MUSEU DO NEO-REALISMO – APRESENTAÇÃO DE “A IMPLOSÃO”, de NUNO JÚDICE. NO SÁBADO.

No próximo sábado, dia 4 de maio, pelas 16h00, Nuno Júdice é o convidado do Museu do Neo-Realismo, para nos falar acerca do seu mais recente trabalho literário: A Implosão. A obra será apresentada por Manuel Frias Martins.

A entrada é livre.

Contamos com a vossa presença.

Dois antigos conhecidos do tempo da Ditadura encontram-se, muitos anos depois, numa manifestação contra um governo que traiu as promessas feitas ao seu povo. Tudo se passa num país imaginário de um continente também imaginário: uma Europa que se encontra em completa desagregação social e política. Um deles convida o outro para o acompanhar a uma igreja onde se encontra um caixão cujo conteúdo ele não revela. (excerto da sinopse)

Nuno Júdice nasceu em 1949. Formou-se em Filologia Românica pela Universidade Clássica de Lisboa. É professor associado da Universidade Nova de Lisboa, onde se doutorou em 1989 com uma tese sobre Literatura Medieval. Entre 1997 e 2004 desempenhou as funções de Conselheiro Cultural e Diretor do Instituto Camões em Paris. Tem publicado estudos sobre teoria da literatura e literatura portuguesa. Entre outras, publicou as edições de Sonetos de Antero de Quental, do Cancioneiro de D. Dinis, e Os Infortúnios Trágicos da Constante Florinda de Gaspar Pires Rebelo. Publicou o primeiro livro de poesia em 1972. Recebeu os mais importantes prémios de poesia portugueses: Pen Clube em 1985, Prémio D. Dinis da Fundação Casa de Mateus em 1990 e da Associação Portuguesa de Escritores em 1994. O seu romance Por Todos os Séculos recebeu o prémio Bordalo da Casa da Imprensa.

Manuel Frias Martins é professor da Faculdade de Letras de Lisboa, doutorado em Teoria da Literatura. É autor de ensaios como Sombras e Transparências da Literatura, Herberto Helder – um Silêncio de Bronze, 10 anos de poesia em Portugal: 1974-1984 – Leitura de uma década, Matéria Negra. Uma Teoria da Literatura e da Crítica Literária, com o qual recebeu o Prémio PEN Clube de Ensaio, As Trevas Inocentes. Traduziu e prefaciou obras, como: L’Allegro e Il Penseroso, de John Milton e O Cânone Ocidental, de Harold Bloom.

A Implosão

Contactos


Museu do Neo-Realismo

Rua Alves Redol, nº 45
2600-099 Vila Franca de Xira

Tel.: 263 285 626
Fax: 263 284 814
Email:
neorealismo@cm-vfxira.pt


Museu do Neo-Realismo (antigas instalações)
Rua José Dias da Silva, nº 2, 2º
2600-169 Vila Franca de Xira

Leave a Reply