SERRALVES – ERNESTO DE SOUSA: ALMADA, UM NOME DE GUERRA / NÓS NÃO ESTAMOS ALGURES



07 Jul – 26 Ago 2012 – Casa de Serralves

A Casa de Serralves será palco de uma reinterpretação de dois mixed media de Ernesto de Sousa: Almada, Um Nome de Guerra e Nós Não Estamos Algures. Desenvolvidos durante as décadas de 1960−70, estes projectos partiram do interesse do então cineasta e crítico de cinema pela obra de Almada Negreiros, que Ernesto de Sousa reivindica como figura central da contemporaneidade portuguesa, cujo estudo deverá contribuir para uma renovação, ou reinvenção, das vanguardas.

Os dois mixed media visam transformar a maneira de conceber o cinema, aproximando-se de outras experiências levadas a cabo nos anos de 1960 e que ficaram conhecidas como “cinema expandido” [expanded cinema]. Rompem com o ambiente normalizado e codificado da sala de cinema, transformando a experiência cinematográfica graças a inserções performativas durante a projecção de filmes e diapositivos.

Paralelamente à apresentação dos mixed media apresenta-se uma exposição documental que dá conta do processo da sua concepção, nomeadamente da colaboração com pessoas oriundas de áreas como o design gráfico (Carlos Gentil-Homem) e a música experimental (Jorge Peixinho). Serão apresentados cartazes, autocolantes, fotografias de época, partituras, cartas, tudo materiais provenientes do espólio exemplarmente preservado por Isabel Alves.

Comissariado: João Fernandes e Ricardo Nicolau
Colaboração: Ana Baliza, José Bártolo e Isabel Alves
Produção: Fundação de Serralves

Inauguração: 6 Julho, Casa de Serralves, 22h00, entrada livre.
Na noite de inauguração a entrada para a exposição é feita exclusivamente pela Rua de Serralves, 999.

Leave a Reply