jogadores e treinadores que se compram e se vendem por somas astronómicas e obscenas, onde o Senhor Dinheiro dita as regras e corrompe tudo e todos, sem quaisquer escrúpulos e possibilidades de controlo. Graças à cobertura de Federações nacionais e internacionais, onde a UEFA que a tudo preside, põe e dispõe na mais completa amoralidade. Porque a única coisa que conta é o Lucro, sem que os Estados e respectivos Governos tenham mão nesta máquina devoradora e trituradora do Humano, que converte nascidos de mulher em famosas marcas, como é o caso da marca CR7, nascido de uma mulher da Região Autónoma da Madeira.

Não há como conter esta trituração do Humano. Seja a dos craques que se compram e se vendem, numa sofisticada forma de prostituição, seja a dos frequentadores de todos aqueles-estados catedrais, como, na idade média, frequentavam as catedrais dos bispos e os templos paroquiais das aldeias. O resultado é o mesmo, num e noutro caso. As mudanças são pouco mais do que cosméticas, mais maléficas estas hoje, do que aquelas do passado. O ‘racismo’ então também era de outro tipo. Não tinha que ver com a cor da pele, embora, ‘descobridores’ e ‘conquistadores’ da era de Quinhentos, chegassem a perguntar se aqueles aborígenes residentes nus ou seminus, com os quais se deparavam, ao saírem das caravelas, e facilmente subjugavam mediante a Cruz e a Espada, ‘tinham alma’. Por então, ainda se não havia inventado a palavra ‘racismo’, mas já se praticava, sob outras designações, como a escravatura, à beira das quais o ‘caso Marega’ nem sequer o chega a ser. De modo que todo o alarido que em seu redor se criou e se vai alimentar por muitos dias serve sobretudo para esconder um dos piores crimes contra a Humanidade e contra o Desporto, como prática saudável ao ar livre , que é a existência cientificamente organizada do Futebol dos milhões.

Alerta, pois! Porque o Senhor Dinheiro tem o perverso condão de envelhecer-matar não só o corpo dos nascidos de mulher, mas também e sobretudo a sua ‘alma’, o Eu-sou único e irrepetível que cada uma cada, cada um de nós é. E que o ‘caso Marega’ ajuda a esconder, quando mais parece revelar. Ou acabamos já com o Futebol dos milhões e suas SADs e regressamos aos clubes de Futebol com equipas formadas exclusivamente por profissionais de cada um dos países, entre os quais se busca o desporto como Arte e fonte de amizade e da entre-ajuda, ou acabamos todos comidos por ele e seus abutres.

 

www.jornalfraternizar.pt

 

 

Nota: Também as outras Pastas têm novos temas:

1 Poema de cada vez

PORQUE NÃO ME VÊS

Fausto

Destaque

Marcos Sassatelli

FRADES DOMINICANOS NO BRASIL: UMA TOMADA DE POSIÇÃO PROFÉTICA

Entrevistas

Especial com Paulo Suess

A BANDEIRA DE UMA IGREJA COM ROSTO AMAZÔNICO APONTA PARA UMA LONGA E DOLOROSA VIA-SACRA

Documentos + extensos

Michael Löwy

TREZE TESES SOBRE A CATÁSTROFE ECOLÓGICA IMINENTE

Outros TEXTOS de interesse

CARTA DE GONZÁLEZ FAUS
AO PAPA SOBRE “QUERIDA AMAZÔNIA”

TEXTOS de A. Pedro Ribeiro
O TRIPALIUM

TEXTOS Frei Betto, Teólogo

A FANTASIA SE FAZ REALIDADE

TEXTOS de L. Boff, Teólogo

ÉTICA E ESPIRITUALIDADE FACE AOS DESASTRES ECOLÓGICOS ATUAIS

 

Leave a Reply