Posts Tagged: soneto

SONETO de FRANCISCO SÁ DE MIRANDA

    Soneto de Francisco Sá de Miranda       O sol é grande: caem coa calma as aves, Do tempo em tal sazão, que sói ser fria. Esta água que de alto cai acordar-me-ia, Do sono não, mas

UM CAFÉ NA INTERNET – Ó doce perspicácia dos sentidos… , por Jorge de Sena

(1919 – 1978)  Um café na Internet Ó doce perspicácia dos sentidos! Visão mais táctil que apressados dedos sempre na treva tropeçando em medos que só o olfacto os ouve definidos! Audível sexo, corpos repetidos, gosto salgado em curvas sem

Soneto a Dinamene, por Luís de Camões

Fui buscar este soneto a Líricas, de Luís de Camões, editora Textos Literários, de 1955. A selecção, o prefácio e as notas são de Rodrigues Lapa, que considera Dinamene um nome poético. Outro soneto, o que começa por “Alma minha