Posts Tagged: sophia de mello breyner andresen

TEATRO DOS ALOÉS – O CAVALEIRO DA DINAMARCA, de SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN – 15/Nov – 21h30 18/Nov – 21h30 19/Nov – 16h 25/Nov – 21h30 26/Nov – 16h * – nos RECREIOS DA AMADORA

    Este texto conta a história de um cavaleiro que numa noite de Natal decide fazer uma grande viagem para passar o Natal seguinte em Belém. Este é o ponto de partida de uma epopeia, que nos guia desde

TEATRO DOS ALOÉS – O CAVALEIRO DA DINAMARCA, de SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN – 15/Nov – 21h30 18/Nov – 21h30 19/Nov – 16h 25/Nov – 21h30 26/Nov – 16h * – nos RECREIOS DA AMADORA

    Este texto conta a história de um cavaleiro que numa noite de Natal decide fazer uma grande viagem para passar o Natal seguinte em Belém. Este é o ponto de partida de uma epopeia, que nos guia desde

MUSEU DO NEO-REALISMO – CICLO DE CINEMA REALISMOS CONTEMPORÂNEOS – “CORRESPONDÊNCIAS”, de RITA AZEVEDO GOMES – AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, 28 de ABRIL, às 21.30.

  No âmbito do Ciclo de Cinema “Realismos Contemporâneos”, o Museu do Neo-Realismo apresenta ao público, no próximo dia 28 de abril, pelas 21h30, o documentário Correspondências de Rita Azevedo Gomes. Jorge de Sena, forçado a sair do país por

MUSEU DO NEO-REALISMO – CICLO DE CINEMA REALISMOS CONTEMPORÂNEOS – “CORRESPONDÊNCIAS”, de RITA AZEVEDO GOMES – AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, 28 de ABRIL, às 21.30.

  No âmbito do Ciclo de Cinema “Realismos Contemporâneos”, o Museu do Neo-Realismo apresenta ao público, no próximo dia 28 de abril, pelas 21h30, o documentário Correspondências de Rita Azevedo Gomes. Jorge de Sena, forçado a sair do país por

CATARINA EUFÉMIA, por SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

              Catarina Efigénia Sabino Eufémia (1928 – 1954) completaria hoje oitenta e nove anos. Em Maio próximo passarão sessenta e três anos sobre o seu assassinato por um oficial da guarda republicana, quando protestava

CATARINA EUFÉMIA, por SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN

              Catarina Efigénia Sabino Eufémia (1928 – 1954) completaria hoje oitenta e nove anos. Em Maio próximo passarão sessenta e três anos sobre o seu assassinato por um oficial da guarda republicana, quando protestava