BELCANTO -– Angela Gheorghiu – por Carla Romualdo e Carlos Loures

 

 

Angela Gheorghiu nasceu em Adjud, na Roménia,  em 7 de Setembro de 1965. Soprano lírico-dramático famosa pela excepcional qualidade da sua voz e pelas suas actuações intensas e profundas, Gheorghiu tem grande afinidade com as óperas de Verdi e Puccini. Dotada de uma grande extensão e de uma voz colorida e escura, pode também cantar papéis concebidos para soprano spinto.

 

Estreou-se em 1992 no seu país no papel de Zerlina, de Don Giovanni, de Mozart. No ano seguinte estava no palco do Metropolitan Opera de Nova Iorque interpretando a Mimi de La bohème, de Puccini, o que diz bem do êxito e da ascensão rápida da sua carreira. Por outro lado, o casamento com o tenor francês Roberto Alagna e um feitio temperamental e explosivo, para além do seu excepcional talento, colocam-na com frequência sob os focos mediáticos.

 

 

 

Manon Lescaut, ópera em quatro actos de Giacomo Puccini ( 1858 – 1924), com libreto de Oliva e Illica segundo o romance L’histoire du chevalier des Grieux et de Manon Lescaut, de Abbé Prévost. Foi estreada no Teatro Reggio de Turim em 1 de Fevereiro de 1893. 

 

Vamos ouvir Angela Gheorghiu  na ária do IV acto  Sola perduta abbandonata:

 

 

 

 

 

 

 

Partilhar por email

fecharNome do remetenteNome do destinatárioEmail do destinatário

 

Leave a Reply