Posts Tagged: rádio

OBRA ABERTA – UM NOVO PROGRAMA LITERÁRIO NA RÁDIO – HOJE às 18 horas, no CENTRO CULTURAL DE BELÉM

OBRA ABERTA Um programa de rádio sobre livros e literatura, gravado ao vivo, com João Paulo Cotrim e Maria João Costa em colaboração com a Rádio Renascença Sala Glicínia Quartin / Entrada livre (mediante lotação da sala) O escritor  Frederico Lourenço, Prémio Pessoa

OBRA ABERTA – UM NOVO PROGRAMA LITERÁRIO NA RÁDIO – HOJE às 18 horas, no CENTRO CULTURAL DE BELÉM

OBRA ABERTA Um programa de rádio sobre livros e literatura, gravado ao vivo, com João Paulo Cotrim e Maria João Costa em colaboração com a Rádio Renascença Sala Glicínia Quartin / Entrada livre (mediante lotação da sala) O escritor  Frederico Lourenço, Prémio Pessoa

EDITORIAL: A GUERRA DOS MUNDOS E A «OPERAÇÃO PAPAGAIO»

Foi no dia 30 de Outubro de 1938. Eram os dias da rádio e estava na moda transmitir directamente de um café ou restaurante a actuação de um orquestra – os chamados «chás dançantes». Nesse dia um programa de rádio simulando uma invasão

EDITORIAL: A GUERRA DOS MUNDOS E A «OPERAÇÃO PAPAGAIO»

Foi no dia 30 de Outubro de 1938. Eram os dias da rádio e estava na moda transmitir directamente de um café ou restaurante a actuação de um orquestra – os chamados «chás dançantes». Nesse dia um programa de rádio simulando uma invasão

DIA 11 DE ABRIL, ÀS 22 H, PROJECÇÃO DO DOCUMENTÁRIO “UIVO”, DE ANTÓNIO SÉRGIO, NA SOCIEDADE MUSICAL UNIÃO PAREDENSE

  No dia 11 de abril, sábado, 22h, Projeção do documentário “Uivo”, na SMUP: Sociedade Musical União Paredense (Rua Marquês de Pombal, 319, Parede) “Uivo” é um documentário sobre a voz de António Sérgio, realizado por Eduardo Morais, entre Março

DIA 11 DE ABRIL, ÀS 22 H, PROJECÇÃO DO DOCUMENTÁRIO “UIVO”, DE ANTÓNIO SÉRGIO, NA SOCIEDADE MUSICAL UNIÃO PAREDENSE

  No dia 11 de abril, sábado, 22h, Projeção do documentário “Uivo”, na SMUP: Sociedade Musical União Paredense (Rua Marquês de Pombal, 319, Parede) “Uivo” é um documentário sobre a voz de António Sérgio, realizado por Eduardo Morais, entre Março

EDITORIAL – Dia da Rádio

  A UNESCO declarou o 13 de Fevereiro como Dia Mundial da Rádio por ter sido neste dia que a United Nations Radio emitiu pela primeira vez, em 1946, um programa em simultâneo para seis países. O primeiro destes dias foi celebrado em 2012.

EDITORIAL – Dia da Rádio

  A UNESCO declarou o 13 de Fevereiro como Dia Mundial da Rádio por ter sido neste dia que a United Nations Radio emitiu pela primeira vez, em 1946, um programa em simultâneo para seis países. O primeiro destes dias foi celebrado em 2012.

ADENDA A “QUEREMOS O «LUGAR AO SUL» NUM HORÁRIO DECENTE – por Álvaro José Ferreira

 Repetimos o texto publicado em 13 de Julho Perante o horário esconso e indigno em que Rui Pêgo, em Janeiro de 2011, colocou o programa “Lugar ao Sul” na grelha da Antena 1 (às 7:00 da madrugada de sábado), e

ADENDA A “QUEREMOS O «LUGAR AO SUL» NUM HORÁRIO DECENTE – por Álvaro José Ferreira

 Repetimos o texto publicado em 13 de Julho Perante o horário esconso e indigno em que Rui Pêgo, em Janeiro de 2011, colocou o programa “Lugar ao Sul” na grelha da Antena 1 (às 7:00 da madrugada de sábado), e

VIVER A RÁDIO – por Manuela Degerine

Em 29 de Novembro de 2010, no Estrolabio, publicámos este artigo de Manuela Degerine, a nossa “correspondente” em Paris. Como sempre acontece neste mês, recorremos com frequência ao arquivo. Pode ser que a opinião que tem sobre a rádio em Portugal 

VIVER A RÁDIO – por Manuela Degerine

Em 29 de Novembro de 2010, no Estrolabio, publicámos este artigo de Manuela Degerine, a nossa “correspondente” em Paris. Como sempre acontece neste mês, recorremos com frequência ao arquivo. Pode ser que a opinião que tem sobre a rádio em Portugal 

“QUESTÕES DE MORAL” PARA LER – por Álvaro José Ferreira

Nota prévia: Para ouvir a música de Vivaldi, há que aceder à página http://nossaradio.blogspot.pt/2013/07/questoes-de-moral-para-ler.html e clicar nos respectivos “play vídeo”. Até finais de Dezembro de 2012, sempre que nas ondas da Antena 2 surgia a secção instrumental da ária “Così

“QUESTÕES DE MORAL” PARA LER – por Álvaro José Ferreira

Nota prévia: Para ouvir a música de Vivaldi, há que aceder à página http://nossaradio.blogspot.pt/2013/07/questoes-de-moral-para-ler.html e clicar nos respectivos “play vídeo”. Até finais de Dezembro de 2012, sempre que nas ondas da Antena 2 surgia a secção instrumental da ária “Così

“VOZES DA LUSOFONIA” EM INGLÊS? (III) – por Álvaro José Ferreira

O conceito do programa “Vozes da Lusofonia”, subjacente ao nome que enverga e ao que está expresso no próprio texto de apresentação (cf. http://www.rtp.pt/play/p276/e124201/vozes-de-lusofonia), designadamente na frase «Um ponto comum une os convidados de “Vozes da Lusofonia”: a língua portuguesa!»

“VOZES DA LUSOFONIA” EM INGLÊS? (III) – por Álvaro José Ferreira

O conceito do programa “Vozes da Lusofonia”, subjacente ao nome que enverga e ao que está expresso no próprio texto de apresentação (cf. http://www.rtp.pt/play/p276/e124201/vozes-de-lusofonia), designadamente na frase «Um ponto comum une os convidados de “Vozes da Lusofonia”: a língua portuguesa!»

“PALAVRAS MAL DITAS” OU “PALAVRAS MALDITAS”? – 4 – por Álvaro José Ferreira

BALADA DO DESESPERO Porque nasceste, vives; Porque vivias, cresceste; Porque cresceste, tiveste A sorte que não previas; Porque estudaste, aprendeste As coisas de se saber, E outras, inúteis de sobra As coisas para se esquecer As coisas para se esquecer.

“PALAVRAS MAL DITAS” OU “PALAVRAS MALDITAS”? – 4 – por Álvaro José Ferreira

BALADA DO DESESPERO Porque nasceste, vives; Porque vivias, cresceste; Porque cresceste, tiveste A sorte que não previas; Porque estudaste, aprendeste As coisas de se saber, E outras, inúteis de sobra As coisas para se esquecer As coisas para se esquecer.

“PALAVRAS MAL DITAS” OU “PALAVRAS MALDITAS”? – 3 – por Álvaro José Ferreira

Fernando Pessoa escreveu a dado passo: “A canção é uma poesia ajudada”. Está implícito que um poema fica a ganhar se for cantado, mas não deixa de valer per si, isto é, sem a muleta da música e do canto

“PALAVRAS MAL DITAS” OU “PALAVRAS MALDITAS”? – 3 – por Álvaro José Ferreira

Fernando Pessoa escreveu a dado passo: “A canção é uma poesia ajudada”. Está implícito que um poema fica a ganhar se for cantado, mas não deixa de valer per si, isto é, sem a muleta da música e do canto

QUEREMOS O “LUGAR AO SUL” NUM HORÁRIO DECENTE! – por Álvaro José Ferreira

Perante o horário esconso e indigno em que Rui Pêgo, em Janeiro de 2011, colocou o programa “Lugar ao Sul” na grelha da Antena 1 (às 7:00 da madrugada de sábado), e não estando eu disposto a sacrificar o meu

QUEREMOS O “LUGAR AO SUL” NUM HORÁRIO DECENTE! – por Álvaro José Ferreira

Perante o horário esconso e indigno em que Rui Pêgo, em Janeiro de 2011, colocou o programa “Lugar ao Sul” na grelha da Antena 1 (às 7:00 da madrugada de sábado), e não estando eu disposto a sacrificar o meu

EM DEFESA DO PROGRAMA «QUESTÕES DE MORAL» – por Álvaro José Ferreira

«E para terminar, e a talhe de foice ou não, registe-se que foi Pio XII que fundou o Instituto para as Obras Religiosas, a tal designação que vem a ser a do Banco do Vaticano, de que tão abundantemente falei

EM DEFESA DO PROGRAMA «QUESTÕES DE MORAL» – por Álvaro José Ferreira

«E para terminar, e a talhe de foice ou não, registe-se que foi Pio XII que fundou o Instituto para as Obras Religiosas, a tal designação que vem a ser a do Banco do Vaticano, de que tão abundantemente falei

Pérolas da música portuguesa votadas ao ostracismo – Menino Jesus – por Álvaro José Ferreira

Ouça! Ouça!… Não deixe de ouvir até ao fim, pois assim terá oportunidade de exclamar: «É realmente incompreensível que pérolas deste quilate estejam excluídas da ‘playlist’ da Antena 1, o canal generalista da rádio estatal que tem a obrigação legal

Pérolas da música portuguesa votadas ao ostracismo – Menino Jesus – por Álvaro José Ferreira

Ouça! Ouça!… Não deixe de ouvir até ao fim, pois assim terá oportunidade de exclamar: «É realmente incompreensível que pérolas deste quilate estejam excluídas da ‘playlist’ da Antena 1, o canal generalista da rádio estatal que tem a obrigação legal